Povoação [1]

[ Ilha de São Miguel ]

Igreja Matriz da Povoação

[ Nossa Senhora Mãe de Deus ]

Igreja Matriz de Povoação

Igreja Matriz da Povoação

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Mãe de Deus situa-se na vila e concelho da Povoação, Ilha de São Miguel, Açores. Começou a ser construída em 24 de Julho de 1848. Em 1856 a igreja era aberta ao público, prosseguindo no entanto as obras das várias dependências. A torre só seria construída no século XX. Com o andar dos tempos e com os sismos que abalaram a Vila da Povoação, a Igreja foi-se arruinando. Pedido ao Estado um subsidio para a sua reparação, este veio em Fevereiro de 1946. No ano seguinte, a obra foi comparticipada pelo Estado e pela junta geral e as obras que estão foram levadas a efeito atingiram toda a igreja ficando esta valorizada com novos retábulos e imagens, pinturas dos tetos e dois lindos painéis de azulejos, da autoria de Domingos Rebelo.

Possui um órgão histórico da autoria de Manuel Serpa da Silva, 1902, restaurado por Dinarte Machado Atelier Português de Organaria, 2012.

Tubos da fachada

Igreja Matriz da Povoação

Órgão da igreja Matriz da Povoação

O portal do município da Povoação noticiava:

Após mais de uma década em processo de restauro, eis que o órgão da matriz da Povoação foi finalmente apresentado aos fiéis, na passada quarta-feira.

O órgão de 1902, de Manuel Serpa da Silva, foi completamente restaurado, tendo sobrado, do instrumento original, pouco mais do que a caixa, que também sofreu obras de restauro, e alguns dos elementos da sua mecânica. Foram substituídos todos os tubos, teclados manuais, pedal, entre outros elementos integrantes, que fazem do instrumento, agora inaugurado, o órgão com mais recursos sonoros de São Miguel, constituindo-se uma mais-valia para o ensino artístico, além de ser um atrativo para o turístico religioso.

Relembre-se que a Região Autónoma dos Açores, através do departamento governamental competente, atribuiu desde 1986 apoios para a intervenção em 37 órgãos históricos do arquipélago, num valor total que ascende a 800 mil euros.

No ano passado, a região editou o Inventário dos Órgãos dos Açores, que constitui um contributo inestimável para a divulgação deste património organístico, resultado do trabalho de investigação realizado nos últimos 25 anos pelo mestre organeiro Dinarte Machado, em conjunto com Gerhard Doderer.

A obra descreve em particular e contextualiza historicamente 55 órgãos de tubos repartidos pelas várias ilhas do arquipélago, com exceção do Corvo.

O concerto que assinalou a inauguração do órgão da Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe de Deus, realizado no dia em que se assinalou o 174.º aniversário do concelho da Povoação, esteve a cargo de João Vaz, diplomado em órgão e doutorado em Música e Musicologia pela Universidade de Évora.

Por outro lado, Dinarte Machado, autor do restauro do órgão da Matriz da Povoação, ostenta um vasto currículo ligado à arte da restauração de Órgãos de Tubos nos Açores, na Madeira, no Continente e na Espanha, executando, até à data, 77 restauros em Órgãos históricos, na sua maioria da escola de organaria portuguesa, da segunda metade do século XVIII, em cuja área é especialista.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *