Rancho Folclórico "As Moleirinhas do Seixal"
Folclore na Lourinhã

Grupos etnográficos, tradições e atividades no Concelho

  • Rancho Folclórico “As Moleirinhas do Seixal”
  • Rancho Folclórico “Os Pescadores de Ribamar”
  • Rancho Folclórico Etnográfico “O Clibotas”
Rancho Folclórico “As Moleirinhas do Seixal”

Houve na terra, nos anos 1920, uma “contradança” em que o «homem da concertina» era um familiar de um atual elemento do rancho. Mais tarde, mais propriamente nos anos 1940, formou-se um rancho folclórico, que durou sete anos. Em certa altura, num café da aldeia, recordando-se o folclore, surgiu a ideia de se formar um novo rancho. Alguns elementos já falecidos concretizaram esse pensamento. Assim, o senhor que fez parte da contradança, já com  85 anos, procedeu à recolha de danças e cantares.

RFMS

Rancho Folclórico "As Moleirinhas do Seixal"

Rancho Folclórico “As Moleirinhas do Seixal”

O nome «As Moleirinhas do Seixal» provém de uma homenagem a uma senhora chamada Tia Moleira, pelo facto de ter sido a proprietária de um moinho. O  moinho, que ainda existe, é bem característico da aldeia do Seixal.

Rancho Folclórico “Os Pescadores de Ribamar”

As raízes do Rancho Folclórico “Os Pescadores de Ribamar” remontam a 1949 – ano em que há memória da primeira atuação de um grupo de folclore de Ribamar. O seu nome tem origem na atividade de maiores tradições da localidade: a Pesca, que ainda hoje sustenta um grande número de famílias desta vila.

O Rancho foi, no entanto, fundado no ano de 1980 por ocasião do lançamento da primeira pedra das instalações do que é hoje o Centro Social e Cultural de Ribamar, sendo uma secção desta Instituição. Canta e dança a maior parte do reportório que, há mais de 50 anos, se dançava e cantava nesta região nas tardes de domingo.

“Os Pescadores de Ribamar” são um grupo de folclore que recorda as gentes da vida do mar, mas também aquelas que trabalhavam a terra. Representar o concelho da Lourinhã e particularmente a Freguesia de Ribamar. Tem-se empenhado na recolha de trajes, danças, cantares e costumes mais remotos. Foi constituído durante a maior parte da sua existência por um grupo infantil e outro adulto. O rancho infantil acabou por desaparecer. A atual direção deste rancho tem elaborado um esforço para recriá-lo, estando a ensinar um grupo com uma média de idade situada nos seis anos que acompanha o rancho em algumas das atuações.

RFPR

Rancho Folclórico "Os Pescadores de Ribamar"

Rancho Folclórico “Os Pescadores de Ribamar”

Com o objetivo da difusão da cultura e do convívio dos seus membros, o Grupo tem realizado encenações de teatro,  recriação das noites da desfolhada, cantar das janeiras. Editou o seu 1º e único disco e cassete em 1986. Está presente com algumas músicas no CD intitulado “Sons de terra e de Mar” editado pela Câmara Municipal da Lourinhã em 2000. Os trajes do rancho são diversificados e retratam várias atividades e classes socais.

Rancho Folclórico Etnográfico “O Clibotas”

O nome da formação – Clibotas – é uma homenagem a Nicolau Botas, a quem, em 1182, e de acordo com a Lenda, terá aparecido Nossa Senhora, no local onde hoje surge a ermida da Misericórdia.

A ideia de formar um rancho folclórico na Misericórdia partiu de dois irmãos, Licínio e Mónica Assunção, em setembro de 2005, no decorrer dos festejos em honra de Nossa Senhora da Misericórdia. Sob proposta de ambos, a questão foi debatida pela Liga de Amigos do Santuário de Nossa Senhora da Misericórdia no dia 4 de novembro do mesmo ano, tendo ficado decidida a formação do Rancho, que teria como meta divulgar os usos, costumes e trajes de outros tempos. Após terem sido convidados alguns elementos para integrarem o Rancho, realizou-se o primeiro ensaio no dia 11 de novembro, coordenado pelo ensaiador Licínio Assunção.

RFEC

Rancho Folclórico Etnográfico "O Clibotas"

Rancho Folclórico Etnográfico “O Clibotas”

Paralelamente, procedeu-se à recolha de músicas e letras que têm como temáticas comuns as tarefas do campo e as romarias: viras, verde-gaio, corridinhos, fadinhos, enleio, carreirinhas, contradanças, passe kat, ceifeiras, Homenagem à Nossa Terra, Oração a Nossa Senhora da Misericórdia, burrinhas, vindimeiras e fandango.

Um ano após ter sido idealizada a sua formação, o Rancho Folclórico Etnográfico Clibotas realizou a sua primeira atuação no dia 10 de setembro, no decorrer da festa em honra de Nossa Senhora da Misericórdia.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *