Teatro Municipal da Guarda

AUDITÓRIOS DO CONCELHO

TEATRO MUNICIPAL DA GUARDA

Inaugurado em 2005, o TMG é um conjunto de edifícios da autoria do arquiteto Carlos Veloso, o mais emblemático do distrito da Guarda. Carlos Veloso nasceu na Guarda em 1970. Exerce a atividade liberal em Arquitectura, Urbanismo e Design de Equipamento desde 1994. O Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda é o local privilegiado das grandes produções. Equipado com fosso de orquestra amovível, tem capacidade para receber grandes companhias de Teatro, Dança, Música ou mesmo Ópera. Com 626 lugares de lotação máxima divididos entre plateia central, duas laterais, fosso de orquestra e balcão, o Grande Auditório está equipado com moderno equipamento técnico de som e de luz. Com capacidade para 160 lugares, o Pequeno Auditório recebe uma grande variedade de espetáculos e de tipologias artísticas como teatro, música, dança, cinema, novo circo ou conferências. A Sala de Ensaios, ao lado do Pequeno Auditório, é um espaço polivalente, amplo, luminoso e acusticamente isolado. Serve para acolher residências artísticas de criadores, ensaios de música, dança, teatro, exposições e de oficinas/workshops de formação de vários públicos coo estudantes, professores ou público sénior. É o espaço privilegiado para a dinamização das atividades do Serviço Educativo e para pequenos espetáculos intimistas para escolas e outros públicos. Os foyers do Teatro Municipal da Guarda são espaços amplos e luminosos que acolhem o público e os visitantes do TMG. Existe um foyer no piso 0 antes da entrada para o Grande Auditório e outro no piso 2 da entrada para o Pequeno Auditório. Os foyers são também, com alguma regularidade, espaços expositivos e de espetáculos mais intimistas. A Galeria de Arte é um espaço privilegiado de exposição de artes plásticas e visuais contemporâneas. Situa-se no piso 2 do primeiro edifício, por cima do Café Concerto. A Galeria de Arte recebeu, ao longo dos anos, muitas dezenas de exposições de grandes artistas portugueses e estrangeiros como Júlio Pomar, Nadir Afonso, José de Guimarães, Ana Vidigal, Júlio Resende ou Manuel Cargaleiro. É também um espaço para visitas guiadas com escolas e estudantes de artes. O Edifício Polifónico, para além da sua primeira vertente funcional de acessibilidade do público, enriquece arquitetonicamente o TMG e serve para explorações do espaço ao nível de intervenções artísticas (performance, pequenos concertos, exposições, instalações sonoras). O Café Concerto situa-se no primeiro edifício do TMG e é um café não só para as atividades do Teatro mas também para a cidade. Ao longo dos anos tem mantido uma programação artística e cultural regular com centenas de espetáculos, conferências, tertúlias, apresentações de discos e livros, etc. Com uma lotação de 125 lugares, este espaço é um local de encontro na cidade e disponibiliza gratuitamente acesso à internet via wireless. Dispõe ainda de jornais e revistas para consulta e de uma parede de 8 metros que acolhe exposições temporárias de artes visuais. Nos meses de verão tem também serviço de esplanada. O bar dos auditórios tem capacidade para 40 lugares sentados e serve também de espaço de reuniões informais, conferências de imprensa e de tertúlias com artistas e criadores.

  • Morada: Rua Batalha Reis, nº 12 6300-668 GUARDA (PORTUGAL)
  • Telefone: 271 205 240
  • Email: geral@tmg.com.pt