Órgãos de tubos do concelho Castro Daire [2]

De acordo com as informações disponíveis, existem órgãos de tubos nas seguintes igrejas do Concelho:

Igreja Matriz de Castro Daire

Igreja Matriz de Castro Daire

Igreja Matriz de Castro Daire

A atual Igreja Matriz de Castro Daire começou provavelmente a ser construída em finais do séc. XVII/início do século XVIII,  substituindo uma igreja medieval com a mesma invocação (S. Pedro). A primitiva igreja, de dimensões mais reduzidas, terá sido construída durante o reinado de D. Dinis. Diz-se que este rei, aquando da sua passagem por Castro Daire, terá dado autorização para que a pedra do antigo castelo fosse utilizada na construção dessa igreja medieval, que foi posteriormente destruída para a construção do atual templo. O castelo referido, não era mais do que a antiga muralha do povoado castrejo da Idade do Ferro, que deu origem à Vila de Castro Daire. Na atual igreja dominam os estilos artísticos típicos do séc. XVIII, entre os quais o Barroco e o Rococó. Destaca-se o magnífico altar da Irmandade das Almas, um dos mais belos do distrito de Viseu, de estilo Barroco. O cadeiral da capela-mor da igreja, de estilo Rococó, outra das joias deste templo, foi elaborado por Timóteo Correia Monteiro. No exterior, destaca-se a fachada principal da igreja, de estilo Neoclássico (século XIX), e a sua torre sineira.

Fonte: CMCD

No coro alto, a Igreja Paroquial de São Pedro, Igreja Matriz de Castro Daire, possui um órgão histórico de tipo ibérico, construído no século XIX, restaurado em 2000 por António Simões.

Enquadramento no coro alto

Viagens sem destino

Órgão da matriz de Castro Daire

Órgão com trombetas em chamada

Órgão da igreja matriz de Castro Daire

Órgão da igreja matriz de Castro Daire

Igreja Matriz de Mões

[ Igreja Paroquial ]

Igreja Matriz de Mões

Igreja Matriz de Mões

A Igreja Matriz de Mões é sede de uma paróquia muito antiga, referida nos inícios do século XIII, aquando da repartição das rendas das igrejas da Diocese de Viseu. Teve foral manuelino a 7 de maio de 1514. Foi vila e sede de concelho até 24 de outubro de 1855, altura em que passou para o atual concelho de Castro Daire. Era abadia da apresentação da Casa dos Castros de Resende, ou da apresentação do Mosteiro de Arouca, segundo a Estatística Paroquial de 1862.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *