Banda de Música da Lixa
Filarmónicas de Felgueiras

Bandas de música, história e atividades no Concelho

  • Banda de Música da Lixa
  • Banda de Música de Felgueiras
Banda de Música da Lixa

A Banda de Música da Lixa terá sua origem em 1807, constituída por músicos oriundos da Orquestra Privativa da Casa do Paço de Borba de Godim. Apresentou-se pela primeira vez à população lixense a 29 de setembro desse ano, abrilhantando as festividades de S. Miguel, padroeiro de Borba de Godim.

A 9 de setembro de 1876, é reconhecida por alvará passado pelo arcebispo de Braga com a designação de “Música do Rancho da Lixa”, tendo como regente Manuel Joaquim de Freitas. Os seus executantes eram oriundos da orquestra Privativa da Casa do Paço – conjunto que terá existido entre os anos de 1803 e 1805. Foi no ano de 1803 que Francisco Diogo de Moura Coutinho, Senhor e Fidalgo da Casa do Paço, assumiu contratar alguns músicos de Barcelos, executantes que a partir daí atuaram não apenas nas festas da casa senhorial, mas também nas celebrações religiosas que aconteciam na capela privativa da mesma.

Após a morte do fidalgo, em 1805, os herdeiros dispensaram os serviços dos executantes. Dois anos depois, e após um período de ensaios, os executantes apareceram na citada Festa de S. Miguel, agrupados na Filarmónica de que emana a Banda de Música da Lixa. Em 1898, encontramos referências de que estava integrada nos Bombeiros Voluntários da Lixa, passando a denominar-se, a 5 de fevereiro de 1928, “Banda Marcial dos Bombeiros Voluntários da Lixa”.

Por escritura pública de 5 de março de 1981, a “Banda de Música da Lixa” passou a ter a sua designação atual, dissociando-se dos Bombeiros Voluntários da Lixa. Associação de carácter cultural e recreativo, foi inscrita no INATEL com o nº 2710 em 17 de agosto de 1994.

Em tempos, a capela de Santo António, privativa da família de Leonardo Coimbra, ilustre Filósofo, Educador e Político, nascido na freguesia de Borba de Godim, abriu as portas à Banda, no ano em que esta abandonou as instalações dos Bombeiros Voluntários da Lixa (1975), para que aí realizasse alguns ensaios e assim desse continuidade à sua nobre atividade. Durante vários anos, ensaiou em instalações generosamente cedidas pela Casa do Povo de Borba de Godim, no Ladário.

De momento, ensaia em salas próprias, localizadas na Escola Primária de Vila Cova, cedidas através de contrato de comodato celebrado em a Câmara Municipal de Felgueiras e a Junta de Freguesia de Vila Cova da Lixa. Nos últimos anos, passaram por esta Associação os regentes Óscar Machado, Leonardo Vieira, José Freitas, Vítor Sampaio, Manuel Moreira das Neves, que iniciou a escola de música da Banda, e  Teixeira Douro. homem da terra.

De acordo com informação do próprio, pertence a José Machado a autoria da letra e da música do hino da Banda.

BML

Banda de Música da Lixa

Banda de Música da Lixa

Emanuel Silva é o atual maestro, cujo trabalho vem merecendo o aplauso dos músicos e dirigentes. Atualmente, a Banda de Música da Lixa é composta por 65 elementos, na sua maioria por jovens provenientes da sua Escola de Música.

Assinalou em 2017 os seus 210 anos. É requisitada para atuações em inúmeras festas e romarias, de norte a sul do país.

Banda de Música de Felgueiras

Banda no Coreto, anos 1930, com Aniceto Pinto Ferreira, primeiro regente da Banda dos Bombeiros Voluntários de Felgueiras.

Banda de Música de Felgueiras

Banda de Música de Felgueiras

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *