Igreja do Seminário das Missões, Cernache do Bonjardim

Órgãos do Concelho da Sertã

De acordo com a informação disponível, existem no Concelho dois órgãos históricos, nas seguintes igrejas.

Igreja do Seminário das Missões

Cernache do Bonjardim [ de São João Baptista ]

Igreja do Seminário das Missões, Cernache do Bonjardim

Seminário das Missões, Cernache do Bonjardim

O Real Colégio das Missões Ultramarinas (nome original) foi mandado construir por D. João VI com a finalidade de preparar sacerdotes para o Grão Priorado do Crato. Por aqui passaram figuras de relevo, da vida eclesiástica e de outras atividades, sendo por muitos considerado como “o mais notável foco missionário em Portugal nos tempos modernos”. Construído em 1794, foi dotado em 1801, pela rainha D. Mariana de Áustria, com uma renda para formar padres para a China. Em 1834, D. Joaquim António de Aguiar extinguiu as ordens religiosas e o colégio foi encerrado. Reabriu em 1855, sob a dependência do então Ministério das Colónias, com a função de preparar pessoal missionário para os territórios ultramarinos do Padroado. O Colégio das Missões foi convertido em Liceu Colonial. Durante a implantação da República, a torre da igreja do seminário foi destruída, assim como algumas imagens religiosas. Em 1930, o seminário passou a integrar a Sociedade Missionária da Boa Nova. Além de possuir um vasto património artístico e cultural, de onde se destacam os azulejos que retratam cenas de evangelização colonial, o seminário dispõe de uma biblioteca com cerca de 7.300 obras. Na igreja do seminário, merece especial atenção o altar-mor de estilo hispano-árabe e o órgão do séc. XVIII, além de vários quadros do pintor Bento Coelho da Silveira. Veneram-se neste templo as imagens de Nossa Senhora da Conceição e de São João Batista.

Órgão de tubos

O órgão foi construído em 1804 pelo grande organeiro António Xavier Machado e Cerveira, seu opus ou trabalho nº 68. O órgão tem apenas um teclado manual e 16 meios registos (8+8). Foi restaurado em 1992, pela Oficina e Escola de Organaria, de Pedro Guimarães e Beate von Rohden, com sede em Esmoriz, sendo o seu opus 1.

Tubaria da montra

Órgão da Igreja do Seminário das Missões

Órgão da Igreja do Seminário das Missões

Igreja Matriz de Cernache do Bonjardim

[ Igreja Paroquial ] [ São Sebastião ]

Igreja Matriz de Cernache do Bonjardim

Igreja Matriz de Cernache do Bonjardim

Imóvel de Interesse Público (1960), a Igreja Matriz de Cernache do Bonjardim começou a ser construída em 1555. É uma igreja renascentista com teto tripartido, três altares de talha dourada e capela-mor com panos murários revestidos de azulejos figurativos. Num estilo similar ao gótico, interiormente, o templo é dividido em três naves, sendo a nave central mais alta, separadas por cinco arcos torais de volta perfeita assentes em colunas toscanas. Ao fundo, vê-se o coro alto em madeira. Ladeando o arco triunfal, dois altares com retábulos de talha dourada, dedicados à Virgem Maria e ao Sagrado Coração de Jesus. Abrindo para a capela-mor, há um arco triunfal de volta perfeita com pedra de armas em talha no fecho, encimado por nicho integrando a imagem de Cristo Crucificado e ladeado por colunas pseudo-salomónicas. As paredes são revestidas por painéis de azulejos figurativos azuis e brancos, setecentistas, com cenas da vida de São Sebastião e ao centro possui um retábulo em talha dourada. É coberta por abóbada de berço com caixotões delimitados por frisos de cantaria. Atualmente, a igreja é composta pelo altar-mor e seis altares laterais e contempla azulejos setecentistas que revestem as paredes da capela-mor, sendo os tetos das naves forrados a madeira.

Fonte: CMS

O órgão, que tem um só teclado manual, está localizado na nave, do lado do Evangelho.

Órgão da igreja matriz de Cernache do Bonjardim

Órgão da matriz de Cernache do Bonjardim

Montra do órgão

Órgão da Igreja Matriz de Cernache do Bonjardim

Órgão da Matriz de Cernache do Bonjardim