Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Brinches
Grupos Corais do Concelho de Serpa

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

  • Alentejo – Baixo Alentejo
  • Distrito: Beja
  • Concelho: Serpa

03 grupos

  • Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Brinches
  • Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa
  • Rancho Coral e Etnográfico “Os Camponeses” de Vale de Vargo
Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Brinches

GCECPB

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Brinches

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Brinches

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa

Fundado em 1928 com a designação Rancho Coral de Serpa, o Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa ingressou em 1950 na Casa do Povo, passando a fazer parte da secção cultural daquele organismo. Canta as modas tradicionais da margem esquerda do Guadiana.

Do ponto de vista etnográfico, apresenta a maioria dos trajos masculinos utilizados pelas gentes do campo até à década de cinquenta: pastor, ceifeiro, varejador, almocreve, porqueiro, boieiro, ganhão, moço do monte, feitor, fato domingueiro.

Tem no seu historial numerosas atuações por todo o país e estrangeiro. Atuou na Expo 1998 em Lisboa, e na Expo 2000 em Hannover na Alemanha, em Andorra em 2016 e na Suíça em 2018. Conquistou o 1.º Prémio de Cantares e Trajes, no Concurso Regional de 1949 e 1.º Prémio dos Cantares Alentejanos, concurso realizado no Pavilhão dos Desportos, organizado pela Casa do Alentejo e ainda Prémio Especial pela originalidade das suas interpretações atribuído no Festival Internacional de Folclore em Matosinhos.

O grupo participou no CD “Vozes do Sul” de Janita Salomé e em Terra de Abrigo da Ronda dos Quatro Caminho. Participou nos filmes “Rapsódia Portuguesa”, “Alentejo não tem Sombras”, “Alentejo Alentejo” e no documentário “O Mundo a Cantar”. Representaram o Cante Alentejano em Paris, aquando da entrada do Cante na lista do Património Imaterial da Humanidade da UNESCO (novembro de 2014).

Morada: Rua da Fonte Santa, 20, 7830-417 Serpa
Telefone: +351 969 516 698
Email: coralcasapovoserpa@gmail.com

Em Paris

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa

Rancho Coral e Etnográfico “Os Camponeses” de Vale de Vargo

O Rancho Coral e Etnográfico “Os Camponeses” de Vale de Vargo foi fundado em 1955, tendo como objetivo preservar o cante alentejano. Os seus elementos possuem trajes de domingueiros e de trabalho, associados a diversas profissões rurais: ceifeiro, pastor, ganhão e semeador. Realiza uma média de 20 atuações por ano em todo o país, sendo de destacar as atuações no Alentejo e na comunidade alentejana na zona de Lisboa, mas contam também com atuações no estrangeiro, como a digressão em Marly, França, em 1987, e o Festival Internacional de Folclore de Praga, em 2012. O grupo organiza normalmente o Encontro de Grupos Corais durante a Semana Cultural de vale de Vargo.

Editou uma cassete em 1989 e um CD em 2003.