Miguel de Oliveira, maestro e compositor, de Ponte de Lima
Músicos naturais do Concelho de Ponte de Lima

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

  • Gaspar André Fernandes Pereira Lima (regente)
  • João Silva (violinista)
  • José Carvalhosa (maestro)
  • Mário Apolinário (clarinetista)
  • Miguel Oliveira (regente, 1919-1983)
  • Reinaldo Varela (guitarrista, 1867-1940)
José Duarte Carvalhosa

José Duarte Monteiro Carvalhosa nasceu em S. Martinho da Gandra – Ponte de Lima, em 1984. Iniciou os estudos musicais aos 8 anos numa escola de música da terra e em 1994 continuou os estudos na Escola de Música da Banda de Música de S. Martinho da Gandra, na classe de clarinete, tendo feito a sua primeira atuação em 1995. Em 1999 ingressou na Escola Profissional de Viana do Castelo na Classe de Clarinete de Francisco Perez e, posteriormente, de Mário Bezerra. Em Música de Câmara e Orquestra trabalhou com professores como Miguel del Castillo, Cristóbal Soler, Jaroslav Mikus, Vasco Pearce de Azevedo, António Saiote, Paul Wakabayashi, Jan Cober, entre outros.

Em 2002 realizou um Curso Regional de Regência de Bandas Filarmónicas, com os professores Francisco Ferreira e José Pedro Figueiredo, orientado por Tristão Nogueira. Entre 2002 e 2006 frequentou a licenciatura em Educação Musical da Escola Superior de Educação de Viana do Castelo. Em 2005 foi nomeado diretor Artístico da Orquestra Juvenil da Banda Musical de Aboim da Nóbrega, do Coro da respetiva Banda e responsável pela escola de Música. Em 2008 assumiu a Direcção Artística da Banda Musical de Aboim da Nóbrega. Desde 2007, é membro da Direcção Pedagógica da Academia de Música Fernandes Fão. É Professor de Iniciação musical, Classes de Conjunto e Área de Projeto na Academia de música em questão. É o coordenador das Atividades de Enriquecimento Curricular de Música do Município de Ponte de Lima, formador dos professores de música a trabalhar nas atividades em questão e  Professor de Expressão Musical da Escola Secundária de Ponte de Lima.

HISTÓRIA

Miguel de Oliveira

Miguel António Peixoto Oliveira, regente e compositor, nasceu em São Martinho da Gandra (Ponte de Lima), a 02-05-1919, e faleceu em Monção, a 04-08-1983. Aos 9 anos recebeu os primeiros ensinamentos de seu pai, Diogo de Oliveira, que foi Regente da Banda Musical de São Martinho da Gandra, em Ponte de Lima, e Supervisor de Música Sacra na Diocese de Braga. Em 1934 ingressou no Regimento de Sapadores de Caminhos-de-Ferro e um ano mais tarde na Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana, onde veio a ocupar o lugar der solista e professor até 1952, altura em que optou por prosseguir uma carreira no Teatro.

Miguel de Oliveira, maestro e compositor, de Ponte de Lima

Miguel de Oliveira, maestro e compositor, de Ponte de Lima

Compôs para Teatro de Revista e Opereta em Lisboa e no Porto, entre 1947 e 1963. Em 1952 dirigiu a Orquestra do Teatro Politeama no programa de variedades Comboio das Seis e Meia, protagonizado por Actores consagrados como Vasco Santana, João Villaret e Costinha. Em 1954 criou e dirigiu o Programa Panorama Musical, apresentado no Estádio Náutico, em Algés, e transmitido, pelo Rádio Clube Português, Rádio Peninsular e Rádio Ribatejo. Dirigiu a Banda de Monção (1965-1983), com a qual gravou 12 fonogramas, disponíveis no arquivo da Editora Edisco, no Porto.

Miguel de Oliveira, maestro e compositor, de Ponte de Lima

Miguel de Oliveira, maestro e compositor, de Ponte de Lima

Dedicou os últimos anos da sua vida à composição de obras para Banda Filarmónica. Da sua obra destacam-se as Marchas e as Fantasias, caracterizadas por constantes mudanças rítmicas e harmónicas. Nas suas composições distingue-se, igualmente, o emprego de materiais e de uma gramática musical que têm como principal referente a Espanha, nomeadamente a Galiza, e o Norte de África, duas regiões onde o Compositor viveu, de que são exemplo as obras Sonho Oriental; Minho e Galiza e De Cadiz a Tânger.

Fonte: “Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX” (Direcção de Salwa Castelo-Branco, 3º Volume, L-P, Temas e Debates, Círculo de Leitores, 1ª Edição, Janeiro de 2010, p. 932 e 933)

O seu nome faz parte da Toponímia de Monção (Praceta Miguel de Oliveira).

A 20 de agosto de 2009, foi inaugurada, em Monção, a Mostra de Coleccionismo / Tema Música em que foi homenageado o maestro Miguel de Oliveira (1919-1983). Em 2019, o Município de Ponte de Lima, através da Biblioteca Municipal, organizou uma Exposição Evocativa do 1.º Centenário do Nascimento do Maestro Miguel Oliveira. Percorrendo a vida e obra do autor, consubstanciada numa mostra ilustrativa com informação textual e fotográfica, a Sala de Adultos, da Biblioteca Municipal, serviu de palco para dar a conhecer esta ação, de 2 maio – dia de aniversário de nascimento do maestro – a 8 de junho de 2019.

Reinaldo Varela

Reinaldo Varela foi um musicólogo, compositor, guitarrista, fadista, professor de música, musicólogo, com muita obra publicada e gravada. Nasceu em Ponte de Lima, em 1861, e faleceu em Lisboa, a 24 de dezembro de 1940. Foi distinguido pela Câmara Municipal de Ponte de Lima com a atribuição do seu nome a uma rua de Ponte de Lima (Rua Reinaldo Varela).

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *