Matosinhos e os seus órgãos de tubos

Igreja Matriz de Matosinhos
Órgãos de tubos do concelho de Matosinhos [4]

De acordo com as informações disponíveis, existem órgãos de tubos nas seguintes igrejas do Concelho:

Igreja Paroquial de Custóias

A Igreja Paroquial de S. Tiago de Custóias possui um órgão de tubos Bruggeman-Baert. No dia 25 de julho de 2020, dia do orago da freguesia, foi assinado o contrato para a sua construção pelo construtor belga Bruggeman-Baert. O organista Rui Soares foi o conselheiro técnico da Comissão do Órgão, chefiada por Ricardo Fernandes. A sua conclusão ficou prevista para 2021.

O projeto escolhido de entre três propostas solicitadas a diferentes organeiros foi o apresentado pela empresa belga Bruggeman-Baert, existente desde 1976. Já construiu mais de 100 órgãos de tubos em países como a Bélgica, Itália, França e Portugal.  A empresa belga Bruggeman-Baert  construiu também o órgão da igreja da Misericórdia de Santa Maria da Feira.

Trata-se de um órgão de estilo barroco, com 14 registos (6 no grande-órgão, 6 no recitativo e 2 na pedaleira), com um total de 810 tubos, cuja arquitetónica se enquadrará com o estilo dos altares da Igreja. Para além da sua participação primordial na liturgia, reúne ainda as características necessárias para a execução de literatura, sobretudo barroca e clássica.

O projeto destina-se ao culto, à educação (formação de alunos e visitas de estudo), ao valor patrimonial e artístico e à cultura (concertos e participação em festivais regionais ou internacionais de Órgão).

Igreja paroquial de Custóias, créditos Paulo Bernardino

Igreja paroquial de Custóias, créditos Paulo Bernardino

Órgão de tubos Bruggeman - Baert da igreja paroquial de Custóias

Órgão de tubos Bruggeman – Baert da igreja paroquial de Custóias, fachada, créditos Paulo Bernardino

Órgão de tubos Bruggeman - Baert da igreja paroquial de Custóias

Órgão de tubos Bruggeman – Baert da igreja paroquial de Custóias, consola, créditos Paulo Bernardino

Igreja Paroquial de Lavra

Igreja paroquial de Lavra, Matosinhos

Igreja Paroquial de Lavra, Matosinhos

A Igreja Paroquial do Divino Salvador de Lavra foi construída no século em 1721. Sem um estilo arquitetónico definido agrega, no altar, o estilo Rococó e o Barroco. A torre sineira é das mais antigas da região.

Fonte: JFL

Igreja Matriz de Matosinhos

A história da freguesia de Matosinhos entronca na do desaparecido Mosteiro de Bouças onde se venerou a imagem do Bom Jesus de Bouças. No séc. XVI, face à ruína do mosteiro, a imagem foi transferida para uma nova igreja que foi construída no lugar de Matosinhos. A sua construção iniciou-se em 1542 por iniciativa da Universidade de Coimbra a quem D. João III tinha concedido o padroado de Matosinhos. No séc. XVIII realizou-se a ampliação da primitiva igreja, que ficou a cargo do arquiteto italiano Nicolau Nasoni e que lhe deu a configuração atual. Destacam-se, no séc. XVIII, as intervenções de Luís Pereira da Costa, famoso entalhador setecentista, a quem se devem as obras de remodelação e acrescento da capela-mor e as de Nicolau Nasoni para o restauro da igreja. São de admirar as duas torres sineiras, o frontão quebrado, a porta principal decorada com medalhão, no qual se insere uma concha de vieira e os dois nichos laterais que contêm as estátuas de S. Pedro e S. Paulo. No espaço interior, dividido em três naves, destaca-se o imponente altar-mor de talha dourada, que integra na parte central um nicho com imagem de Cristo crucificado, atribuída ao século XII. Trata-se de uma escultura em madeira oca, com cerca de dois metros de altura e extremamente curiosa: o olho esquerdo dirige-se para o Céu e o direito para a Terra, numa clara simbiose entre Deus e o Homem.

Fonte: CMM

Igreja Matriz de Matosinhos

Igreja Matriz de Matosinhos

A Igreja Paroquial de São Salvador de Matosinhos, também designada por Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, possui um órgão construído por Miguel Hensberg, em 1685, restaurado em 1992, sendo o opus 2 da Oficina e Escola de Organaria (Esmoriz), de Pedro Guimarães e Beate von Rohden. Tem um teclado manual [ I ; 5 (4+5) ].

Montra do órgão

Órgão da Igreja Matriz de Matosinhos

Órgão da Igreja Matriz de Matosinhos

Igreja Paroquial de Perafita

Igreja Matriz de Perafita, Matosinhos

Igreja Paroquial de Perafita, Matosinhos

A Igreja Paroquial de São Mamede de Perafita foi alvo de uma reforma entre 1758-1760. A fachada ostenta o brasão de armas do Bispo do Porto, D. Jerónimo de Meneses, e é a única, na freguesia, que ainda mantem azulejaria portuguesa. No interior, predomina o estilo barroco. Foi abadia da apresentação do Convento de Moreira.

Fonte: JFP