Bruno Martins, maestro, de Albergaria-a-Velha
Músicos naturais do Concelho de Albergaria-a-Velha

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

Bruno Martins

Bruno Martins, maestro, de Albergaria-a-Velha

Bruno Martins, maestro, de Albergaria-a-Velha

Miguel Rodrigues

Miguel Rodrigues, canto, de Albergaria-a-Velha

Miguel Rodrigues, canto, de Albergaria-a-Velha

Tiago Bento

Tiago Bento, clarinetista, de Albergaria-a-Velha

Tiago Bento, clarinetista, de Albergaria-a-Velha

Miguel Rodrigues

Nascido em Albergaria-a-Velha, em 1987, Miguel Rodrigues iniciou os estudos musicais aos 6 anos no Conservatório de Música da Jobra. Em 2002, concluiu o curso básico (5º. Grau) de piano com a classificação final de 20 valores. No mesmo ano, iniciou os estudos de canto com Ângela Alves (Soprano). Em 2006 concluiu o curso Complementar de Formação Musical em regime articulado.

Ainda em 2006, foi  admitido na Universidade de Aveiro na Licenciatura em piano e canto. Licenciou-se em Música (área vocacional de canto) na Universidade de Aveiro, e frequenta o mestrado em ensino de música, especialidade de canto com António Salgado.

Foi, desde 2000 até 2008, elemento da direção do Grupo Coral Infantil de Albergaria-a-Velha. Miguel Rodrigues tem participado em recitais e concertos um pouco por todo o país, quer a solo, quer em grupos instrumentais ou vocais. Interpretou a personagem Colas na ópera “Bastien und Bastienne” de W. A. Mozart. Interpretou a personagem Judas na “Paixão segundo S. Mateus” de J. S. Bach. Foi convidado a participar na realização do Requiem de G. Verdi em S. Miguel, Ponta Delgada.

Na área da composição, tem escrito várias peças para grupos instrumentais e/ou vocais, de salientar a oratória de Natal “Porque o Profeta Escreveu” para coro infantil e orquestra, estreada em 2006, em Albergaria-a-Velha, no III Concerto de Natal do Grupo Coral Infantil.

Realizou estudos de piano com os professores e pianistas Isabel Tavares Ramos, Svetlana Mikhaylischeva, Lúcia Rodrigues, Eduardo Resende, Constantin Sandu e Vitali Dotsenko. Na área de canto estudou com Ângela Alves, Fernanda Correia, Alcione Bayer, Pat Macmahon e Laura Sartie. Realizou ainda estudos de Jazz, na área de piano, orientados pelo grupo «Quadratura Jazz»,e ainda com João Martins, Óscar Graça e Mário Laginha, tendo abordado improvisação e harmonia Jazz.

Estudou percussão com Bruno Estima, com quem abordou técnica de bateria, caixa, tímpanos e marimba. Estudou flauta transversal com Alexandre Andrade. Para além da música erudita, integrou diversos grupos de música ligeira e música sacra, como cantor, organista, flautista, teclista e pianista.

Nuno Silva

Nascido em 1986, em S. João de Loure, Albergaria-a-Velha, Nuno Silva  iniciou os estudos musicais em Trompete aos 10 anos. Em 1997 ingressou no Conservatório de Música de Águeda (CMA), onde estudou Trompete. Em 2003 ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho (EPME), onde conclui em 2006 o Curso de Prática Orquestral em trompete.

Frequentou classes de aperfeiçoamento de Trompete com John Aigi Hurn, António Quítalo, Alfredo D’Áddona, Leonardo Mendez, Jorge Almeida, Hakan Hardanberger. Tem tocado em várias Orquestras de jovens como: Orquestra de Jovens de Águeda, Orquestra de Sopros do CMA, Banda Sinfónica da Bairrada, Orquestra Clássica da EPME, Estágio Nacional da Orquestra APROARTE. Como freelancer já tocou com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra Clássica de Espinho. No seu percurso em Orquestra trabalhou com diversos maestros: Eliahu Inbal, Júlia Jones, Cesário Costa, Ernst Schelle, Pedro Neves, Pawell Przitoki, Vicent Soler Solano, António Saiote. Em 2005 realizou uma digressão ao Brasil com a Orquestra Clássica de Espinho onde tocou nas mais prestigiadas salas do País: Sala Cecília Meireles no Rio de Janeiro, Centro Cultural de São Paulo, Teatro Castro Alves em Salvador, Teatro Nacional em Brasília.

Já tocou em festivais e em palcos de renome nacional, entre eles Festival de Jazz Imaxina Sons em Vigo, Festival Internacional de Música de Espinho, Concerto de solidariedade de vítimas de trauma na Casa da Música, “Sábados à tarde” na Casa da Música, Estágio Nacional de Orquestra APROARTE no Europarque, Concertos Promenade 2005 e 2007 no coliseu do Porto, “40 horas Non-Stop” no Museu de Serralves, na Temporada Sinfónica 2006/2007 do Teatro Nacional São Carlos, integrando a Orquestra Sinfónica Portuguesa tocou a ópera WOZZECK de Alban Berg, e na Temporada 2007/2008 também com a Orquestra Sinfónica Portuguesa tocou a 2ª Sinfonia de Mahler, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Tem ainda participado em diversos concursos, de salientar os seguintes prémios: 1ª classificado em Trompete no concurso do CMA; 1ª classificado em Formação Musical no concurso do CMA; 3ª Classificado, na categoria sénior em Trompete, no “II Concurso de Música Terras de La Salette” Licenciou-se em Música na Universidade de Aveiro, e frequenta o Mestrado em Ensino de Música, especialidade de trompete com Jorge Almeida.

Queres destacar-te? Clica AQUI.

Destaca-te no Musorbis

Destaca-te no Musorbis