Rancho Folclórico de Geraldes
Folclore em Peniche

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Rancho Folclórico “As Lavadeiras dos Bolhos”
  • Rancho Folclórico de D. Pedro I
  • Rancho Folclórico de Geraldes
  • Rancho Folclórico “Os Camponeses da Beira-mar”
Rancho Folclórico “As Lavadeiras dos Bolhos”

O Rancho Folclórico “As Lavadeiras dos Bolhos” é uma associação de natureza etnográfica sediada em Ferrel, Peniche. Em 2017, participou no VII Festival de Folclore do Concelho de Peniche, no Fórum da Parreirinha.

Rancho Folclórico de D. Pedro I

O Rancho Folclórico de D. Pedro I é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Peniche. Foi fundado em 26 de agosto de 1984. É composto por dois grupos, o Infantil e o Adulto. Ao longo da sua existência o Rancho Folclórico D. Pedro I já realizou 21 edições do Festival Anual de Folclore e participou em centenas de festivais de Folclore em todo o país. Em 2017, participou no VII Festival de Folclore do Concelho de Peniche, no Fórum da Parreirinha.

Rancho Folclórico de Geraldes

O Rancho Folclórico de Geraldes foi fundado em 1984. Desde 2013 tem aprofundado o seu trabalho de pesquisa, assumindo um importante papel como representante dos usos e costumes do Conselho de Peniche. O Grupo tem vindo a apresentar-se em prestigiados festivais de norte a sul do país e também em Espanha. Tem participado em programas de televisão, recriações histórias, serões de tradições, mostras do trajo, feiras à moda antiga e outras recriações à época. Tem dinamizado a etnografia do concelho de Peniche, através da organização de eventos como exposições do traje, tertúlias e workshops sobre temáticas do folclore. Já efetuou vários encontros de escolas de folclore e organiza anualmente o seu festival.

Rancho Folclórico de Geraldes

Rancho Folclórico de Geraldes

O seu reportório musical e etnográfico tem como base as pesquisas e as recolhas efetuadas no concelho, através dos arquivos do Museu da Cidade de Peniche, Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia e da memória dos mais idosos. O trabalho de recolha assenta em várias vertentes das vivências locais: objetos, trajes, modas, danças, superstições, orações, provérbios, jogos, brincadeiras, festas, círios e medicina popular.

Peniche foi lugar propício para o estabelecimento de uma povoação marítima, tendo em conta a riqueza das águas envolventes e a localização geográfica ideal para desenvolvimento da atividade piscatória. Com o grande desenvolvimento da indústria conserveira, através da salga, vieram gentes de várias zonas do país que aqui se fixaram, influenciando os hábitos e costumes nativos. As modas apresentadas são na sua maioria modas de roda. Os trajes são réplicas dos utilizados no final do século XIX e inícios do século XX no concelho de Peniche, representando aspetos da vida local. Destacam-se, entre outros: Trajes Abastados e Remediados, Trajes de “Ir à Missa” (festa), Mulher e Homem do Mar, Traje de Luto, Moleiros, Rendilheira, Atadeira, Criança e Trabalhadores do Campo.

Rancho Folclórico “Os Camponeses da Beira-mar”

O Rancho Folclórico “Os Camponeses da Beira Mar” é uma associação de natureza etnográfica sediada em Ferrel, Peniche (Rua do Cerco, n.º 24 – 2520-142 Ferrel). Em 2017, participou no VII Festival de Folclore do Concelho de Peniche, no Fórum da Parreirinha.