Artigos

Proença-a-Nova e a Encomendação das Almas
Património Cultural Imaterial de Proença-a-Nova

De acordo com a Lusa, a 26 de Janeiro de 2017, o Presidente de Câmara de Proença-a-Nova iria candidatar “Cantar das Janeiras” a Património Imaterial da Humanidade com ou sem o apoio nacional.

“Vai ser uma candidatura com duas propostas, uma referente ao “Cantar das Janeiras” e outra em relação à “Encomendação das Almas”. Trata-se de dois rituais ligados ao culto religioso cristão, mas que fazem parte integrante dos usos e costumes de um povo e da região”, disse João Lobo.

O presidente deste município do distrito de Castelo Branco adiantou que já encetou contactos com as instituições ligadas à cultura no sentido de preparar a formalização da candidatura a Património Cultural e Imaterial da Humanidade da UNESCO.

João Lobo explicou ainda que a decisão em avançar com esta candidatura está tomada, seja ela a título individual ou através de todo o país. Isto porque o autarca recorda que o “Cantar das Janeiras” é um costume transversal a todo o país e não apenas ao concelho de Proença-a-Nova, pelo que entende que a candidatura deveria ser nacional.

O autarca sublinha que no concelho de Proença-a-Nova ainda existem muitos grupos que mantêm viva esta tradição desenvolvida durante o mês de Janeiro, como forma de desejar prosperidade no início de um novo ano, anunciando o nascimento de Jesus e pedindo uma esmola.

O Encontro de Janeireiros é a prova disso mesmo, sendo que este ano participaram as aldeias de Alvito da Beira, Caniçal Cimeiro, Caniçal Fundeiro e Vale da Carreira, Corgas, Cunqueiros, Pergulho, São Pedro do Esteval, Vale de Água, Pernadas e Serimógão e o Vergão. Participou ainda pela primeira vez um grupo convidado, o Grupo de Montanhismo dos Serviços Sociais da CGD.

“Com a expectativa da aprovação, esse reconhecimento internacional seria uma mais-valia e funcionaria como o primeiro marco promocional de uma região”, concluiu o autarca.

Prémio Literário Pedro da Fonseca 2018

A 22 de novembro de 2017, o portal do município de Proença-a-Nova informava que o ritual de cantar as Janeiras ou o ritual da Encomendação das Almas eram as duas propostas de tema da segunda edição do Prémio Literário Pedro da Fonseca, a decorrer em 2018, devendo os participantes escolher uma delas para os textos que realizarem nas categorias a concurso, prosa e poesia.

O tema tinha sido aprovado, por unanimidade, em reunião de Câmara pelo executivo municipal, conforme determinado no regulamento que pode ser consultado na página do Município. “Entendemos que, para além da divulgação do nome de Pedro da Fonseca, o Prémio Literário deve também ser veículo de promoção das nossas tradições e, não sendo exclusivas do nosso concelho, a verdade é que o cantar das Janeiras e a Encomendação das Almas traduzem a expressão de fé das nossas populações, em rituais que continuam a motivar as nossas comunidades”, referiu João Lobo.

Para o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, através do Prémio Literário Pedro da Fonseca seria possível enriquecer o espólio associado às Janeiras e Encomendação das Almas, ainda que numa vertente literária.

A primeira edição do Prémio Literário Pedro da Fonseca realizou-se em 2016.

Proença-a-Nova e a Encomendação das Almas

Proença-a-Nova e a Encomendação das Almas

Grupo de Danças e Cantares Populares de Sobreira Formosa
Folclore em Proença-a-Nova

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

  • Região: Beira Baixa
  • Distrito: Castelo Branco
  • Concelho: Proença-a-Nova
Grupo de Danças e Cantares Populares de Sobreira Formosa

O Grupo de Danças e Cantares Populares de Sobreira Formosa nasceu em 1979, por iniciativa de um grupo de jovens que em cada ano animava os festejos populares do dia de Santo António. Para o seu reportório, fez a recolha de danças, cantares, lendas, trajes e utensílios de trabalho, contribuído para o reviver de usos e costumes que de outra forma teriam tendência a desaparecer.

Algumas das suas danças ilustram atividades com grande expressão no concelho de Proença-a-Nova, como a preparação do linho e a apanha da azeitona.

Grupo de Danças e Cantares Populares de Sobreira Formosa

Grupo de Danças e Cantares Populares de Sobreira Formosa

Além da organização de encontros de folclore, tem participado em festivais nacionais e internacionais. Promoveu ainda, sob orientação da diretora técnica, a recolha de objetos da freguesia de Sobreira Formosa, entretanto organizados e expostos ao público no Museu Isilda Martins.

Soul Brothers Empire, banda de Proença-a-Nova
Músicos do Concelho de Proença-a-Nova

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

  • Soul Brothers Empire

Soul Brothers Empire é uma banda de Proença-a-Nova. “Creation” é o seu primeiro disco, que conta com originais como “Free To Go”, “Soul Brothers”, “Eye Of The Rasta” e um tema divulgado através de  videoclip que fez sucesso nas redes sociais, “Jah Of Creation”. Desde cedo os membros da banda (na sua maioria naturais de Proença-a-Nova) começaram a interessar-se por música e, em 2010, os quatro amigos formaram o grupo que viria a afirmar-se a nível nacional.

No currículo predominam os festivais com públicos mais jovens, como a Queima das Fitas de Coimbra (palco principal), a Semana Académica da Covilhã, a Semana Académica de Castelo Branco, o Enterro do Caloiro de Aveiro, onde partilharam o palco com Natiruts, sem esquecer as festas do Município, em que têm feito vibrar o público. Realizaram uma apresentação no Music Box em Lisboa, através do concurso Rock Rendez Worten, no qual participaram em 2011. Tocaram também na Festa do Avante. A banda de originais mistura reggae, punk, rock e ska (entre outros), numa fusão única.

Os Soul Brothers Empire contam com Cláudio Martins na bateria, Gil Henriques na guitarra solo e voz, Joka na guitarra ritmo e Pedro Martins (da Sertã) no baixo. Oriundos da mesma região, admitem que não é fácil viver da música em Portugal devido à falta de apoios, o que se intensifica no interior do país, onde há cada vez menos população jovem. Contudo, o grupo conta com uma cada vez maior legião de fãs e admiradores e não perde a esperança de continuar a crescer e a espalhar a sua música e o seu espírito por Portugal e além-fronteiras. O trabalho pode ser acompanhado nas redes sociais Facebook, YouTube, Twitter e Myspace.

Soul Brothers Empire, banda de Proença-a-Nova

Soul Brothers Empire, banda de Proença-a-Nova