Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul
Folclore de Oliveira de Azeméis

Grupos etnográficos, tradições e atividades no Concelho

  • Rancho Folclórico e Etnográfico d’A Chama
  • Grupo Folclórico As Ceifeiras de São Martinho de Fajões
  • Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul
  • Grupo Folclórico de Cidacos
  • Grupo Folclórico de Palmaz
  • Rancho Folclórico “Cravos e Rosas”
  • Rancho Folclórico do Grupo Musical Macinhatense
Rancho Folclórico e Etnográfico d’A Chama

O Rancho Folclórico e Etnográfico d’A Chama, da A CHAMA – Associação Recreativa e Cultural de São Roque, é filiado na Federação do Folclore Português, como sócio efetivo, desde 02 de novembro de 2010.

Como figurantes, apresenta: galinheira (mulher que comprava, de porta em porta, galinhas e outros animais nomeadamente coelhos e, posteriormente ia vender no mercado ou em feiras da região; a lavradeira (mulher que se deslocava para o amanho das terras, levando consigo o seu filho à cabeça no cesto para o campo, amamentando-o quando fosse necessário;  a leiteira (rapariga que vendia leite pela casa das pessoas, ao final da noite, que normalmente voltava a casa acompanhada pelo namorico); o serandeiro (nas desfolhadas, com a cara tapada, entrava no alpendre do lavrador ou na eira, para dar a cheirar aos presentes o manjericão ou alfazema, não deixando de dar um galanteio à sua “conversada” se esta lá estivesse); o barbeiro (homem que possuía a sua pequena barbearia, na aldeia, fazendo a sua abertura à quarta-feira e sábados e, por vezes ao domingo de manhã. Também se deslocava sempre que o solicitassem, a casa dos doentes para fazer o corte da barba e cabelo); a mulher romeira (Esta senhora deslocava-se às festas e romarias, fazendo-se acompanhar da sua condensa, levando dentro a apetitosa merenda); o vidreiro (homem que moldava o vidro através da cana e do molde. Foi na terra de S. Roque, lugar do Côvo, que existiu a primeira fábrica do vidro na Península Ibérica, por volta do ano 1500.)

RFEC

Rancho Folclórico e Etnográfico d’A Chama

Rancho Folclórico e Etnográfico d’A Chama

Grupo Folclórico As Ceifeiras de São Martinho de Fajões

O Rancho Folclórico “As Ceifeiras de S. Martinho de Fajões” foi fundado a 26 de março de 1956 e desde então mantem e divulga as suas origens e tradições.

GFCSMF

Grupo Folclórico As Ceifeiras de São Martinho de Fajões

Grupo Folclórico As Ceifeiras de São Martinho de Fajões

Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul

O Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul foi fundado no ano de 1986, sendo que a sua primeira formação remonta a 1950. Representa as padeiras e os moleiros, os usos e costumes da região.

GFPU

Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul

Grupo Folclórico As Padeirinhas de Ul

Grupo Folclórico de Cidacos

O Grupo Folclórico de Cidacos é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Oliveira de Azeméis.

GFC

Grupo Folclórico de Cidacos

Grupo Folclórico de Cidacos

Grupo Folclórico de Palmaz

O Grupo Folclórico de Palmaz é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Oliveira de Azeméis.

GFP

Grupo Folclórico de Palmaz

Grupo Folclórico de Palmaz

Rancho Folclórico “Cravos e Rosas”

O Rancho Folclórico “Cravos e Rosas” é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Oliveira de Azeméis, de Santa Maria de UL. Foi fundado a 5 de outubro de 1988.

RFCR

Rancho Folclórico “Cravos e Rosas”

Rancho Folclórico “Cravos e Rosas”

Rancho Folclórico do Grupo Musical Macinhatense

O Rancho Folclórico do Grupo Musical Macinhatense é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Oliveira de Azeméis. Nasceu a 22 de dezembro de 1995. Deslocou-se em 2007 a França; em 2009 a Itália; em 2015 a Espanha; e em 2011 à Madeira.

RFGMM

Rancho Folclórico do Grupo Musical Macinhatense

Rancho Folclórico do Grupo Musical Macinhatense

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *