Banda Municipal Paulense

Filarmónicas da Calheta (Madeira)

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

Banda Municipal Paulense

A 4 de setembro de 1874, nasceu na freguesia do Paul do Mar, uma banda de música denominada Filarmónica Paulense, chamada, a partir de 1991 Banda Municipal Paulense. Todos os membros fundadores pertenciam à mesma família. O primeiro Presidente e também primeiro Maestro da Banda foi Arsénio Santana, que depois passou o testemunho para Arseninho (seu filho). Depois a responsabilidade da Banda ficou a cargo dos Coitos. Assim, o terceiro Maestro foi António Coito, o quarto Manuel Bernardo Coito Andrade e o quinto novamente, António Coito.

Mais recentemente foi Maestro Manuel Patrício Balelo de 1982 a 1992 e atualmente, João Pedro Gomes Fernandes, que se mantém nestas funções desde Janeiro de 1993. Segundo Luíza Clode, muitos instrumentos foram oferecidos por um Príncipe russo. os fundos para a manutenção da Banda eram provenientes dos Amadores da Banda, que tinham uma quota fixa (2$50 em 1950). Em caso de necessidade, eles davam mais dinheiro e em contrapartida a Banda tinha de ir à casa destes, na primeira oitava de Santo Amaro e aos serviços fúnebres, destes ou pessoa da família. De salientar, que no dia 1 de dezembro (dia da Restauração) e no 1º dia do Ano, a Banda saía às ruas da freguesia para assinalar esses dias festivos.

Banda Municipal Paulense

Banda Municipal Paulense

A Banda tinha muitas atuações, tanto em arraiais como em cerimónias fúnebres, casamentos, aniversários, entre outros. As deslocações eram feitas com muitas dificuldades, pois tinham de se deslocar a pé pelas veredas, quando se tratava de atuações no Concelho da Calheta ou nos concelhos vizinhos e de barco, para lugares como Porto Moniz, Seixal, Funchal, Câmara de Lobos e Porto Santo. A Banda Municipal Paulense tem dificuldade e esteve algumas vezes em perigo de extinção devido à emigração. À procura de melhores condições de vida, quase todos os elementos da Banda emigram. A Banda está em constante renovação e tem sempre uma média de idades muito nova. É seu diretor Artístico João Pedro Fernandes.