Step to Infinity
Músicos do Concelho de Odemira

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

  • Conde Chacal (banda rock)
  • Contra-Mão (banda rock)
  • Dee Maras (banda rock)
  • FaxRock (banda rock)
  • Fil Costa (banda rock)
  • Rock Never Ends (banda rock)
  • Since Today (banda rock)
  • Step to Infinity (banda rock)
  • Suspeitos do Costume (banda rock)
  • Zombidos (banda rock)
Conde Chacal

Fundada em 2013, a banda de rock alternativo oriunda de Vila Nova de Milfontes, é constituída por Diogo Silva, bateria/voz e Tiago Coelho, baixo/voz. Com influências principais em Death From Above 1979 surgiu em 2012 o projeto Zipanjés, do qual nascem os temas Shitz to Yer Mates, Uivos Mudos e Crazy Thinking Driving Throught the Desert (Deep Shit ma Nigga). Pouco depois a banda mudou-se para Lisboa ao mesmo tempo que Diogo Silva ganhou um gosto por escrever em Português, dando uma outra maturidade à banda.

Contra-Mão

Contra-Mão é uma banda de rock/punk rock portuguesa que nasceu no dia 3 de outubro, em Odemira. Uma grande vontade de iniciar um projeto de originais levou a banda Rock Never Ends a criar os Contra-Mão, com temas cantados em português. É formada por André “Ribas”, guitarra solo, voz; Adriano Almeida, guitarra, voz; Ricardo Martins, baixo, voz; Lúcia Viana, voz; João “Carriço”, bateria.

Dee Maras

Com origem na pequena aldeia de São Luís, no concelho de Odemira, a banda Dee Maras formou-se no ano 2012 através de um gosto comum de 5 vizinhos pela musica acústica. A música é original e maioritariamente escrita em inglês devido ao vocalista Dee ter passado grande parte de sua vida na Inglaterra e País de Gales. A mudança para Portugal e a oportunidade de um concerto em Vila Nova de Milfontes, levou-o à procura de músicos para formar uma banda. Por fim juntaram-se a ele Juergen Moritz (guitarra), Miguel Patrício (baixo e voz), Carlota Ereira (voz) e Silvestre Martins (percussão e voz).

FaxRock

José Bonifácio é professor de música multidisciplinar e desde os anos 90, após ter regressado de um período fora do país, começou a lecionar na escola de música que instalou nas Brunheiras/Milfontes. Na mesma época começou a compor os seus temas sempre influenciado pelo rock e pelos blues.

Fil Costa

Fil Costa é um músico de Vila Nova de Milfontes e conta já com 10 anos de carreira a trabalhar como guitarrista em vários projetos de vários estilos. Desde o início da sua carreira começou a escrever originais e a gravá-los em estúdio. Encontra-se na fase final de gravação sua próxima “demo” que terá como título “As Bruxas”.

Rock Never Ends

Rock Never Ends é uma banda de versões de música rock, fundada a janeiro de 2011. É constituída por André “Ribas”,  guitarra solo, voz; Adriano Almeida, guitarra, voz; Ricardo Martins, baixo, voz; Lúcia Viana, voz; João “Carriço”, bateria.

Since Infinity

Since Today é uma Banda de HardCore constituída por Francisco Campos, voz; Rui Manilha, guitarra ritmo/solo (Back Vocals); Filipe Pinela, guitarra ritmo/solo; Ricardo Martins, baixo (Back Vocals), Pedro Soares, bateria.

Step to Infinity

Step to Infinity é uma banda Punk Rock constituída por Doga, guitarra ritmo/voz ; Peste, guitarra solo; Andril, baixo/coros; Perna, bateria. Começando em 2005 com dois amigos, a banda cresceu em 2009 para a formação atual. A força de vontade e amizade ajudaram-nos a criar temas originais como “You can change me”, “Vida de Ilusões” e “Perdido na Solidão”.

Suspeitos do Costume

Suspeitos do Costume é uma banda nascida no dia 1 de janeiro de 2013. Em maio de 2013 deu o 1º concerto em Odemira com os Vira Lata. Rapidamente somaram mais de uma dezena de concertos, um pouco por todo o País. A banda é constituída por Rui Matos “Manilha”, voz e guitarra; Telmo Carrilo, guitarra; Ricardo Martins, voz e baixo; João Emídio, bateria

Zoombidos

Zoombidos é uma banda rock constituída por Fil Costa, guitarra e voz; Pedro Marques, baixo; David Oliveira, bateria e voz. A banda Zoombidos é composta por três elementos com experiência musical que se juntaram num formato “Power Rock Trio” para dar ao pessoal que gosta de ver música ao vivo, especialmente, um repertório com clássicos do rock português dos anos 80.