Virgílio Caseiro, maestro, de Ansião
Músicos naturais do Concelho de Ansião

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

Frei Acílio Mendes

Frei Acílio Mendes, compositor, de Ansião

Frei Acílio Mendes, compositor, de Ansião

António Simões

António Simões, organeiro, de Ansião

António Simões, organeiro, de Ansião

Virgílio Caseiro

Maestro, professor, musicólogo, “figura cultural, Virgílio Caseiro iniciou a aprendizagem em música ainda muito novo, com o barbeiro da terra onde nasceu, Ansião. Aos 16 anos mudou-se para Coimbra com dois objetivos: “um, continuar a estudar música, que era o que mais me agradava, e outro, estudar Engenharia Mecânica, porque o meu pai era industrial de automóveis”. Simultaneamente, inscreveu-se no Orfeon Académico onde foi 1.º tenor, iniciou também a sua prestação na tuna académica e fez ainda parte do grupo de danças regionais G.E.F.A.C. (Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra).

Virgílio Caseiro

Virgílio Caseiro, maestro, de Ansião

Virgílio Caseiro, maestro, de Ansião

Em 1969 ingressou no serviço militar e optou, definitivamente, pela carreira musical. Com as modificações académicas decorrentes do 25 de Abril, e já a cantar no Orfeon desde 1972, teve oportunidade de dar aulas de matemática e ciências, aproveitando os conhecimentos adquiridos no curso de Engenharia Mecânica. Em 1978 terminou o Curso Superior de Canto, no Conservatório de Música de Coimbra, e licenciou-se em 1988 em Ciências Musicais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa completando depois o mestrado na mesma área pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Por esta altura começou a dar aulas de música como profissional livre: “Comecei a dar aulas na ACM – Associação Cristã da Mocidade de Coimbra.  Entre a década de 80 a 90 foi Maestro do Coro de Professores de Coimbra, criou e dirigiu a Orquestra da Câmara de Coimbra e o Grupo de Música medieval e renascentista “Ars Musicae”. Foi também maestro do Coro do Hospital Pediátrico de Coimbra e da Orquestra Clássica do Centro (além de co-fundador deste projeto nascido em 2003), e ainda professor adjunto na Escola Superior de Educação de Coimbra durante vários anos.

Esteve 16 anos no comando do Orfeon Académico de Coimbra. Hoje além de professor de música na ACM, é ainda o maestro titular do Coro dos Antigos Orfeonistas, onde cessará funções no dia 8 de Julho do ano corrente, concluídos, assim, 15 anos com essa responsabilidade artística, precisamente no dia em que celebra 70 anos.

BANDAS FILARMÓNICAS

Sociedade Filarmónica Ansianense de Santa Cecília

A Banda Filarmónica da SFASC tem-se apresentado ao público ansianense com grande regularidade, nas Festas do Concelho, em concertos de Aniversário da coletividade, em concertos de Natal e de Ano Novo, nas principais festas religiosas das Freguesias do Concelho, no desfile anual de Marchas Populares de S. Pedro e Rainha Santa Isabel, e nas corridas de toiros de Santiago da Guarda.

Atuou nas Caldas da Rainha (1999), Figueira da Foz e Romariz – Vila da Feira (2003), Alhadas (2004), Abiúl (2011), Tomar (2011 e 2012) e outras localidades do País. Em intercâmbio cultural, participou nos encontros de bandas de Montargil (1998), Juncal (1999), Cascais (2000), Figueiró dos Vinhos, Avelar, Janes – Cascais (2002), Ourém (2011), Penela (Coimbra), Santar (Viseu), Mogadouro (Bragança) e Tomar (2013).

No estrangeiro, teve a oportunidade de visitar, em 2000, a cidade de Erbach (Alemanha) participando em várias iniciativas de índole cultural, experiência que repetiria em 2012 ao abrigo do protocolo de geminação entre aquela cidade e a vila de Ansião. Em 2003, a convite da Filarmónica Portuguesa de Paris, participou no Festival Internacional de Música de Paris. Ainda em 2003, aquando das comemorações do seu 100º aniversário, apresentou o seu primeiro trabalho discográfico e foi convidada a integrar a gravação do CD “As Melhores Bandas Filarmónicas da Região de Leiria”. Desde 2011, durante a semana santa da Páscoa, promove o Curso de Jovens Músicos de Ansião denominado “Filarmonias”.