Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio
Filarmónicas de Lagos

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio

A Sociedade Filarmónica Lacobrigense foi fundada em 1 de maio de 1931. Ao longo da história, homens de boa vontade, dedicados ao associativismo e à arte dos sons, lutaram para que a Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio e a sua Banda pudessem ultrapassar as muitas dificuldades colocando ao dispor da população o ensino da música.

Honra-se a Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio de ter sido berço de nomes e figuras que, quer no meio civil quer no meio militar, muito contribuíram e contribuem para a expansão musical do nosso país. Manter em atividade uma Escola de Música onde cerca de trinta jovens recebem a sua formação musical tem sido o objetivo das várias direções. É a Escola de Música que alimenta a Banda da Sociedade permitindo-lhe atuar em procissões, arruadas, concertos, festivais, comemorações e outros eventos, no Concelho e pelo País, numa média de 25 atuações por ano.

Em 1994 deslocou-se a Palos de La Frontera, em Espanha, cidade geminada com Lagos e em Julho de 2004 à Ilha Terceira-Açores, a fim de participar nas festas da Praia (Praia da Vitória). A banda é composta por cerca de 36 músicos com idades entre os 8 e os 80 anos, 80% dos quais são jovens. A Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio foi reconhecida como Coletividade de Utilidade Pública em 1988, agraciada com a Medalha de Mérito Municipal “Grau Prata” em 1991 pela Câmara Municipal de Lagos e com a medalha de Mérito Associativo em Maio de 2006 pela Confederação das Coletividades de Cultura Recreio e Desporto, da qual é associada.

Como atividades mais importantes, há a destacar o Festival de Bandas Civis que promove este ano, sem interrupção, a sua XXVI edição – terceira como “Maio da Música”, o “Cantar de Reis” que remonta, tal como o Festival de Bandas, ao início da década de 1980  e um concurso literário, denominado “Jogos Florais”, iniciado em 1999, onde se presta homenagem a todos os que, ao longo da sua existência, contribuíram para o engrandecimento da Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio e da sua Banda.

Com a entrada, nos finais de 2006, de um novo regente, implementou-se um método de ensino diferente e que levou em 2007, devido á falta de percussionistas na Banda, à criação de um “Grupo de Percussão” que em 2008 atuou em vários eventos dos quais destacamos, Escola Secundária Júlio Dantas, Ovibeja e, em parceria com o TEL (Teatro Experimental de Lagos), IPJ de Faro, Feira Quinhentista em Lagos, Centro de Férias do Inatel em Albufeira, Festival de Teatro de Rua de Esmoriz, Centro Cultural de Lagos.

2008 foi importante, não só pela estabilidade e pelo trabalho desenvolvido pelo “Grupo de Percussão” mas pelas excelentes prestações da Banda salientando a deslocação a Mões – Castro Daire (X Encontro de Bandas) e a Tavira (XXIV Festival de Bandas Cidade de Tavira).

A Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1.º de Maio é dirigida artisticamente, desde 2006, por Edgar da Conceição Santos que, por inerência, é também o responsável pela Escola de Música.