Artigos

Costa Vicentina Early Music Fest
Festivais de Vila do Bispo

Festivais, encontros e ciclos de música

Costa Vicentina Early Music Fest

O “Costa Vicentina Early Music Fest”, 1ª edição em 2021, é uma organização d’O Corvo e a Raposa com a direção artística de Daniela Tomaz.  Tem como objetivo «divulgar a música historicamente informada no Algarve, juntando músicos profissionais que promovem uma relação entre o passado e o presente unindo diferentes culturas».

De acordo com o programa, de 31 de julho a 28 a de agosto de 2021, a Ermida da Nossa Senhora de Guadalupe, em Vila do Bispo, receberia a 1.ª edição do “Costa Vicentina Early Music Fest”,  No último sábado de julho e todos os sábados de agosto, às 16h00, este sítio arqueológico acolheria cinco concertos «que lhe devolvem a sonoridade dos instrumentos antigos, pela mão de artistas que trabalham entre mundos, géneros e regiões», descreveu a organização.

Costa Vicentina Early Music Fest

Costa Vicentina Early Music Fest

O Corvo e a Raposa

O Corvo e a Raposa é uma associação cultural sem fins lucrativos, sediada em Raposeira, Vila do Bispo, com atividade desde 2017.

Sítio: www.ocorvoearaposa.pt
Correio eletrónico: associacaoocorvoearaposa@gmail.com

Vila do Bispo, créditos Visit Algarve
Folclore em Vila do Bispo

Grupos Etnográficos, Tradições e Atividades no Concelho

Rancho Folclórico Casa do Povo Budens

Sediado na freguesia de Budens, no concelho de Vila do Bispo Rancho Folclórico Casa do Povo Budens é uma associação de natureza cultural e etnográfica constituída a 6 de fevereiro de 1990.

Tel: 282695154

Vila do Bispo, créditos Visit Algarve

Vila do Bispo, créditos Visit Algarve

Fontes do Musorbis Folclore:

A “Lista dos Ranchos Folclóricos” disponível na Meloteca resulta de uma pesquisa aturada no Google e da nossa proximidade nas redes sociais. No Musorbis foram revistos todos os historiais de grupos etnográficos de modo a facilitar a leitura.

Rua Trovante

MÚSICA À VISTA

Sugestões de património edificado em Vila do Bispo

Elementos para uma rota musicoturística no Concelho

A 17 de setembro 2016, o grupo musical Trovante foi homenageado pela Câmara de Vila do Bispo, em Sagres. Neste âmbito, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e Adelino Soares, presidente da Câmara de Vila do Bispo descerraram uma placa de homenagem ao grupo numa artéria em Sagres que passou a designar-se rua “Trovante”. Luís Represas, João Gil, Artur Costa, João Nuno Represas, Manuel Faria, Fernando Júdice, José Martins e José Salgueiro plantaram oito árvores, na Rua “Trovante”, em Sagres. Todos os elementos do grupo musical “Trovante” participaram neste gesto simbólico, tendo no final posado para a fotografia com o presidente da Câmara Adelino Soares. A rua dá acesso à praia da Mareta que tem início na rotunda da Âncora e termina no entroncamento junto à Santa Casa da Misericórdia.

Pretendeu a Câmara Municipal de Vila do Bispo homenagear este grupo, considerado um dos mais importantes nomes da música portuguesa, que surgiu há 40 anos, em 1976, em Sagres, quando um grupo de amigos (Luís Represas, João Gil, Artur Costa, João Nuno Represas, Manuel Faria, Fernando Júdice, José Martins e José Salgueiro) escolheu esta localidade para passar as suas férias e numa tarde de praia, com a paixão pela música em comum, se juntaram para fazer música. Na cerimónia terão estado todos os elementos do grupo, além de vários convidados. Foi anunciado que, pelas 22h00, a banda daria um espetáculo no Largo da Mareta.

Placa e Trovante

Rua Trovante

Rua Trovante