Glorieta a Luísa Todi em Setúbal, na Avenida Luísa Todi

MÚSICA À VISTA

Sugestões para uma rota musicoturística no Concelho de Setúbal
Glorieta a Luísa Todi em Setúbal, na Avenida Luísa Todi

Glorieta a Luísa Todi em Setúbal

A glorieta a Luísa Todi situa-se na Avenida Luísa Todi, em Setúbal. É uma construção de arquitetura comemorativa, modernista.  Apresenta planta irregular, semi-elíptica, formada por plataforma onde assentam volumes articulados. Ao centro destaca-se o plinto de base irregular, angular, incorporado num volume murário oblongo, de base irregular; flanqueiam-no panos murários laterais formados por duas abas arqueadas, rematados lateralmente por duas colunas de base hexagonal. O frontispício volta-se a Sul. E composto de forma escalonada por plinto alto com busto flanqueado por pilastras prismáticas, com roço vertical com friso de folhas estilizadas, e colunas com adossamento de colunelos, coroadas por ornamentação vegetalista campanulada, com epígrafes. De cada lado destacam-se duas placas formadas por frisos de elementos vegetalistas estilizados colocados de forma repetitiva em faixas. Para os lados arrancam dois panos murários, em concavidade, ao longo dos quais desenvolvem-se dois bancos corridos, por cima dos quais se destacam dois pentagramas com notas musicais. O monumento tem como remate lateral duas colunas do tipo das já descritas. O busto escultórico feminino é trabalhado em vulto redondo, assenta em plinto baixo, nele ressalta o acentuado tratamento da cabeleira, com coroa de louros. A fachada posterior desenvolve-se de acordo com a do frontispício, em 3 panos delimitados lateralmente por colunas, sendo os laterais arqueados em convexidade; o pano central está dividido em dois registos, sendo o superior reentrante.

Enquadrado no passeio de avenida (Luísa Todi) em pequeno largo relvado com caminho de acesso em empedrado, separado da rodovia por passeio de “empedrado à portuguesa”, frente ao edifício do Governo Civil, a glorieta tem na envolvente a Igreja Matriz de São Julião, o Chafariz da Praça Teófilo Braga e o Mercado do Livramento. Os dois pentagramas apresentam inscrição em simetria com claves de sol (uma invertida em cada estremo por motivo estético), notas musicais diversas, clave de fá, formando dois compassos musicais. Destacam-se epígrafes no plinto: “LVIZA / DE / AGVIAR / TODI; nas pilastras: à direita “1753”, à esquerda “1833”.

Grande cantora lírica, Luísa Todi (Luísa Rosa de Aguiar) nasceu em Setúbal de a 9 de janeiro de 1753. Em 1755, os pais foram para Lisboa onde, com a irmã, seria contratada como atriz para atuar no Teatro Conde de Soure, onde seu pai trabalhava. Em 1769casou com o violinista italiano Saverio Todi, que lhe descobriu os dotes vocais ingressando como cantora lírica. Morreu a 1 de outubro de 1833, sendo sepultada no Cemitério da Igreja da Encarnação, onde hoje se abre a Rua do Alecrim. Em finais de setembro de 1933, foi o monumento inaugurado no Parque das Escolas, no topo Nascente da Avenida Luísa Todi, sendo deslocado mais tarde para o local que hoje ocupa.

Fonte: Monumentos

Luísa Todi

Glorieta a Luísa Todi em Setúbal, na Avenida Luísa Todi

Busto da glorieta a Luísa Todi em Setúbal