Bragança e os seus festivais

Festival Internacional de Música "Bragança ClassicFest"
Festivais de Música em Bragança

Ciclos, encontros e festivais de música no Concelho

Festival Live in a Box

Sítio: www.fadoinabox.pt/live

O Festival Live in a Box, no São Luiz Teatro Municipal, Lisboa, e Teatro Municipal de Bragança (14, 15 e 16 abril 2022) tem como objetivos tornar a música lusófona acessível a mais público; atenuar o efeito que as assimetrias regionais provocam no acesso à cultura, no geral, e à música em particular; rentabilizar a vinda de grandes nomes da música lusófona e ibérica aos grandes centros urbanos, levando o cartaz de cada edição a uma cidade diferente, todos os anos; estimular a economia nos sectores da cultura e do turismo.

Festival Internacional de Música “Bragança ClassicFest”

1ª edição em 2021

Sítio: classicfest.pt

Bragança continua a acolher eventos de elevado valor artístico e cultural, confirmando o processo de afirmação da cidade e do concelho, no panorama cultural nacional e internacional. Exemplo disso é o Festival Internacional de Música Bragança ClassicFest, numa das melhores salas do país, o Teatro Municipal de Bragança, mas também em alguns dos espaços icónicos de Bragança, como é o caso da Velha e da Igreja de Santa Maria do Sardão, no Castelo.

É através da participação de artistas de grande valor, reconhecido pelos seus pares, neste tipo de iniciativas, que o Município de Bragança tem vindo a promover e a divulgar o acesso às diferentes linguagens artísticas, onde a música ocupa um espaço relevante, chegando de igual forma às várias faixas etárias e também às pessoas com deficiência, numa perspetiva de promoção de uma cultura inclusiva, elevando o espírito reflexivo e contribuindo para a construção de uma comunidade crítica e dinâmica, ombreando com outras cidades do país.

(Hernâni Dias, Presidente da Câmara Municipal de Bragança, com adapt.)

Conceber e produzir um Festival Internacional de Música Erudita em Bragança é um desafio cultural de excelência e indicador de novas ideias e rumos para uma mais abrangente e equitativa vida cultural da cidade, do concelho, da região e do país.

Com Direcção Artística de Filipe Pinto-Ribeiro, o Bragança ClassicFest pretende ser um projeto com continuidade no tempo e no(s) espaço(s), visando a vivência de Música Erudita no admirável património do território de Bragança.

(João Cunha, diretor do Teatro Municipal de Bragança)

Bragança é uma referência histórica e cultural incontornável do nosso país.

Recordo, ainda na adolescência, o impacto que teve em mim a estreia na cidade, num recital de piano no Auditório Paulo Quintela em que interpretei obras de Bach e Schostakovich. Estávamos no início dos anos 90 e, desde então, muitos foram os concertos em que tive o prazer de me apresentar em Bragança, a partir de 2004 invariavelmente no excelente Teatro Municipal de Bragança, onde cada regresso é motivo de regozijo, (re)encontrando públicos ávidos e calorosos de várias gerações.

O Bragança ClassicFest teve a sua abertura no Dia Mundial da Música, 1 de Outubro. Propõe-se um evento cultural de dimensão internacional e de referência na cidade, na região e no país, num salutar cruzamento entre Música e Património Histórico, Cultural e Arquitectónico do território de Bragança, preservando e cultivando a sua identidade.

Bragança ClassicFest é assim um festival de celebração da Música e uma porta aberta para habituais e novos públicos, nacionais e internacionais, com o objectivo de dignificar, enriquecer e dinamizar a região, contribuindo para a prosperidade de forma sustentável e promovendo o acesso de Todos à Cultura.

(Filipe Pinto-Ribeiro, Director Artístico do Festival Internacional de Música Bragança ClassicFest)

Festival Internacional de Música "Bragança ClassicFest"

Festival Internacional de Música “Bragança ClassicFest”

Música na Paisagem

Em 2020, o Parque Natural de Montesinho foi palco da II Edição do Festival “Música na Paisagem” que teve lugar a 5 e 6 de setembro, na aldeia de Montesinho. O Festival que pretende ser um ponto de encontro e um convite à interpretação, partilha e escuta da música clássica num espaço natural de excelência. O festival teve o apoio do aderente à marca Natural.PT, Lagosta Perdida – Turismo em Espaço Rural.