José Pedro Pereira, maestro, de Paredes
Músicos naturais do Concelho de Paredes

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis tem como objetivo aproximar dos munícipes os músicos e o património musical.

  • Ana Cunha (oboísta, 1988)
  • José Pedro Pereira (maestro, 1993)
  • Orlando Rocha (maestro, 1980)
  • Vergílio Pereira (etnomusicólogo, 1900-1965)
José Pedro Pereira
José Pedro Pereira, maestro, de Paredes

José Pedro Pereira, maestro, de Paredes

José Pedro Barbosa Alves Pereira nasceu a 12 de janeiro de 1993, em Castelões de Cepeda, Paredes e reside na freguesia de Cête. Iniciou os estudos musicais aos 8 anos, na Academia de Música de Paredes, tendo completado o Curso Complementar de Flauta Transversal, na classe de Ana Cavaleiro. Frequenta o Curso Superior de Direção Musical no Conservatório Superior de Música de Gaia, sob a orientação de Mário Mateus.

Foi parte integrante do Coro da Fundação Conservatório de Gaia e do Coro Contemporâneo da mesma instituição, onde contactou com maestros como Adam Klocek, Amos Talmon, Jesus Medina, Peter Tiboris, entre outros, e participou em diferentes récitas e óperas efetuadas pelo Conservatório. A convite do Maestro Mário Mateus, lecionou a classe de Flauta Transversal Infantil no respetivo Conservatório. Frequentou classes de aperfeiçoamento de Flauta Transversal e de Direção Musical, sob a orientação dos professores Ana Maria Ribeiro, Herlânder Sousa, Nuno Inácio, Adam Klocek, entre outros. É membro da Banda Musical de Cete desde 2003, tendo desempenhando ao longo destes anos a função de flautista e docente, sendo atualmente o maestro titular.

Orlando Rocha

Orlando Gabriel Moreira da Rocha nasceu a 2 de outubro de 1980, na freguesia de Castelões de Cepeda (Paredes). É licenciado em Música – Composição, pela Escola Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares – Instituto Piaget de Mirandela. Iniciou a aprendizagem musical na banda de música de Cête. Estudou trombone na Academia de Música de Paredes, no Conservatório de Música do Porto, na Escola Profissional de Música do Porto e concluiu o curso profissional de instrumentista na ESPROARTE (Mirandela) na Classe de Nuno Scarpa. Já em Mirandela integrou a “Orquestra Esproarte” e foi o primeiro instrumentista de sopro a tocar a solo com a mesma, em Portugal e no estrangeiro. Foi músico convidado na Orquestra do Norte. Lecionou Trombone, Formação Musical e Orquestra na Escola de Música da Banda de Amares, Escola de Música de Paredes (Sólido), e na Academia de Música de Lamego.

Orlando Rocha

Orlando Rocha, regente de banda, de Paredes

Orlando Rocha, regente de banda, de Paredes

Foi Músico convidado da “Endemol Entertaiment” e “CBV – Produções”, onde se apresentou a solo com Orquestras Ligeiras e de Jazz na RTP, SIC e TVI. Foi músico cofundador das Orquestra Ligeiras “Arsis” (Vale do Sousa, Paredes) e “Corleone Big Band” (Porto). Frequentou um curso de Direção com o maestro Alberto Roque.

Iniciou a sua atividade como Diretor Artístico na Banda Filarmónica de Rebordelo – Vinhais com apenas 18 anos. Foi cofundador da Orquestra de Sopros e Percussão da Academia de Música de Lamego e o seu primeiro Maestro Titular durante 2 anos. Foi diretor artístico da Banda Marcial de Cambres durante 8 anos (1999-2008). Organizou e lecionou a classe de Orquestra de Sopros nos Masterclass “Vila de Cambres-Douro” nos anos de 2006 e 2007. Foi diretor artístico da Banda de Música de Freixo de Espada à Cinta durante 6 anos (2008-2014), participando no festival “Filarmonia ao mais alto nível”, e no “V Concurso de Bandas do Ateneu Vilafranquense”, no qual venceu o 1º Prémio da categoria II. Lecionou Expressão Musical na Escola EB1 de Freixo de Espada à Cinta durante 5 anos letivos.  Como maestro, em novembro de 2013 e julho de 2014 foi convidado a orientar estágios na Ilha Graciosa – Açores, a convite da Filarmónica Recreio dos Artistas.

Frequenta o curso de Formação Continua de Maestros da Associação Portuguesa de Banda sob a orientação do Maestro Paulo Martins e é maestro da Banda Nova de Fermentelos desde 5 de outubro 2014.