Museu da Música Filarmónica

MÚSICA À VISTA

Sugestões de património edificado

para uma rota musicoturística no Concelho de Almada

Museu da Música Filarmónica

Situado no coração de Almada Velha, concelho de Almada, distrito de Setúbal, o Museu da Música Filarmónica é um espaço museológico inaugurado pela Câmara Municipal de Almada a 25 de novembro de 2012. Retrata a história da atividade filarmónica associada às coletividades do Concelho e presta homenagem ao maestro e compositor Leonel Duarte Ferreira (1894-1959), referência e protagonista transversal à dinâmica musical associativa no concelho e na região metropolitana.

A Câmara Municipal de Almada adquiriu a casa em ruínas onde nasceu o maestro Leonel Duarte Ferreira, promovendo a sua refuncionalização como espaço de memória e fruição pública no âmbito da candidatura Almada Velha de Novo Centro, com o apoio de fundos comunitários. O investimento ascendeu a 460 mil euros. De arquitetura contemporânea, em diálogo com a malha urbana, o novo museu, erguido no local onde nasceu o Maestro Leonel Duarte Ferreira, integra uma área expositiva de 97 m2.

Fotografias, documentação, instrumentos, pautas, batutas, entre outras peças, do espólio municipal e cedidas, especificamente para esta exposição, pelas quatro bandas filarmónicas centenárias do concelho em atividade – Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense (AIRFA), que interpretará o hino da cidade de Almada, composto pelo maestro Leonel Duarte Ferreira, a Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (SFIA), a Sociedade Filarmónica União Artística Piedense (SFUAP), a Sociedade Recreativa Musical Trafariense (SRMT) – e por particulares, evocam a presença da música na cidade.

Um dispositivo sonoro existente na sala de exposições permite uma melhor compreensão da tipologia de instrumentos que tradicionalmente associamos à sonoridade e imagem de uma banda filarmónica.

Dedicado especificamente ao maestro Leonel Duarte Ferreira, o museu integra ainda um dispositivo de multivisão que permite a ilusão do discurso direto do compositor, integrando a sua biografia no contexto de época, sublinhado por uma banda sonora que integra trechos de algumas das suas composições e peças do reportório tocado por bandas de Almada.

Museu da Música Filarmónica

Museu da Música Filarmónica

Museu da Música Filarmónica

Antigo Cinema da Incrível Almadense

Em 2020, a Câmara Municipal de Almada aprovou a classificação do edifício do Cinema da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (SFIA) e dos edifícios do Cineteatro e Cinema da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense (AIRFA) como Imóveis de Interesse Municipal. Um reconhecimento da importância destas coletividades centenárias na história do concelho. O edifício do Cinema da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (SFIA) foi classificado como Imóvel de Interesse Municipal a 14 de dezembro de 2020.
Este reconhecimento justifica-se por o edifício do Cinema da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense (SFIA) constituir uma importante referência para a comunidade, enquanto testemunho da história e das vivências da cidade, contribuindo para a afirmação da identidade do concelho de Almada e para o reforço dos laços de coesão social e de memória coletiva, em particular para o
núcleo antigo de Almada.

O antigo cinema da centenária Incrível Almadense inaugurou em 1926. Com uma fachada caracterizada pela estética modernista, o Cine Incrível foi o primeiro edifício do concelho para projeção de cinema, com salão e plateia. Além do interesse arquitetónico do edifício, este representa um testemunho importante para a história do cinema em Portugal e, em particular, dos cineteatros e do seu processo de edificação ao nível regional, tipologia de edifícios que se afirma na década de 40 do século XX.

«O inquestionável valor deste imóvel ocorre não só pela sua arquitetura, mas pelo que representa na memória coletiva de todos os almadenses. Esta efetiva classificação como Imóvel de Interesse Municipal é também o reconhecimento da relevância da própria Incrível Almadense na história do nosso concelho e expressão do carinho que une todos os Almadenses à “mãe” de todas as nossas coletividades centenária assim como da importância da sua ação social, política e cultural», reconheceu a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros.

Erguido entre 1939 e 1942, o edifício sede da Academia Almadense também faz parte do património histórico de Almada. Repositório de memórias da intensa e diversificada vida cultural do concelho, do cinema ao teatro, da música à dança, foi também palco de comícios históricos que marcaram a resistência durante o Estado Novo.

Reconhecendo o interesse do Cineteatro e do Cinema da Academia de Instrução e Recreio Familiar Almadense (AIRFA), por constituírem, à semelhança da SFIA, uma importante referência para o concelho, ao qual se alia o interesse arquitetónico e o valor patrimonial ao nível da estética ou originalidade, a Câmara Municipal de Almada deliberou também, a 28 de agosto de 2020, a classificação dos referidos imóveis como de Interesse Municipal.

Fonte: Município de Almada

SFIA

Edifício da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense

Edifício da Sociedade Filarmónica Incrível Almadense

Fórum Municipal

Forum Municipal Romeu Correia, em Almada

Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *