Constância e o seu folclore

Rancho "Flores de Constância"
Folclore em Constância

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Rancho Flores de Constância
  • Rancho Folclórico Os Camponeses de Malpique
Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Malpique

Fundado em 1985,o Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Malpique tem nas suas principais atividades a divulgação e preservação da etnografia e do folclore regional (Norte do Ribatejo). Situa-se na zona etnográfica da Charneca Ribatejana. Faz recolhas etno-folclóricas (costumes, gastronomia, trajes, músicas e danças, lendas, mesinhas, religiosidade) assim como recolhas etnográficas (utensílios agrícolas e alfaias e utensílios da atividade doméstica).

Organiza dois Festivais de folclore: Tarde de Folclore integrado nas Festas do Concelho de Constância e de Nossa Senhora da Boa Viagem e o Festival Nacional de Folclore (25º edição).

Morada: Rua dos Combatentes 7, Malpique
2250-329 Santa Margarida da Coutada

Tlm: 934 978 857 / 939 550 657

E-mail: rfcamponeses-malpique@iol.pt

Rancho “Flores de Constância”

O Rancho “Flores de Constância” terá feito a sua estreia em 1946. Na edição de “O Século”, de 25 de agosto de 1952, o Rancho “Flores de Constância’ surge na capa. Seis anos após a sua criação, o rancho já fazia as manchetes do jornal “O Século”, com honras de primeira página, tendo conquistado o primeiro prémio no festival de ranchos promovido por aquele jornal.

Em Constância, o rancho era uma entre várias iniciativas fundadas por Carlos Silvares e outros conterrâneos. Havia a banda Filarmónica “Primeiro de Dezembro”, a Orquestra “Os Sempre Unidos”, o grupo de teatro (de operetas revistas e de variedades), enquanto grupos mais evidentes.

O rancho organizou e ajudou a organizar um número considerável de Cortejos de Oferendas em favor da Santa Casa da Misericórdia e do seu hospital de São João. Dos livros de receitas da Misericórdia dos anos 40, 50 e 60, consta a entrega de somas consideráveis entregues pelo maestro Carlos Silvares de Carvalho.

O Rancho “Flores de Constância” organizava ainda grandiosas marchas populares, acorrendo à vila, “em peso”, a população militar do Polígono de Tancos. Do repertório do grupo constavam temas como : “Marcha do Ribatejo”, “Marcha do Rosmaninho”, “Vira do Minho”, “Zumba” brasileiro, o que é compreensível pois que a tradição local em matéria de folclore era escassa e quase inexistente.

José Luz

Rancho "Flores de Constância"

Rancho “Flores de Constância”

Fontes do Musorbis Folclore:

A “Lista dos Ranchos Folclóricos” disponível na Meloteca e a informação nesta plataforma resultam de uma pesquisa aturada no Google e da nossa proximidade nas redes sociais. Foram revistos todos os historiais de grupos etnográficos de modo a facilitar a leitura.