Igreja Matriz de Machico
Órgãos de tubos do concelho de Machico [2]

De acordo com as informações disponíveis, existem órgãos de tubos nas seguintes igrejas do Concelho:

Igreja Matriz de Machico

[ Nossa Senhora da Conceição ]

Igreja Matriz de Machico

Igreja Matriz de Machico

Mandada construir pela família de Tristão Vaz Teixeira nos finais do século XV, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Igreja Matriz de Machico, apresenta arquitetura manuelina, maneirista e barroca. Sofreu algumas alterações no interior ao longo dos anos sem, no entanto, sem alterar a estrutura inicial onde ainda existem três colunas de mármore oferecidas por D. Manuel. Este templo de planta longitudinal possui uma nave única manuelina, uma capela-mor maneirista em talha dourada e alguma decoração barroca. Também é possível observar uma porta lateral com colunas em mármore de estilo gótico/manuelino.

Fonte: VisitMadeira

Na capela-mor, do lado do Evangelho, a Igreja possui órgão de 1 teclado manual de oitava curta Dó – Dó”’, de autor anónimo do século XVIII, restaurado por Dinarte Machado – Atelier Português de Organaria, em 2005.

Órgão e tribuna

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Órgão na capela-mor visto da nave

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Dia de concerto

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Concerto

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Órgão da Igreja Matriz de Machico

Igreja Matriz do Porto da Cruz

[ Nossa Senhora de Guadalupe ]

Igreja Matriz do Porto da Cruz

Igreja Matriz do Porto da Cruz

A Igreja Paroquial de Nossa Senhora de Guadalupe, Igreja Matriz do Porto da Cruz, é um edifício de arquitetura religiosa, situado na freguesia do mesmo nome, no concelho de Machico. Foi construída em 1574.

Possui um órgão Flight & Robson, do século XIX, de um teclado manual e cinco registos, restaurado por Dinarte Machado –  Atelier Português de Organaria, em 2004.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *