Igreja matriz de Portimão
Órgãos de tubos do concelho de Portimão

De acordo com as informações disponíveis, apenas existe no Concelho um órgão de tubos.

Igreja Matriz de Portimão

Igreja matriz de Portimão

Igreja matriz de Portimão

Construída no séc. XV, a Igreja Matriz de Portimão, ou Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Conceição de Portimão, situa-se na zona mais elevada da cidade, no interior das antigas muralhas. “O portal tardo-gótico é inspirado no mais imponente monumento da época, o Mosteiro da Batalha e nele se identificam finas esculturas de músicos e mulheres em moldura. Ali convivem diversos estilos, como o barroco, o rococó e o manuelino, fruto das várias fases de reconstrução e enriquecimento artístico do templo que hoje é a Igreja Matriz de Portimão.”

Coro alto

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Montra do órgão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Coro alto e altar-mor

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Lira e tubos da fachada

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Lábios dos tubos

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Lábios

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Manúbrios do lado direito

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Manúbrios do lado esquerdo

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Tubos

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Placa do organeiro

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

Órgão da Igreja Matriz de Portimão

O órgão histórico tem um teclado manual e doze meios registos [ I; (6+6) ]. Foi construído por Henry Fincham – Londres, em 1886, e reparado pela Oficina e Escola de Organaria, (Esmoriz), de Pedro Guimarães e Beate von Rohden, opus 54, em 2009.

Em 2020, a 13ª Edição do Festival de Órgão Algarve ’20, organização da Associação Música XXI, decorreu em igrejas de Faro (, e Igreja do Carmo), Portimão (Igreja Matriz), Loulé (Igreja Paroquial de Boliqueime) e Tavira (Igreja de Santiago).