Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal
Folclore em Machico

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Região Autónoma da Madeira
  • Ilha: Madeira
  • Concelho: Machico
Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal

O grupo foi fundado em 1991, apresentando-se em público na Festa de São Sebastião, padroeiro da freguesia, como Grupo Cultural e Recreativo do Caniçal. Em 1992, o grupo passou a denominar-se Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal, e como é evidente, ficou sob a tutela desta instituição. É composto por cerca de 40 elementos, com idades compreendidas entre os 5 e 78 anos.

Do seu reportório destacam-se: Baile do Caniçal, Barqueiro; Ceifa; Lavrador do Caniçal, Baile da Lagoa, Galinha Pintada, Mourisca do Caniçal, Ciranda, Padeirinha, Viuvinha.

A indumentária do Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal teve como base uma recolha feita pelo próprio grupo, recorrendo aos testemunhos dos anciãos e às poucas fotografias que se conseguiram visualizar em alguns livros. Por toda a ilha os trajes tinham características semelhantes. Uma das grandes diferenças estava nas cores, que no Caniçal não eram garridas como noutras partes da ilha. O traje do Caniçal é em grande parte relacionado com o mar.

Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal

Grupo de Folclore da Casa do Povo do Caniçal

Grupo de Folclore de Machico

O Grupo de Folclore de Machico fez a sua primeira apresentação a 5 de Outubro de 1982. Tem por objetivo reanimar a cultura popular do concelho e da região e dá-la a conhecer tanto na ilha como fora dela.

A indumentária do grupo data aproximadamente de meados do século XIX e inícios do século XX e baseia-se em livros, jornais, recolhas orais, gravuras e fotografias. Distingue-se essencialmente três tipos de trajos: o de cote, o domingueiro e o de trabalho.

Canções dolentes e alegres corporizam o seu reportório. As canções da Ceifa, de Embalar, do Senhor dos Milagres, da Galinha Pintada, do Lencinho são prova dessa dupla característica.

A tocata é constituída pela harmónica, viola de arame, rajão, braguinha, bombo, reque-reque, ferrinhos e brinquinho.

De outras atividades levadas a cabo pelo grupo, destacam-se a criação de um Centro Infantil de Música e Artes Plásticas, organização de exposições etnográficas, cursos de instrumentos musicais tradicionais, reanimação de algumas tradições da quadra natalícia e organização do Encontro de Folclore de Machico.

O reportório é composto por cantares de natal e dos reis, cantigas de trabalho, canções domésticas, histórias e romances cantados, lengalengas, charamba, jogos populares, canções de roda e bailinhos.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *