Grupo Tradicional Os Casaleiros
Folclore em Azambuja

Grupos etnográficos, tradições e atividades no Concelho

  • Região: Ribatejo
  • Distrito: Lisboa
  • Concelho: Azambuja

05 grupos

  • Grupo Tradicional Os Casaleiros
  • Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja
  • Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima
  • Rancho Folclórico Danças e Cantares de Vale do Paraíso
  • Rancho Folclórico Os Camponeses do Vale do Brejo
Grupo Tradicional Os Casaleiros

Fundado a 16 de outubro de 1994, o Grupo Tradicional “Os Casaleiros”, de Casais dos Britos, divulga as tradições, usos e costumes dos Casaleiros de Azambuja. Comemorou o seu 25º aniversário, nos dias 19 e 20 de outubro de 2019, e homenageou ao seu fundador, o etnógrafo popular “Mestre” Sebastião Mateus Arenque. A coletividade está integrada no Centro Cultural e Recreativo de Casais dos Britos, na Freguesia de Azambuja, e dedica-se à preservação e divulgação do folclore e da etnografia típicos da localidade.

GTC

Grupo Tradicional Os Casaleiros

Grupo Tradicional Os Casaleiros

A iniciativa teve como principal objetivo juntar todos aqueles que ao longo deste quarto de século foram fundadores, colaboradores, conselheiros, amigos e membros resistentes do grupo. No primeiro dia de festejos, sábado 19 de outubro, as comemorações tiveram início pelas 09h00 com uma romagem aos cemitérios de Azambuja, seguindo-se uma cerimónia religiosa na Capela de Nossa Senhora de Fátima, em Casais dos Britos. Marcado para as 13h00, esteve o almoço comemorativo dos 25 anos. Após a refeição, seria feita a entrega de diplomas alusivos à data aos fundadores, colaboradores e amigos, bem como a entrega de lembranças aos elementos que fazem parte da vida do grupo ininterruptamente ao longo destes 25 anos. A tarde terminaria em convívio com um baile “Recordar é Viver”.

No dia 20 de outubro, domingo, dar-se-ia o encerramento da festa de aniversário com uma tarde de folclore. A partir das 15h00, puderam apreciar-se as atuações do grupo anfitrião, do Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja e do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima. A iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal de Azambuja.

Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja

O Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja foi fundado em 1957 na vila de Azambuja, povoação situada entre a planície lezirenta a Sul (banhada pelo Tejo) e a charneca, a Norte. As modas do Rancho, curtas e cheias de movimento, raça e fulgor típicas do povo ribatejano, estão intimamente relacionadas com as fainas campestres da região (a Borda d’Água): as adiafas (festas de fim de safra), as vindimas e as ceifas. O repertório cantado e bailado é composto por viras, fadinhos, modas de roda, verde-gaios, bailaricos e o típico fandango ribatejano.

RFCCA

Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja

Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja

Os trajes representados são: traje de festa: campino; traje de trabalho: campino, ceifeira ou outros trabalhadores campesinos; traje domingueiro (sortes, festa): os rapazes usavam-no no dia de inspeção militar e depois de mortalha para o caixão; as mulheres de traje domingueiro correspondente não usam cachené mas um carrapito; traje dos noivos: que data de cerca de 1918.

O Rancho Folclórico Ceifeiras e Campinos de Azambuja tem levado as suas danças e cantares a festivais nos mais variados pontos do país, assim como a festivais além fronteiras.

Fundado a 22 de dezembro de 1975, “Os Tradicionais Rapazes da Grade e Raparigas da Monda”  é o rancho que faz parte da Secção Infantil de Folclore, fonte de elementos para o folclore do grupo adulto.

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima

O Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima, foi fundado em 1 de Abril de 1960 e fez a sua primeira apresentação ao público em Novembro do mesmo ano, apresentando um reportório de características muito próprias, fundamentalmente conseguido a partir de pesquisas e recolha etnográfica efetuada na área geográfica da Vila de Aveiras de Cima.

RFCPAC

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima

Participou nos mais importantes festivais nacionais e internacionais. Gravou o seu 1º disco (LP) em 1983. Em 2000, concluiu novo trabalho discográfico. Realizou digressões à Região Autónoma da Madeira em 1973, França em 1985, Bélgica em 1987, Palma de Maiorca em 1987, 1993 e 2009, Região de Guadalajara em 1995, Açores (Terceira e S. Miguel) em1998

O Rancho Folclórico Infantil da Casa do Povo de Aveiras de Cima nasceu após a integração do Rancho Adulto na Casa do Povo de Aveiras de Cima, em 1978. A criação do Rancho Infantil deveu-se à necessidade de criar uma escola de dança que viesse a proporcionar, por um lado a criação de dançarinos para o Rancho Adulto e, por outro, a forma que a Casa do Povo encontrou para ocupar as crianças e ensinar-lhes o gosto pela dança e pela música. O Rancho Infantil neste momento leva já vários anos dedicados à atividade. Tem participado em vários festivais de folclore infantis, representando a região, Zona de Transição – Ribatejo/Estremadura.

Rancho Folclórico Danças e Cantares de Vale do Paraíso

O Rancho Folclórico Danças e Cantares de Vale do Paraíso é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Azambuja.

Rancho Folclórico Danças e Cantares de Vale do Paraíso

Rancho Folclórico Danças e Cantares de Vale do Paraíso

Rancho Folclórico Os Camponeses do Vale do Brejo

O Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Vale do Brejo, pertence à Freguesia de Aveiras de Cima, concelho de Azambuja. Realizou em 27 de julho de 2019 o seu 41º Festival Nacional de Folclore. Neste encontro de etnografia, que animará a localidade com as danças e cantares típicos de algumas regiões do país, juntar-se-iam ao Rancho “Os Camponeses” de Vale do Brejo, o Rancho Folclórico “Os Camponeses” da Beira Ria – Murtosa, Aveiro, o Rancho Folclórico e Etnográfico da Vila de Pias – Ferreira do Zêzere, o Rancho Folclórico de Alenquer e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Santana – Madeira. O 41º Festival Nacional de Folclore de Vale do Brejo contou com diversos apoios, entre os quais a Junta de Freguesia de Aveiras de Cima e da Câmara Municipal de Azambuja.

RFCVB

Rancho Folclórico Os Camponeses do Vale do Brejo

Rancho Folclórico Os Camponeses do Vale do Brejo