Artigos

Tuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior
Tunas e estudantinas de Rio Maior

História e atividades tunísticas no Concelho

  • Bagatuna – Tuna Masculina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior
  •  Sal&tunaTuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior
Bagatuna

Tuna Masculina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior

A Bagatuna – Tuna Masculina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior foi fundada em 2003. Em 2018, realizou o IX Bagatunaço – Festival de Tunas Masculinas da Cidade de Rio Maior, no Cineteatro de Rio Maior, com 4 tunas a concurso (Coral Quecofónico do Cifrão, Cuca, Estuna e Gatunos) e duas extraconcurso (Feminis Ferventis -Tuna Académica Feminina da Universidade do Algarve, e a Sal&tuna, Tuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

Tlm. (+00 351) 912 109 504
Correio eletrónico: bagatuna.esdrm@hotmail.com

Sal&tuna

Tuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior

A SalTuna organizou em 2016 o VI Sal&Fonia – Festival de Tunas Femininas da Cidade de Rio Maior.

Tuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior

Tuna Feminina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, 2015

Academia de Música e Dança de Rio Maior
Escolas de Música em Rio Maior

Estabelecimentos do ensino especializado de música no Concelho. Em geral, as bandas filarmónicas também possuem a sua escola de música: veja ao fundo informação sobre as bandas de música do Concelho.

Academia de Música e Dança de Rio Maior

R. Dom Afonso Henriques, 66 e 68
2040-273 Rio Maior
Tlm. (+00 351) 966 846 944
Sítio: www.academiamusicadancariomaior.com

A Academia de Musica e Dança de Rio Maior é uma escola abrangente em termos de faixas etárias, dotada de um corpo docente habilitado, motivado, capacitado e competente, capaz de fomentar e consolidar nos alunos o interesse e o consequente empenhamento destes na execução dos objetivos propostos. Provida de instalações confortáveis, dispondo de salas diferenciadas, dedicadas às diferentes modalidades, munidas de equipamento didático de qualidade, capaz de proporcionar um acrescido incentivo à aprendizagem.

Academia de Música e Dança de Rio Maior

Academia de Música e Dança de Rio Maior

Escola de Música da ACCRM

A Escola de Música da ACCRM começou as classes de Instrumento no início de outubro de 2014, ano foi formado o Coro ACC Rio Maior.

Pólo de Rio Maior

Casa da Música
Loja do Cidadão 2º piso
2040 Rio Maior
Tlm. (+00 351) 912 066 160
Correio eletrónico: accriomaior@hotmail.com
GPS: 39.335463,-8.9377461

Pólo do Arco da Memória

Sede da Associação Cultural, Recreativa de Desportiva de Arco da Memória
Tlm. (+00 351) 917 824 206
Tlm. (+00 351) 912 886 579
Tlm. (+00 351) 911 015 837
Correio eletrónico: arcodamemoria@gmail.com

Escola de Música da Freguesia de Asseiceira

Sediada em Rua 16 de Maio, nº 33, 1º, nas instalações da Junta de Freguesia de Asseiceira, lugar e freguesia de Asseiceira, no concelho de Rio Maior, a Escola de Música da Freguesia de Asseiceira é uma associação de natureza cultural, recreativa e social constituída a 19 de junho de 2001.

Banda Filarmónica da Vila da Marmeleira

Filarmónicas de Rio Maior

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

  • Banda Municipal de Rio Maior
  • Banda Filarmónica da Casa do Povo da Vila da Marmeleira
  • Sociedade Filarmónica de São Sebastião
Banda Municipal de Rio Maior

A Banda Municipal de Rio Maior foi criada através da Escola de Música desta edilidade, em 1986, por proposta do Presidente da Câmara  Silvino Manuel Gomes Sequeira e fundada pelo seu atual Maestro João Manuel Loura Pinote. A estreia aconteceu em Rio Maior, em 18 de março de 1988, no concerto inaugural do certame da III Feira – Tasquinhas/88.

O seu efetivo é composto por cerca de 60 músicos. Presta serviços em todas as cerimónias oficiais no concelho de Rio Maior, concertos de cala e populares, cerimónias religiosas e festas nacionais e estrangeiras. Internacionalizações aconteceram em 1989 em França, nas Vilas de Vittel e Contrexéville, por ter sido convidada de honra para efetuar concertos, desfiles e honras militares, alusivos às Comemorações do Bicentenário da Revolução Francesa e em 1994, na mesma efeméride, sempre a convite muito especial da sua Congénere “Elarmonie Municipale de Vittel”.

Banda Filarmónica da Casa do Povo da Vila da Marmeleira

Em 2017, a Banda Filarmónica da Casa do Povo da Vila da Marmeleira presenteou a população, como é habitual na quadra natalícia, com um Concerto de Natal que contou com a presença do vice presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Filipe Santana Dias e dos vereadores Ana Figueiredo, Daniel Pinto e João Teodoro Miguel. A Banda, dirigida pelo Maestro Acácio Silva, interpretou um animado conjunto de músicas do seu vasto repertório, que muito agradaram ao público presente no lotado salão de espetáculos daquela coletividade. A Banda Filarmónica da Vila da Marmeleira estaria presente na Praça do Comércio de Rio Maior, no dia 7 de janeiro de 2018, para o tradicional Concerto de Ano Novo.

Sociedade Filarmónica de São Sebastião

Em 2015, o portal do município de Rio Maior informou que São Sebastião cede instalações a Filarmónica e Dadores de Sangue
No passado dia 20 de Janeiro, data em que comemorou o dia do seu padroeiro, a Junta de Freguesia de São Sebastião assinou contratos de comodato com duas associações locais, a Sociedade Filarmónica de São Sebastião e ao Grupo de Dadores de Sangue de São Sebastião. Depois de, no passado dia 16 de Janeiro, a Câmara Municipal de Rio Maior ter assinado dois contratos de comodato com a Junta de Freguesia de São Sebastião relativos à cedência das antigas escolas pré-primária e primária, seguindo a sua política de cedência de imóveis municipais não utilizados às Juntas de Freguesia do concelho, a Junta de São Sebastião cedeu os imóveis a estas duas associações, indo assim de encontro aos anseios das mesmas na procura de melhores condições para o desenvolvimento das suas atividades.

A assinatura dos contratos foi feita entre os presidentes do Grupo de Dadores de Sangue, Sandra Agostinho e da Sociedade Filarmónica, Paulo Ferreira, e o presidente da Junta de Freguesia Albertino Lopes sendo o primeiro homologado pela presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais e o segundo pelo vereador Lopes Candoso. Os dois autarcas encontravam-se em São Sebastião, acompanhados pelos restantes membros do executivo, a convite do presidente da Junta local no âmbito de uma visita de trabalho à Freguesia.

A parte da tarde do dia do padroeiro que dá nome à Freguesia foi reservada aos festejos religiosos onde após uma missa, presidida pelo pároco local, teve lugar a procissão em honra de São Sebastião, terminando os festejos com um pequeno concerto com a Banda da Sociedade Filarmónica de São Sebastião.

FANFARRAS

Fanfarra da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior

Fanfarra da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior

Fanfarra da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior

Rancho Folclórico de Chãos
Folclore em Rio Maior

Grupos etnográficos, tradições e atividades no Concelho

  • Ribatejo (Serra Ribatejana)
  • Distrito: Santarém
  • Concelho: Rio Maior

05 grupos

  • Grupo de Danças e Cantares de S. João da Ribeira
  • Rancho Folclórico da A.C.R.D. do Arco da Memória
  • Rancho Folclórico da Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Ribeira de Fráguas
  • Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas
  • Rancho Folclórico de Chãos
Grupo de Danças e Cantares de S. João da Ribeira

O Grupo de Danças e Cantares de S. João da Ribeira foi fundado em 26 de setembro de 1982. Nasceu de uma iniciativa para a inauguração das escolas primárias. Os seus trajes remontam aos finais do séc. XIX, inícios do séc. XX, sendo cópias fiéis extraídas de fotografias dessa época, assim como de indicações de pessoas de idade avançada. É membro da Federação do Folclore Português desde 1991.

Grupo de Danças e Cantares de S. João da Ribeira

Grupo de Danças e Cantares de S. João da Ribeira

Morada: Rua 1º de Maio, 2
2040-460 S. João da Ribeira
GPS: 39.2826019,-8.8520089
Tel.: 917 736 873
E-mail: gdcsjr@sapo.pt

Rancho Folclórico da A.C.R.D. do Arco da Memória

A A.C.R.D. do Arco da Memória é um espaço de convívio para toda a população. Organiza e promove diversos eventos culturais e desportivos e conta com várias atividades, nomeadamente o Rancho Folclórico, a Escola de Música e Aulas de ginástica.

Morada: Arco da Memória
2040-065 Rio Maior
Tel.: 917 827 206
E-mail: arcodamemoria@gmail.com

Rancho Folclórico da Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Ribeira de Fráguas

A Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Ribeira de Fráguas, é uma instituição particular de solidariedade social, sob a forma de associação, sem fins lucrativos. Uma das suas atividades é o Rancho Folclórico.

Morada: Rua da Sociedade – Ribeira de Fráguas
2040-155 Fráguas
GPS: 39.3699094,-8.8550043
Tel.: 965405258
E-mail: editeseabra_32@hotmail.com

Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas

A Freguesia de Fráguas foi instituída em 2 de Setembro de 1555. O seu nome, segundo dizem os etimologistas, provém de no local onde assenta a sede desta freguesia, terem existido oficinas de ferreiro, das quais, nos primórdios do século XVIII, foram encontrados vários vestígios. O nome primitivo desta povoação foi Frávegas, nome este que está ligado às palavras ferro e ferreiro.

Em 1990 foi fundado o Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas que tem tentado, desde então, ser um testemunho fiel das tradições da sua freguesia relativamente a danças, cantigas, trajes, usos e costumes; compreendidos no período entre finais do século XVII e meados do século XIX.

Para que fosse possível conhecer, de uma forma mais aprofundada, a etnografia da povoação que representa, foi imprescindível a colaboração daqueles que a viveram de perto e o espólio fotográfico que cederam.

Desde a sua fundação, o rancho organiza anualmente o seu Festival de Folclore, e tem-se apresentado pelo país de Norte a Sul. Em  1992 participou num Festival Internacional de Folclore na Alemanha e em 1995 deslocou-se à Ilha Terceira – Açores – onde participou no Festival Internacional de Folclore “COFIT”.

O Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas é membro da Federação do Folclore Português.

Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas

Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas, violas

Morada: Largo da Igreja
2040-153 Fráguas
GPS: 39.3769656,-8.8553817
Tel.: 967 323 111
E-mail: goncalo_batista@hotmail.com

Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas

Rancho Folclórico da Freguesia de Fráguas, concertina

Rancho Folclórico de Chãos

O Rancho Folclórico de Chãos é uma Associação Juvenil de Utilidade Pública fundada em 1985, sediada na freguesia de Alcobertas. Tem participado em vários festivais de folclore. Tem cerca de 40 elementos e é um rancho maioritariamente jovem.

Rancho Folclórico de Chãos

Rancho Folclórico de Chãos

Morada: Largo Centro Cultural Chãos
2040-018 Alcobertas
GPS: 39.4180066,-8.9202566
Tel.: 243 405 292
E-mail: rfchaos@sapo.pt

Duarte Arribança, músico, de Rio Maior
Músicos do Concelho de Rio Maior

Projeto em desenvolvimento, o Musorbis aproxima os munícipes e os cidadãos do património musical e dos músicos do Concelho.

  • Duarte Arribança (músico)

O jovem músico natural de Rio Maior, Duarte Arribança, cedo demonstrou interesse pela música e foi vocalista em algumas bandas locais, como os Nictúria. Em 2001, numas férias de verão passou na Madeira em casa do Nélio (bateria), na companhia do Pedro (guitarra), conheceu o Bruno (guitarra) e o Paulo (baixo). Juntaram-se para tocar umas músicas e sentiram logo que tinham muito em comum. Por esses dias estava a decorrer um concurso de novas bandas no Funchal e, com apenas três dias de formação, venceram a competição que tinha como prémio ser banda de apoio no concerto dos Entre Aspas e dos GNR.

Acabadas as férias regressaram a casa e voltaram a encontrar-se um ano depois, também na Madeira, para participarem no concurso Antena3 Rock e voltaram a arrecadar de novo o primeiro lugar. A partir daí o potencial da banda foi tido em consideração e decidiram investir neste projeto. O Paulo não conseguiu vir para o continente, sendo substituído pelo Luís, nascendo, assim, os CAIM. Desde o mais puro hard rock, rasgado pelo funk, chegando mesmo ao country, os CAIM trabalham a sua música, desde a guitarra elétrica à acústica até à percussão tribal. Com cada vez mais seguidores da banda, que trabalhavam nas mais diversas áreas profissionais e pessoal ligado à TVI, a banda integrou a banda sonora da séria Morangos com Açúcar, graças ao sucesso do EP gravado em 2004 e ao tema Beg a Dime.

A partir daí foi sempre em crescendo, até que em 2007 conseguiram editar o seu primeiro álbum Beg a Dime e nesse mesmo ano subiram pela primeira vez ao palco do Rock in Rio. Em digressão, percorreram o país de norte a sul com o Apoio Oficial da Rádio Comercial e SIC Radical. Partilharam o palco com várias bandas, como os Xutos & Pontapés, Fingertips, Pólo Norte, GNR, Clã e Buraka Som Sistema. Marcaram presença no Festival Rock in Rio Lisboa 2008, onde contaram com a especial presença do baixista Ciro Cruz (Gabriel o Pensador), também produtor de Beg A Dime.

Nos anos seguintes, a digressão continuou pelas estradas nacionais passando pelo Festival Santa Cruz Ocean Spirit, Marés Vivas, GreenFest, Angra Rock, Funchal Music Fest, auditórios, festas académicas e festas municipais. Intercalando os concertos com a gravação das músicas para o novo álbum. Work in Progress é o nome do segundo álbum, editado em 2010 e contou com o Apoio Oficial da Rádio Comercial e site Cotonete.

Duarte Arribança, músico, de Rio Maior

Duarte Arribança, músico, de Rio Maior