Rancho Folclórico e Etnográfico Saloio M.T.B.A.
Folclore em Sintra

Grupos etnográficos tradições e atividades

  • Grupo Folclórico de Belas
  • Grupo Folclórico Os Camponeses de D. Maria
  • Rancho Folclórico As Lavadeiras do Sabugo
  • Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra
  • Rancho Folclórico dos Recreios da Venda Seca
  • Rancho Folclórico e Etnográfico Saloio M.T.B.A.
Grupo Folclórico de Belas

GFB

Grupo Folclórico de Belas

Grupo Folclórico de Belas

Grupo Folclórico Os Camponeses de D. Maria

O Grupo Folclórico “Os Camponeses” D. Maria foi fundado em 11 de Fevereiro de 1979. É sócio fundador da ADLPDCTP, sócio do INATEL e membro da Federação do Folclore Português.

Grupo Folclórico Os Camponeses de D. Maria

Grupo Folclórico Os Camponeses de D. Maria

Rancho Folclórico As Lavadeiras do Sabugo

Fundado em 1966, o Rancho Folclórico do Sabugo é o mais antigo dos grupos existentes no concelho de Sintra. Procurou fazer um trabalho de pesquisa que lhe permitisse uma maior autenticidade nas suas atuações, representando o período compreendido entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX, com destaque para as figuras da lavadeira e do carroceiro, atividades presentes na memória coletiva da aldeia.

RFLS

Rancho Folclórico As Lavadeiras do Sabugo

Rancho Folclórico As Lavadeiras do Sabugo

Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra

RFVSS

Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra

Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra

Rancho Folclórico dos Recreios da Venda Seca

O Rancho Folclórico dos Recreios da Venda Seca foi fundado em 26 de maio de 1989. Tem como principal objetivo “recolher, preservar e divulgar o folclore da zona saloia de Sintra”, para além de ocupar os tempos livres de crianças e jovens da localidade. Tem atuado por todo o concelho de Sintra, a convite de coletividades e comissões de festas, e por protocolo com a Câmara Municipal de Sintra. Em sistema de permuta, tem levado o seu folclore a todo o País, participando em festivais de folclore nacionais e internacionais. Tem cerca de cinquenta elementos, com idades entre os nove e os setenta anos.

RFRVS

Rancho Folclórico dos Recreios da Venda Seca

Rancho Folclórico dos Recreios da Venda Seca

Canta e baila modas recolhidas na região, como: Choutice, Enleio, Bailaricos, Carreirinhas, Viras, Valsas e Mazurca, Picadinho, Tacão e Bico, Muro do Derrete.

Traja como era costume nos finais do século XVIII e princípios do século XIX. Apresenta trajos de “Lavadeira”, “Carroceiro”, “Mordomos”, “Cavador”, “Lavradores abastados”, “Menina remediada”, “ Montar à portuguesa”, Ama de meninos”, “Leiteira”, ”Vendedeira de queijadas”, ”Vendedora de ovos”, “De ir à feira”.

Os adereços e utensílios são os da época que representa. Em 1990, levou a efeito as 1as Jornadas de Folclore da Venda Seca. Tem participado em desfiles de trajos da região saloia, e atuou por três vezes na EXPO 98. Participou na gravação de um CD-ROM de Ranchos da Região de Lisboa. Organiza anualmente um Festival de Folclore infantil e outro Adulto, e está inscrito no INATEL.

Rancho Folclórico e Etnográfico Saloio M.T.B.A.

O Grupo União Recreativo e Desportivo M.T.B.A. foi fundado em 7 de julho de 1972, da fusão do Grupo União Recreativo BMAT de Bolembre e do Futebol Clube Tojeirense da Tojeira, com a colaboração das populações das aldeias de Magoito, Tojeira, Bolembre e Arneiro dos Marinheiros.

Composto por um pavilhão gimnodesportivo (com lotação para 1000 pessoas, piso sintético, boa iluminação, ginásio e café) e um campo de futebol, este clube conta com mais de 200 atletas em diversas modalidades (Futsal em diversos escalões, Atletismo, Voleibol, Karaté) e mais de 400 participantes nas diversas atividades recreativas e culturais (Carnaval, Rancho Etnográfico e Folclórico, Marchas Populares).

RFES

Rancho Folclórico e Etnográfico Saloio M.T.B.A.

Rancho Folclórico e Etnográfico Saloio M.T.B.A.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *