Francisco de Lacerda, compositor, da Calheta (São Jorge)
Músicos naturais do Concelho da Calheta (Açores)

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

Francisco de Lacerda

Francisco de Lacerda, compositor, da Calheta (São Jorge)

Francisco de Lacerda, compositor, da Calheta (São Jorge)

Francisco de Lacerda em selo

Francisco de Lacerda em selo

O Jardim Francisco de Lacerda, com o seu monumento a Francisco de Lacerda, homenageiam o compositor e maestro na vila da Calheta, ilha de São Jorge, Açores.

BANDAS FILARMÓNICAS

Sociedade Estímulo

A Sociedade Estímulo é uma Associação Cultural, sem fins lucrativos, com sede da Rua José Faustino Ribeiro, na Vila da Calheta. Foi fundada em 1895, dando continuidade ao Clube da Calheta, cuja escritura de constituição, data de 1889. Efetuou atuações em várias parcelas do arquipélago, nas ilhas do Faial, Pico, Terceira, Graciosa e Santa Maria e realizou duas deslocações ao Continente – a Loures em 2001 e em 2011, e para participar nas Festas de Vermoil (Pombal).

Participa no no apoio e acolhimento a todo o tipo de eventos culturais, recreativos e lúdicos, quer locais, quer com intervenientes fora da ilha. A Sociedade Estímulo tem a sua escola de música. Gravou o primeiro CD, em 2001, tendo também participado na gravação dum CD, com todas as filarmónicas sediadas no Concelho da Calheta. Em 2005, foi declarada Instituição de Utilidade Pública.

Sociedade Filarmónica União Popular da Ribeira Seca

A SFUPRS foi fundada em 1854 pelos irmãos Drs. António Pereira da Cunha e José Pereira da Cunha Pacheco, recém-chegados de Coimbra. Tem cerca de meia centena de elementos com idades entre os 9 e os 65 anos e mantém a sua escola de música. Participa, durante o ano, em procissões, coroações e efetua concertos integrados em eventos culturais da ilha de S. Jorge. Gravou, em 1984, o seu primeiro trabalho discográfico, um LP e audiocassete, aquando da sua digressão à Califórnia – EUA, para participar na inauguração da Nova União Popular de San Jose. Em 1997, atuou no Festival de Bandas de Fenais da Luz, na ilha de S. Miguel, e gravou o seu segundo trabalho discográfico, uma audiocassete. Em 1998, participou, em Fall River – EUA, nas Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra e efetuou atuações nas cidades de Lowell e Boston.

No ano de 2000, participou na promoção das Festas do Espírito Santo, no Algarve; em 2003, atuou no programa televisivo “Praça da Alegria” da RTP, aquando do intercâmbio com a Banda de Souto de Santa Maria da Feira. Em 2011, deslocou-se à Califórnia – EUA, tendo atuado nas comunidades de emigrantes radicadas nas cidades de San Jose, Hilmar, Tracy, Oakley e Gustine. Em 1946, a banda teve como palco de ensaios a “Casa dos Bolos” da Irmandade do Divino Espírito Santo, ano em que lhe foi doada a casa e o quintal (atual Sede) pertença da professora D. Maria dos Santos Machado.

Participou em diversas festividades realizadas em todas as ilhas do Arquipélago, exceto a do Corvo. Sendo uma das bandas mais antigas dos Açores em contínua atividade, foi condecorada pelo Governo dos Açores, por altura das comemorações da Autonomia, com a medalha de mérito. Destaca-se a passagem por esta filarmónica da família dos Lacerdas, da qual sobressaiu o compositor Francisco de Lacerda.

 

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *