Fundão e o seu folclore

Rancho Folclórico de Silvares
Folclore no Fundão

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Região: Beira Baixa
  • Distrito: Castelo Branco

04 grupos

  • Rancho Folclórico As Cantarinhas do Telhado
  • Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpedrinha
  • Rancho Folclórico de Silvares
  • Rancho Os Pastores do Açor da A.R.C.
Rancho Folclórico As Cantarinhas do Telhado
Rancho Folclórico As Cantarinhas do Telhado

Rancho Folclórico As Cantarinhas do Telhado

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpedrinha

O Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpedrinha foi fundado em 1982, por um grupo de crianças da catequese. Durante os primeiros anos esteve sediado no Teatro Clube de Alpedrinha.

Após um período de inatividade (1989-2001), foi reativado, em 2002, pela Casa do Povo de Alpedrinha.

Tem participado em festivais de folclore, festas e romarias e organiza anualmente o seu próprio festival.

O grupo é composto por cerca de 35 elementos e o seu reportório é baseado nas tradições da Beira Baixa, com cantigas e danças que homens e mulheres cantavam e dançavam nos campos na altura das mondas, ceifa, descamisa, debulha do milho e na apanha da azeitona.

Compõem a tocata acordeões, ferrinhos, reco-reco, adufes, bombo e pandeireta acompanhados por cantadores e cantadeiras.

Os trajes dos componentes são os que se usavam antigamente, tais como: noivos, domingueiros e de trabalho.

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpedrinha

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Alpedrinha

Rancho Folclórico de Silvares

Fundado em 1947, aquando das comemorações do bicentenário do concelho de Fundão, o Rancho Folclórico de Silvares tem por objetivo perpetuar os usos e costumes do povo de Silvares.

As danças e os cantares estão timbrados e calejados nas vozes e nos pés dos dançarinos, no toque do bombo, do pífaro e das pedras do rio Zêzere.

A recolha etnográfica que se iniciou no século XIX e se mantém até à atualidade permite um património de trajes únicos e coleção de lenços de seda, peças únicas e de inestimável valor.

Só meio século depois do início do trabalho de campo se tomou consciência de que este deveria ser perpetuado através de um grupo de folclore, nascendo então o Rancho Folclórico de Silvares. O património material recolhido encontra-se depositado num dos projetos do grupo – a Casa Museu D. Ilda Valentim Mesquita.

É sócio efetivo da Federação do Folclore Português.

Rancho Folclórico de Silvares

Rancho Folclórico de Silvares

Fontes do Musorbis Folclore:

A “Lista dos Ranchos Folclóricos” disponível na Meloteca e a informação nesta plataforma resultam de uma pesquisa aturada no Google e da nossa proximidade nas redes sociais. Para o Musorbis foram revistos todos os historiais de grupos.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *