Artigos

Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores
Folclore em Mortágua

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Região: Beira Litoral (Beira Litoral Vouga)
  • Distrito: Viseu
  • Concelho: Mortágua
Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores

O Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores foi fundado em 1978, com o intuito de salvaguardar o passado e as suas tradições. Dedicou-se a uma criteriosa recolha de costumes e tradições do povo da região, quer no campo musical, nas danças, nos cantares, nos trajes, bem como nas lendas, orações, mezinhas e contos.

Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores

Rancho Folclórico e Etnográfico de Vale de Açores

Numa zona de transição entre a Beira Alta e Beira Litoral, a tradição enraizou no povo da sua terra modas que vêm do final do século XIX e início do século XX, das desfolhadas, dos serões, das espadeladas do linho, das danças aos domingos nos adros e terreiros, além das romarias.

Destacam-se as modinhas de roda, os viras, o fado mandado, entre outras.

A sua participação em festas, romarias e festivais nacionais e internacionais de folclore, no país e no estrangeiro, tem contribuído para a divulgação da verdade e fidelidade das tradições etnofolclóricas da região.

É membro efetivo da Federação do Folclore Português e da Associação de Folclore e Etnografia da Região do Mondego, sendo também filiado no INATEL.

Em 2002, a Câmara Municipal de Mortágua galardoou o grupo com a Medalha de Mérito Municipal.

Filarmónica de Mortágua
Filarmónicas de Mortágua

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

Filarmónica de Mortágua

A Filarmónica de Mortágua foi fundada em 1896 e nunca, desde a sua formação, teve sede própria, vivendo sempre precariamente instalada em diversos locais, mas nenhum com as condições indispensáveis. Teve bons períodos e outros francamente maus, tendo paralisado totalmente a sua atividade quando do falecimento do músico/regente Manuel Gonçalves (Gândara). Anos depois ressurgiu, resultado da boa vontade de alguns músicos mais dedicados, limitando-se a fazer festas religiosas e sendo dirigido pelo Reverendo Padre Moderno.

FM

Filarmónica de Mortágua

Filarmónica de Mortágua

Em 1987 por iniciativa da Câmara Municipal veio para Mortágua o atual maestro, Adriano Ribeiro Matias, que assumiu a responsabilidade de criar uma Escola de Música, um Orfeão Misto e a reativação da Filarmónica. Decorreram nove anos de ininterrupta atividade e a Banda fez uma digressão ao Luxemburgo. Tem cerca de 40 elementos, na sua maioria jovens que foram alunos da Escola de Música. Foi renovado todo o instrumental e adquirido um novo fardamento, com o apoio da Câmara Municipal.