Filarmónicas do Fundão

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

Banda União de Santa Cruz

A banda nasceu por iniciativa de D. José da Fonseca de Oliveira Sousa Cerejo de Brito e Cunha de Mesquita, fidalgo ilustre natural do Concelho de Idanha-a-Nova que possuía grande fortuna e era dono de terras em Aldeia de Joanes, Aldeia Nova do Cabo, Telhado, Souto da Casa, Alcongosta e Donas. Ligou-se por laços matrimoniais a uma família abastada em Aldeia Nova do Cabo onde, em 1799, passou a residir. Portador de uma elevada formação musical, adquirida em Lisboa onde fez estudos superiores, decidiu reunir em sua casa (hoje o n.º 31 da Rua da Igreja) todos os dias, após as lides campestres, um grupo formado por alguns dos seus trabalhadores, os que entendia serem mais aptos, e ali ele próprio lhes começou a ensinar execução musical com instrumentos por si comprados e mandados vir de Lisboa.

Esta prática que constituía um dos passatempos preferidos de D. José eram também momentos de recreio para trabalhadores rurais que, libertos da obrigatoriedade do horário de trabalho de então, todos os dias e ainda com o sol alto, eram autorizados a deixarem as terras para irem aprender Música para casa do seu amo.

Os primeiros passos deste grupo musical foram sendo dados e eis que em 1809 decidiu D. José que o mesmo se deveria exibir ao povo da Aldeia, nas festas da sua padroeira e sob a sua própria referência. A população viria a delirar e no ano seguinte, após nova participação nas festas de Santa Cruz o entusiasmo do povo foi nota dominante. Entretanto D. José de Oliveira Sousa Cerejo de Brito e Cunha de Mesquita, cuja saúde lhe começava a faltar, resolveu contratar um entendido em música natural da Soalheira de onde vinha duas vezes por semana a Aldeia Nova ensaiar aquele grupo de homens a que D. José fez questão da designar por Banda União Santa Cruz em homenagem à união daquele grupo de seus trabalhadores, que ele considerava amigos, e principalmente em homenagem à padroeira da terra de quem ele era fervoroso devoto.

Assim a Banda União Santa Cruz foi dando os seus primeiros passos até que com a morte de D. José, suas filhas D. Maria José e D. Maria da Piedade decidiram oferecer ao povo de Aldeia Nova todo o instrumental da Banda na condição de o povo a não deixar acabar.

Filarmónica União Santa Cruz

Filarmónica União Santa Cruz, créditos Agostinho Melo

A Banda União Santa Cruz continua a animar o povo da Cova da Beira, constituindo assim um dos agrupamentos culturais mais antigos da Beira Interior.

Filarmónica União Santa Cruz, Fundão

Filarmónica União Santa Cruz, Fundão