Rancho Folclórico de Baião
Folclore de Baião

Grupos etnográficos, tradições e atividades no Concelho

  • Associação de Danças e Cantares de Gestaçô
  • Rancho Folclórico As Ceifeiras de Valadares
  • Rancho Folclórico de Baião
  • Rancho Folclórico “As Cesteiras de Frende”
Associação de Danças e Cantares de Gestaçô

Sediada no Lugar do Candeiro, na freguesia de Gestaçô, no concelho de Baião, a Associação de Danças e Cantares de Gestaçô é uma coletividade de natureza cultural constituída a 27 de novembro de 2003.

Rancho Folclórico As Ceifeiras de Valadares

Sediado no lugar de Godinho, na freguesia de Valadares, no concelho de Baião, o Rancho Folclórico As Ceifeiras de Valadares é uma associação de natureza etnográfica constituída a 7 de agosto de 1981.

Rancho Folclórico da Associação Cultural e Recreativa de Santa Cruz do Douro

O Rancho Folclórico da Associação Cultural e Recreativa de Santa Cruz do Douro foi fundado em 1974. As suas danças e os seus trajes foram objeto de aprofundada pesquisa. De entre o grupo de danças mais exibidas destacam-se a Chula, o Fado Batido, Chora a Videira e a Folha da Oliveira. Os trajes mais emblemáticos são os de Domingueiro, Lavrador Rico e Lavrador Pobre, Pastor, Moleiro e Noivado. A tocata é constituída por instrumentos de percussão e gaita de beiços. O respeito pela cultura tem sido o principal fundamento deste grupo que se mantém fiel à pureza originária dos costumes da região.

Rancho Folclórico de Baião

O Rancho Folclórico de Baião atuou em Espanha e França ( 15 atuações), apresentou-se para a RTP, participou por duas vezes no Festival Nacional do Algarve e na ilha da Madeira, em 2010. Em 2012 recebeu a Medalha de Ouro do Município de Baião. É uma coletividade Cultural e Recreativa dedicada inteiramente ao Folclore e à Etnografia e foi constituído por Escritura Notarial de 16 de maio de 1980. No entanto, nasceu no dia 12 de junho de 1962, quando um punhado de carolas teve o ensejo de valorizar a cultura popular o criou e o batizou com o nome de Rancho Folclórico de Baião. Integrou-se na Federação do Folclore Português em Julho de 1977. O Rancho tem 55 elementos, cujas idades variam entre os 5 e os 75 anos, trabalhadores do campo, do comércio, estudantes e funcionários públicos, e é constituído por 4 a 8 pares dançantes e os restantes trajam e são elementos da tocata. As canções são típicas da região de Baião: Douro Litoral, serranas, sendo cada uma, normalmente, constituída por um “ensinamento” ou uma “revelação”. Os trajes são tipicamente regionais, de cores variadas, datando de há cerca de um século e foram recolhidas nas freguesias rurais do concelho de Baião; de salientar nestes trajes o rico, o trabalhador do campo, noivos, viúvas e podadores.

Rancho Folclórico de Baião

Rancho Folclórico de Baião

FOI NOTÍCIA

A 28 de janeiro de 2020, a Rádio Montemuro informou que cerca de 400 cantadores marcaram presença no 19º Encontro Concelhio de Cantadores de Janeiras em Baião, que todos os anos se realiza em janeiro. A iniciativa tem como objetivo “manter viva a tradição do Cantar das Janeiras, preservando e promovendo todo um valioso património imaterial e etnográfico do concelho e da região. Estimula e contribui, além disso, para a participação da comunidade e do associativismo local, que ao longo do ano promove atividades relevantes para o desenvolvimento sociocultural do Município.” Todos os anos, o número de participantes tem aumentado e este ano não foi exceção, com a participação de 20 grupos de todo o concelho. O evento teve lugar decorreu na tenda contígua ao Mosteiro de Santo André de Ancede, e contou com o apoio da União das Freguesias de Ancede e Ribadouro.

Para Paulo Pereira, edil baionense “esta é uma oportunidade para reafirmar a aposta na revitalização das tradições, na cultura e na consolidação de um cartaz de eventos que envolva a comunidade, os grupos locais e promova o bem-estar da população”.

Os cantadores integraram diversos grupos em representação de associações culturais, desportivas e recreativas do concelho. Foram eles, por ordem de intervenção, a Escola de Música da Casa do Povo de Campelo; Grupo Viver a Vida de Ancede; Grupo de Novos Jovens de Santa Cruz do Douro e São Tomé de Covelas; Grupo Sénior de Frende; Associação de Concertinas do Lameirão; Rancho Folclórico “As Cesteiras de Frende”; Associação Porto de Baião; Associação Danças e Cantares de Gestaçô; Paróquia de S. Miguel de Tresouras; Rancho Folclórico “As Ceifeiras de Valadares”; Grupo de Jovens de Ancede; Rancho Folclórico de Baião; Associação Cultural e Recreativa de Ancede e Ribadouro; Associação de Concertinas e Bombos de S. Tiago de Queimada; Rancho Folclórico da Associação Cultural e Recreativa de Santa Cruz do Douro; Grupo de Bombos Via Verde; Grupo Foles e Cantares; Banda Marcial de Ancede; Grupo Santo André de Ancede e Associação Desportiva de Ancede.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *