Tag Archive for: música no Porto

Convimus
Festivais no Porto

Ciclos, encontros, temporadas, jornadas, simpósios, cursos, concursos e festivais de música e dança na Cidade

Convimus – Convívios Internacionais de Música

Convimus é um evento que inclui um concurso internacional de violino, estágio de orquestra, classes de aperfeiçoamento, conferência de música e medicina, concertos diários com diversos artistas internacionais.

Convimus

Convimus

Festival Norte Dança

O FND Online é organizado pela Associação para a Arte e Movimento. Pretende estimular o desenvolvimento dos bailarinos, professores e directores, incentivando a pesquisarem e a conhecerem novas formas através do uso da tecnologia, sendo esta uma nova maneira de conexão da Dança nos tempos atuais. Fornecer uma excelente oportunidade para compartilhar experiências entre escolas, grupos, candidatos independentes e professores de dança desenvolvendo relações interétnicas, inter-regionais e internacionais. O FND Online é uma competição que permite que os bailarinos se qualifiquem para competir em concursos parceiros do festival e na Final Híbrida FND em Novembro de 2022.

Festival Norte Dança

Festival Norte Dança

DDD – Festival Dias da Dança

O DDD – Festival Dias da Dança parte da vontade de ligação que se pode estabelecer, através da dança, entre as cidades do Porto, Matosinhos e Gaia. Realizado anualmente em torno do Dia Mundial da Dança, o DDD desenvolve, desde 2016, uma programação que atesta a diversidade estética e temática da Dança Contemporânea e que promove a deambulação entre diversas salas de apresentação e o espaço público destas três cidades que compõem a Frente Atlântica. O maior festival internacional de dança contemporânea em Portugal é organizado pelo Departamento de Artes Performativas da Ágora – Cultura e Desporto E.M. / Câmara Municipal do Porto, coorganizado pela Câmara Municipal de Matosinhos e pela Câmara Municipal de Gaia. Conta com o BPI e a Fundação “la Caixa” como mecenas e com o Alto Patrocínio do Presidente da República. Entre os parceiros de programação do DDD encontram-se diversas instituições como o Teatro Nacional São João, balleteatro, Serralves, Coliseu Porto Ageas, Palácio do Bolhão, mala voadora e RAMPA.

Porto Cello Festival

O Porto Cello Festival é o primeiro festival internacional de violoncelo a acontecer no Porto e Matosinhos, de 18 a 22 de maio de 2022. Terá não só muita oferta musical vinda de todos os cantos do mundo, mas toda uma interação cultural com o país e especialmente com a cidade do Porto. O festival visa trazer para estas duas cidades momentos de cultura, dinamismo comunitário e conhecimento em que o violoncelo é o principal protagonista. Pensando na cidade como um todo, aliar a música à história, à dança, à pintura, ao yoga, à gastronomia e ao turismo, criando interesse por parte de um público mais alargado. As correntes musicais e o tipo de atividades inseridas no festival são vastas, abrangem um maior número de faixas etárias e gostos musicais, o que faz do Porto Cello Festival um espaço direcionado para a vivência comunitária e inclusiva.

Porto Cello Festival

Porto Cello Festival

Prémio Ilda Moura

O Prémio Ilda Moura, 6ª edição em 2022, decorre no Porto de 10 a 12 de Junho. As provas realizam-se na EMGS e na Atmosfera m. O concerto dos Laureados é no dia 12 na Casa das Artes.
Na 6.ª edição, além dos vários prémios atribuídos às várias categorias a concurso (cordas, sopros e piano), mantêm-se os dois prémios especiais:
• o Prémio Ilda Moura, para o melhor candidato solista de entre todos os vencedores do escalão E, nos vários instrumentos, no valor de 1000€,
• o Prémio Daniel Cunha para o melhor intérprete de uma obra portuguesa na categoria Piano, em qualquer escalão aberto a concurso, no valor de 500€.

Saiba mais AQUI.

Prémio Ilda Moura

Prémio Ilda Moura

Casa Comum Fest

Sítio: www.up.pt

O Casa Comum Fest é um novo festival cultural que promove o diálogo entre várias instituições da Universidade do Porto, diversos artistas e toda a cidade. O vasto programa de atividades cruza diferentes áreas da cultura e do saber em exposições, concertos, teatro, cinema e oficinas, em toda a cidade.

Casa Comum Fest

Casa Comum Fest

Uma Viagem pela Europa

Ciclo de Concertos ao órgão ibérico da igreja de Santo Ildefonso, no Porto, por Giampaolo di Rosa, em 2022, a 25 de março, 22 de abril, 13 de maio, 17 de junho, 14 de outubro, 4 de novembro e 16 de dezembro, sempre às 18:00.

Uma viagem pela Europa

Uma viagem pela Europa

In Spiritum – Festival de Música do Porto

Facebook: inspiritum

In Spiritum - Festival de Música do Porto

In Spiritum – Festival de Música do Porto

Festival Bairro da Música

Sítio: www.bairrodamusica.pt

O Festival Bairro da Música tem como pano de fundo as comemorações do Dia Mundial da Música, celebrando a cultura nacional e promovendo a sua circulação pelo país. Entre 1 de outubro e 5 de novembro de 2021 o Bairro da Música apresentou um festival de música portuguesa com 10 artistas, em 10 cidades e salas de espetáculo: Ourém, Estremoz, Odivelas, Ponta Delgada, Braga, Porto, Lisboa, Mafra, Sintra e Coimbra.

Festival de Música Antiga da ESMAE

O Festival de Música Antiga da ESMAE, 6ª edição em 2021, é um evento da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo.

Festival Internacional de Órgão e Música Sacra (FIOMS)

Sítio: fioms.pt

O Festival Internacional de Órgão e Música Sacra (FIOMS) surgiu em linha com os grandes festivais internacionais de órgão realizados no Porto até 2015, com o objetivo de preservar, promover e valorizar o vasto e rico património organístico da Diocese e Área Metropolitana do Porto, estimular o interesse das populações pela Música Sacra vocal e de órgão e incentivar o despertar de novos talentos através da criação e implementação de uma proposta de oferta cultural para a região.

A edição de 2021 contemplou os concelhos do Porto ( do Porto; igrejas da Lapa, Nossa Senhora da Conceição,  São Lourenço, Misericórdia, Venerável Ordem Terceira de São Francisco, São Francisco, Cedofeita, Clérigos, Carmelitas, São Bento da Vitória, Trindade, São João Novo, Santo Ildefonso, Capela das Almas), Maia (Salão Nobre da Câmara Municipal da Maia, Mosteiro do Divino Salvador de Moreira, igrejas de Nossa Senhora da Maia, São Tiago de Milheirós, São Faustino, Silva Escura), Gondomar (igreja de São Cosme, Foz do Sousa, matriz de Rio Tinto), Valongo (igrejas de São Martinho do Campo, matriz de Valongo, santuário de Santa Rita de Cássia).

Festival Internacional de Órgão e Música Sacra (FIOMS)

Festival Internacional de Órgão e Música Sacra (FIOMS)

North Music Festival

Em 2021, o North Music Festival (NMF) regressou à Alfandega do Porto. À semelhança dos demais eventos culturais, e perante a chegada da pandemia de Covid-19, o North Music Festival adiou a edição de 2020 para 2021, tendo como principal compromisso com o seu público a manutenção dos concertos das principais bandas internacionais anunciadas. O adiamento permitiu ainda à Vibes & Beats – entidade promotora – a organização de uma edição com mais um dia face ao habitual.

NOS Primavera Sound

Sítio: www.primaverasound.com

O NOS Primavera Sound é o homólogo português do festival Primavera Sound que se celebra em Barcelona há quinze anos. O cartaz do NOS Primavera Sound conta com uma ampla seleção de artistas internacionais, com uma significativa representação do panorama musical português.

NOS Primavera Sound

NOS Primavera Sound

Santa Casa Portugal ao Vivo

Sítio: santacasaportugalaovivo.pt

Santa Casa Portugal ao Vivo (edições em 2020 e 2021) é um evento organizado pela PEV Entertainment em conjunto com a Everything Is New, em Lisboa (Campo Pequeno) e no Porto (Super Bock Arena).

Womex

Em 2021 o Porto foi palmo do WOMEX, o maior evento global da indústria musical. O Festival WOMEX – The World Music Expo, é um dos eventos mundiais mais importantes para os profissionais da indústria da música, com mais de 26 anos de história, numa estreia absoluta em Portugal, que fez deslocar milhares de participantes à Invicta, oriundos de mais de 90 países. A Alfândega do Porto foi o epicentro da iniciativa, local onde fica instalada a feira comercial com 300 stands, espaço também privilegiado para acolher o ciclo de conferências. O programa amplificou–se a mais sete palcos da cidade, entre os quais Rivoli, Coliseu Porto Ageas e Casa da Música, com exibição de filmes, concertos showcase e uma cerimónia de entrega de prémios, que anualmente distingue os maiores nomes da música global.

O Porto sucedeu a Budapeste, na Hungria, e a Tampere (2019), na Finlândia. A AMG Music foi a produtora responsável pela realização do festival no país. O namoro, feito de altos e baixos, consumou-se, não só fruto do apoio que recebeu do Governo, como também, desde a primeira hora, do presidente da Câmara do Porto.

Todas as atividades foram seguidas de perto por cerca de 300 jornalistas de todo o mundo, que representam mais de 400 meios de 90 países, facto que por si só garante a projeção internacional do evento.

O investimento nacional ronda os 1,7 milhões de euros, sendo que para este orçamento a Câmara do Porto contribuiu com 600 mil euros e o Ministério da Cultura com 200 mil euros.

Projeto:Canção

Projeto:Canção – Festival de Lied e Canção de Câmara foi realizado na Casa das Artes, Porto, entre 4 e 8 de maio de 2022 com o apoio da DRCN.

Projeto:Canção - Festival de Lied e Canção de Câmara

Projeto:Canção – Festival de Lied e Canção de Câmara

Coro Casa da Música
Coros do Porto

35 grupos vocais identificados

Agrupamentos vocais e atividades corais no Concelho

  • Aeternus Cantabile
  • Aeternum Vocal Ensemble
  • Cantadeiras do NEFUP
  • ArquiCoro (Porto)
  • Coral de Letras da Universidade do Porto
  • Coral do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto
  • Coral Mysterium
  • Coro Anonymus
  • Coro Casa da Música
  • Coro da Faculdade de Economia do Porto
  • Coro da FMUP
  • Coro da Catedral do Porto
  • Coro da Universidade Popular do Porto
  • Coro de Jazz da ESMAE
  • Coro de Pais e Encarregados de Educação do Conservatório de Música do Porto (Porto)
  • Coro de São Bento
  • Coro de São Tarcísio
  • Coro do Ateneu
  • Coro do Conservatório de Música do Porto
  • Coro do Grupo Desportivo e Cultural do BPI
  • Coro do Orfeão Universitário do Porto
  • Coro dos Salesianos do Porto
  • Coro dos Voluntários da Liga Portuguesa Contra o Cancro Núcleo Regional do Norte
  • Coro Gregoriano do Porto (extinto)
  • Coro Infantil da Casa da Música
  • Coro Litúrgico Universitário
  • Coro Masculino da Igreja da Lapa
  • Coro Polifónico da Lapa
  • Coro Portucale
  • Ensemble Vocal Pro Musica
  • Grupo Coral da Casa do Pessoal do Politécnico do Porto
  • Grupo Coral dos Professores do Porto
  • Grupo de Cante Alentejano do Orfeão Universitário do Porto
  • Orfeão de Paranhos
  • Vozes da Rádio
Cantadeiras do NEFUP

As cantadeiras do Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto interpretam cantares de todo o país que retratam a vida, o sonho, os amores e a fé das mulheres de outrora e de agora.  O repertório é maioritariamente polifónico e a capella, embora pontuem alguns cantares acompanhados por percussão tradicional e outros instrumentos. Apresentam alguns temas na forma recolhida no cancioneiro tradicional português, enquanto outros são arranjados por André Ruiz, Cláudia Monteiro e Daniela Leite Castro. A direção musical está a cargo de Cláudia Monteiro. Trazem para o canto polifónico as suas vivências de mulheres do século XXI, mas também as heranças individuais de um património coletivo, passado de mães para filhas, de avós para netas, do berço até ao fim da vida. Fala-m’a cantar é o seu primeiro CD, lançado em 2022.

Coro Casa da Música

Fundado em 2009, o Coro Casa da Música é constituído por uma formação regular de 18 cantores, que se alarga a formação média ou sinfónica em função dos programas apresentados. Tem sido também dirigido por maestros prestigiados no âmbito da música coral. As suas participações em programas corais-sinfónicos levam-no a trabalhar com grandes maestros, destacando-se ainda os programas de música antiga com vários especialistas. As temporadas do Coro Casa da Música revelam um repertório eclético que se estende desde os primórdios da polifonia medieval à nova música. Ao longo dos anos, apresentou muitas obras em estreia mundial ou nacional. A música portuguesa tem sido um dos focos de atenção do Coro. Faz digressões regulares ao estrangeiro e atuou em várias salas portuguesas, apresentando grandes obras da música coral. O seu primeiro disco é dedicado a Fernando Lopes-Graça.

Coro Casa da Música, Porto

Coro Casa da Música, Porto

Polifonia Tradicional Portuguesa

Após seis oficinas de canto a vozes com grupos de referência da polifonia tradicional portuguesa, realizadas nos distritos de Aveiro, Porto e Viana do Castelo, os grupos e os formandos reúnem-se para, em partilha, apresentarem as suas cantadas, cantas, cramóis, cantigas, modas e ternos em conjunto. No Encontro Concerto Final do Polifonias d’Agora e d’Outroa participam a 30 de outubro às 21:30 no Auditório do Conservatório de Música do Porto: Cantadeiras do NEFUP, Conjunto Etnográfico de Moldes, Cantadeiras do Vale do Neiva, GFUM – Grupo Folclórico da Universidade do Minho, Rancho Folclórico da Associação dos Amigos de Vilarinho das Quartas – Soajo e Grupo de Folclore “Terras de Arões”. Participam também os formandos das oficinas Polifonias D’Agora e D’Outrora

Arda Recorders, Porto
Estúdios de gravação no Porto

Pesquisa e edição a 16 de outubro de 2021

Arda Recorders

R. de Pinto Bessa, 122, Armazém 12
4300-427 Porto
Tlm. (+00 351) 221 146 783

Audioplasm Studio

R. do Relógio, 157
4200-458 Porto
Tlm. (+00 351) 936 392 000

Companhia do Som Lda

R. Dr. Eduardo Santos Silva, 449 B
4200-281 Porto
Tel. (+00 351)  225 073 850

Estúdio do Drop

Av. da Boavista, 267
4050-113 Porto
Tlm. (+00 351) 915 167 962

Estúdios Rangel

R. da Póvoa, 453
4000-099 Porto
Tlm. (+00 351) 935 609 761

Estúdios Rangel

Estúdios Rangel

INEAR Creative Audio Solutions

R. do Freixo, 1071
4300-219 Porto
Tel. (+00 351)  220 995 805

Jack Som Luz Imagem

Rua Firmeza, 462
4000-226 Porto
Facebook: www.facebook.com/somluzimagem.jack

Largo Recording Studio

Rua do Heroísmo, 333
4300-259 Porto
Tlm. (+00 351) 917 809 021

Life in a Bottle

Shopping Center Itália
Rua de Júlio Dinis, 752
4050-321 Porto
Tlm. (+00 351) 911 786 699

MasterTape

R. da Glória, 168
4050-288 Porto
Tlm. (+00 351) 915 834 707

Mira Studios

R. de Pinto Bessa, 272
4300-427 Porto

PG Recording Studio

R. Afonso Lopes Vieira
4100-200 Porto
Tlm. (+00 351) 914 371 150

Progressões

R. do Lindo Vale, 31
4200-369 Porto
Tlm. (+00 351) 936 791 766

Promised Land

R. de Delfim Ferreira, 500 Traseiras
4100-199 Porto
Tlm. (+00 351) 917 850 256

SDB Mastering

R. de Sá da Bandeira, 136
4000-380 Porto
Tel. (+00 351)  220 936 847

Semente — Pro Audio Services

Rua do Heroísmo 333
4300-259 Porto
Tlm. (+00 351) 916 401 597

Soundtrap Productions

R. da Azenha, 226
4200-113 Porto
Tlm. (+00 351) 914 291 180

Casa da Guitarra, Porto
Lojas de música e instrumentos no Porto

Informação baseada em pesquisa a 15 de outubro de 2021

Caffi Lda

Rua da Constituição, 281
4200-198 Porto
Tel. (+00 351) 225 573 620

Casa da Guitarra

Av. Vímara Peres, 49
4000-545 Porto
Tel. (+00 351) 222 010 033
Tlm. (+00 351) 938 278 213
Correio eletrónico: geral@casadaguitarra.pt

Casa da Guitarra, Porto

Casa da Guitarra, Porto

Casa dos Músicos

R. de Álvares Cabral, 98
4050-040 Porto
Tel. (+00 351) 223 325 555

Castanheira – Sómusica

R. Formosa, 224
4000-420 Porto
Tel. (+00 351) 222 004 616

Danceplanet

R. de Sá da Bandeira, 96
4000-427 Porto
Tel. (+00 351) 222 085 356

Francisco Guimarães, Filho & Cia, Lda

Rua do Almada, 128
4000-196 Porto
Tel. (+00 351) 222 003 583

Gama’s Saxofone Repair Shop

Rua da Picaria 103, Porto
Tel. (+00 351) 914 245 814

Garage & Stage – Loja Sá da Bandeira

R. de Sá da Bandeira, 150
4000-427 Porto
Tel. (+00 351) 918 016 304

Garage & Stage – Loja Zeca Afonso

Praça Artur Santos Silva, 134
4200-534 Porto
Tel. (+00 351) 918 016 304

Its Music – Instrumentos Musicais

R. Formosa, 160
4000-127 Porto
Tel. (+00 351) 222 011 413

Jean-Yves Matter Lutteria Archeterie

Rua dos Mártires da Liberdade, 43A
4050-083 Porto
Tel. (+00 351) 222 087 559

Jorge Bertholdo – Violin and Guitar Maker

R. da Regeneração, 8
4000-410 Porto
Tel. (+00 351) 918 416 158

Lamiré – Casa dos Pianos

R. de Santo Ildefonso, 197
4000-470 Porto
Tel. (+00 351) 222 010 257

Ludimusic – Instrumentos Musicais

Av. da Boavista, 25
4050-114 Porto

Luthier Alfeu Costa

Rua da Torrinha, 262, Loja 1
4050-610 Porto
Tlm. (+00 351) 936 002 856

Musicarte – Eurico Augusto Cebolo

Rua da Boavista, 80
4050-102 Porto
Tel. (+00 351) 222 008 576

Musicomania – Vítor Macedo

Tv. Monte Crasto, 172
4420-210 S. Cosme
Tel. (+00 351) 919 720 961

Oboé Sales

www.oboesales.com
R. do Barão de Forrester, 811, Loja 3
4050-273 Porto
Tel. (+00 351)967 824 837

Oficina dos Violinos & Cia. – Luthier & Archetier

Rua da Torrinha, 228 loja F
4050-610 Porto
Tel. (+00 351) 913 088 238

Porto Guitarra

Largo dos Lóios, 29
4050-338 Porto
Tel. (+00 351) 933 374 743

A Porto Guitarra é uma loja portuense de instrumentos musicais (cordofones). O projeto foi amadurecendo com ajuda de muitos profissionais da música e outros tantos músicos amadores que, de alguma forma, estão ligados à execução dos cordofones tradicionais portugueses (e não só). Pretende ser o lugar comum a todos os músicos, violeiros e curiosos que queiram partilhar a sua experiência, quer como executantes quer como construtores.

Ritmos e Minúcias

R. Calouste Gulbenkian, 47
4050-625 Porto
Tel. (+00 351) 911 038 809

RMJSMUSIC – Equipamento Electrónico e Som Lda

Rua de Santos Pousada, 754
4000-481 Porto
Tel. (+00 351) 225 371 882

Jorge Bertholdo Luthier
Oficinas de instrumentos musicais

Construção artesanal, reparação, restauro e manutenção de instrumentos

Afinas ou não afinas?

Rua Nova Alfândega
108 – 1º andar
4050-431 Porto
Tel. (00 351) 221 101 837
Sítio: www.afinasounaoafinas.com
Correio eletrónico: info@afinasounaoafinas.com

Construção, reparação, manutenção e restauro de instrumentos musicais de corda beliscada, no centro do Porto, para todo o mundo.

Alfeu Costa

Rua da Torrinha, 262, Loja 1
4050-610 Porto

“Luthier” de instrumentos de sopro, metais e madeira

Casa da Guitarra

Av. Vímara Peres, 49
4000-545 Porto
Tel. (00 351) 222 010 033
Tlm. (00 351) 938 278 213
Sítio: casadaguitarra.pt
Correio eletrónico: geral@casadaguitarra.pt

A Oficina da Casa da Guitarra assenta em dois eixos de atuação: a construção e a reparação de instrumentos musicais de cordas. Com o foco nos cordofones tradicionais portugueses, Alfredo Teixeira, o violeiro da Casa da Guitarra, constrói guitarras portuguesas, guitarras clássicas, violas de fado, bandolins ou bandurrinhos, privilegiando madeiras de qualidade desde o jacarandá brasileiro ao spruce e nogueira, passando pelo ébano e pau preto.

No serviço de reparação, a oficina da Casa da Guitarra procura otimizar o cordofone dos clientes, executando um conjunto de trabalhos que darão nova vida ao instrumento. Entre os vários serviços, estão: set ups, mudança de cordas, colocação de pestanas, pontes e cavaletes, colocação de cravelhas, restauro das madeiras.

Gama’s Saxofone Repair Shop

Rua da Picaria, 103
Porto
Tel. (+00 351) 914 245 814

Conserto de instrumentos musicais no Porto

Jorge Bertholdo Luthier

Rua da Regeneração, 8
4000-410 Porto
Sítio: www.jorgebertholdo.com

Loja de instrumentos musicais, construção e reparação de guitarras e instrumentos de arco

Jorge Bertholdo Luthier

Jorge Bertholdo Luthier

Manuel Macedo Pianos

R. de Justino Teixeira, 319
4300-273 Porto
Tlm. (+ 00 351) 965 058 296

Mateus Luthiers

Oficina de Miguel Mateus

Correio eletrónico: oficinadosviolinos.cia@gmail.com

Miguel Mateus, luthier, Porto, créditos Leonel Ribeiro

Miguel Mateus, luthier, Porto, créditos Leonel Ribeiro

Missom

Rua dos Navegantes, 73
4000-358 Porto
Tel. (+ 00 351) 220 159 444
Tlm. (+ 00 351) 966 908 181
Sítio: www.missom.com/pt

Construção de instrumentos de percussão, tarolas em madeira, baquetas de assinatura, instrumentos tradicionais portugueses.

Oficina dos Violinos & Cia.

Miguel Mateus Luthier Unipessoal Lda.
Rua da Torrinha, 228 F
4050-610 Porto
Tel. (+ 00 351) 220 921 641
Tlm. (+00 351) 913 088 238
Sítio: oficinadosviolinos.pt
Correio eletrónico: oficinadosviolinos.cia@gmail.com

Oficina dos Violinos & Cia.

Oficina dos Violinos & Cia.

Oficina de construção e reparação de instrumentos de arco (violino, viola d’arco, violoncelo, contrabaixo). Luthier e Archetier na Cidade do Porto. Oficina de construção, reparação e restauro de instrumentos de arco. Venda de acessórios: cordas, resinas, arcos e estojos.

Ritmos e Minúcias

Rua Calouste Gulbenkian, 47
Porto
Tlm. (+00 351) 911 038 809
correio eletrónico: ritmoseminucias@hotmail.com
GPS: 41.1511251,-8.631029

Reparação e manutenção de fagotes, venda de instrumentos e acessórios.

Tildes Drums Atelier

Facebook: www.facebook.com/tildesdrumsatelier

Porto
Correio eletrónico: tildesdrumsatelier@gmail.com

Reparação e restauro de baterias vintage

Tildes Drums Atelier, Porto

Tildes Drums Atelier, Porto

Grupo de Cavaquinhos d'Alcântara do Porto
Grupos de Cavaquinhos do Porto

Agrupamentos e atividades no Concelho

  • Grupo de Cavaquinhos d’Alcântara do Porto
  • Grupo de Cavaquinhos de Paranhos (Porto)
  • Grupo de Cavaquinhos do GFESIDH (Porto)
  • Grupo de Cavaquinhos do Porto
  • Os Cavaquinhos do Marquês (Porto)
Grupo de Cavaquinhos de Paranhos

O Grupo de Cavaquinhos de Paranhos nasceu em 2016 com o apoio da Junta de Freguesia de Paranhos e a vontade de um “paranhense”, tocador do instrumento. Formou-se de imediato a “Escola de Cavaquinho” e iniciaram-se as primeiras inscrições de alunos iniciantes, e outros oriundos de outros locais de ensino do instrumento. Em Janeiro de 2017, já estava formada a 1ª turma de 12 elementos.

Ao fim de 6 meses o Grupo de Cavaquinhos de Paranhos atuou em público pela primeira vez, com músicas do reportório tradicional português.

O Grupo tem por missão, trabalhar para a divulgação do património musical tradicional, do nome da Freguesia, e da promoção do cavaquinho.

Grupo de Cavaquinhos d'Alcântara do Porto

Grupo de Cavaquinhos d’Alcântara do Porto

Grupo de Cavaquinhos de Paranhos

Grupo de Cavaquinhos de Paranhos

Grupo de Cavaquinhos do Porto

Grupo de Cavaquinhos do Porto

Os Cavaquinhos do Marquês (Porto)

Os Cavaquinhos do Marquês (Porto)

Tuna Universitária do Porto
Tunas do Porto

História, grupos e atividade tunística na cidade

  • TFFAUP – Tuna Feminina da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto
  • ARTuna
  • Associação Antigos Orfeonistas da Universidade do Porto
  • Atituna – Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Cancioneiro Universitário do Campo Alegre, Tuna da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. (C.U.C.A.)
  • Cantuna – Tuna Feminina da Escola Superior de Educação do Porto
  • Cientuna -Tuna Feminina de Ciências do Porto
  • Copotunia – Tuna Académica Instituto Superior Politécnico Portucalense
  • Desatuna – Tuna Feminina da Escola Superior de Artes e Design
  • Desportuna – Tuna Feminina da Faculdade de Desporto UP
  • Dolphituna – Tuna Feminina do Instituto Português de Administração e Marketing – IPAM
  • Lá Lá Pito – Adega Cooperativa Musical Recreativa Cultural, Grupo de Jantares
  • Levadas da Broca – Tuna Feminina da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto
  • Looney TunaTuna Académica da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • Lusíadas
  • Oportuna – Tuna do Instituto Superior de Ciências da Saúde – Norte
  • Real Tuna Académica do Porto – ISLA
  • Sirigaitas – Tuna Feminina da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto
  • TAFEP – Tuna Académica da Faculdade de Economia da Universidade do Porto
  • Tuna Académica da Universidade Fernando Pessoa
  • Tuna Académica da Universidade Lusíada do Porto
  • Tuna Académica da Universidade Portucalense
  • Tuna Académica de Enfermagem do Porto
  • Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto – ISEP
  • Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto
  • Tuna da Universidade Católica Portuguesa – Porto
  • Tuna de Contabilidade do Porto
  • Tuna de Engenharia da Universidade do Porto
  • Tuna de Farmácia do Porto
  • Tuna de Medicina Dentária do Porto
  • Tuna do Distrito Universitário do Porto
  • Tuna Feminina da Escola Superior de Enfermagem S. João – Porto
  • Tuna Feminina da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
  • Tuna Feminina da Universidade Católica do Porto
  • Tuna Feminina da Universidade Fernando Pessoa
  • Tuna Feminina da Universidade Lusíada do Porto
  • Tuna Feminina da Universidade Portucalense
  • Tuna Feminina de Biomédicas – UP
  • Tuna Feminina de Economia do Porto
  • Tuna Feminina de Medicina do Porto
  • Tuna Feminina do ISCAP
  • Tuna Feminina do ISEP
  • Tuna Feminina do Orfeão Universitário do Porto
  • Tuna TS – Tuna de Tecnologias da Saúde do Porto
  • Tuna Universitária do Porto
  • Tuna Veterana do Porto
  • TUNAFE – Tuna Feminina de Engenharia da Universidade do Porto
  • Tunaite – Tuna Feminina da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
  • TUSA – Tuna Academia da ESTGF/IPP
Tuna Universitária do Porto

Tuna Universitária do Porto

Tunas e festivais

Em 1987 e Orfeão Universitário do Porto comemorava o seu 75º aniversário. Do programa de comemorações fizeram parte algumas novidades para a cidade do Porto, como a I Bienal de Canto Coral do Porto e o Iº Festival Internacional de Tunas Universitárias – “Cidade do Porto”, I FITU.

Embora o Porto tivesse uma tradição tunante centenária, o fenómeno das Tunas Universitárias estava nessa altura adormecido, quer na Cidade Invicta, quer no resto do país. Para que a iniciativa tivesse êxito, o OUP apostou em três grandes vertentes, que desde então demarcam o FITU: a qualidade (da sonoplastia, cenografia e tunas participantes), a originalidade e a inovação.

O mais antigo e mais prestigiado Festival de Tunas do país, o FITU, desde sempre apresentado pelos Jograis, jamais parou de crescer sendo hoje realizado em quatro dias de rondas e serenatas pelas salas de espetáculo, estabelecimentos de ensino, bares e ruas do Porto. A parte competitiva consiste na atuação das tunas durante dois dias, geralmente na sexta e sábado da primeira semana de novembro, para um público fiel que esgota a bilheteira do Coliseu do Porto.

Graças ao sucesso crescente da Tuna Universitária do Porto e do FITU, muitas outras tunas e festivais apareceram em Portugal. Por isso, o OUP assume e orgulha-se de ter sido o grande impulsionador da explosão das tunas universitárias e respetivos festivais.

O FITU é também um privilegiado ponto de encontro de estudantes universitários de diferentes universidades, países e culturas. Ao longo das suas edições contou com tunas de Portugal, Espanha, México, Porto Rico, Perú, Colômbia e Holanda. Este encontro proporciona um grande intercâmbio cultural, traduzido, de entre outras formas, pela divulgação de diferentes formas de abordar a música popular.

Para que momentos musicais, de reconhecida qualidade, não se percam, o Orfeão Universitário do Porto lançou o primeiro trabalho discográfico de tunas gravado ao vivo em Portugal. Este CD, de nome “VII FITU Festival Internacional de Tunas Universitárias – Cidade do Porto “, é como o próprio nome indica uma recolha dos melhores temas interpretados pelas diversas tunas na sétima edição do Festival.

A nona edição do FITU integrou o “I Conclave Tunae” que reuniu, no auditório da Universidade do Porto, representantes de 60 tunas que debateram este novo fenómeno cultural. Os dez anos do festival foram comemorados com a edição do álbum “FITU, uma década, uma história”, onde se inclui o melhor que se ouviu no FITU.

Em 2001 comemorou-se o 15ª aniversário, e pela primeira vez o festival foi transmitido pela RTP Internacional. Em 2002 o festival inseriu-se nas comemorações do 90º aniversário do Orfeão Universitário do Porto, apresentando novamente à cidade as melhores tunas do Mundo.

Em 2016 comemorou-se a trigésima edição do FITU.

Festival Internacional de Tunas da Universidade Portucalense

Em 2016 decorreu o XX Festival Internacional de Tunas da Universidade Portucalense, a 11 e 12 de março, com sete tunas a concurso e as atuações das Tunas Académica, Feminina e Veterana da UPT e da Tuna Universitária do Porto.

Fontes: www.portugaltunas.com, redes sociais e pesquisa em motores de busca

Curso de Música Silva Monteiro
Escolas de Música do Porto

Estabelecimentos do ensino especializado de música no Concelho. Em geral, as bandas filarmónicas também possuem a sua escola de música: veja ao fundo informação sobre as bandas de música do Concelho.

A Pauta – Associação Academia de Música de Método Suzuki AMMS

Rua de Fez, 1253
4150-333 Porto
Sítio: www.a-pauta.com

Academia Broadway

Rua Antero de Quental, 216
4050-052 Porto
Tlm. (+00 351) 933 070 446
Sítio: www.academiabroadway.com
Correio eletrónico: geral@academiabroadway.com

Academia Contemporânea do Espetáculo

Palácio do Bolhão
Escola Profissional de Artes do Espetáculo
Pr. Coronel Pacheco, 1
4050-453 PORTO
Tel. (+00 351) 222 089 007
Sítio: www.ace.tb.com
Correio eletrónico: escola@ace-tb.com

Academia Coral do Porto

Tel. (+00 351) 222 073 250
Sítio: www.ct-musica-porto.com

Academia de Música de Costa Cabral

Rua de Costa Cabral, 887
4200-225 PORTO
Tel. (+00 351) 225 500 901 / 225 088 723
Sítio: www.costacabral.com
Correio eletrónico: academia@costacabral.com
Correio eletrónico: secretaria@costacabral.com

Academia de Música de Música de Método Suzuki A Pauta

Rua de Fez, 1243/1253
4150-724 PORTO
Tlm. (+00 351) 917 383 931
Sítio: www.a-pauta.com
Correio eletrónico: geral@a-pauta.com

Academia Valentim de Carvalho

Av. da Boavista, 1142
4100-113 Porto
Sítio: www.valentim.pt

ACTION Performing Arts Center

Rua de Costa Cabral, 290
4200-208 Porto
Tlm. (+00 351) 915 437 508

Arpeggio Escola de Música

Rua Alves Redol, 364
4050-042 Porto
Tlm. (+00 351) 961 899 447
Correio eletrónico: arpeggioescolademusica@gmail.com

Centro de Cultura Católica

(Curso de Música Litúrgica)
Rua D. Manuel II, 286
4050-344 Porto
Sítio: ccc.diocese-porto.pt
Tel. (+00 351) 226 094 639
Correio eletrónico: ccc@diocese-porto.pt

Centro de Cultura Católica, Porto

Centro de Cultura Católica, Porto

Centro de Estudos Musicais do Porto

Rua de Vale Formoso, 637
4200-514 PORTO
Tel. (+00 351) 228 306 065
Correio eletrónico: cemp_musica@hotmail.com

Conservatório de Música do Porto

Praça Pedro Nunes
4050-466 Porto
Tel. (+00 351) 222 073 250
Sítio: www.conservatoriodemusicadoporto.pt
Correio eletrónico: secretaria@conservatoriodemusicadoporto.pt

CONVOCA – Conservatório de Voz, Comunicação e Artes Performativas do Porto

R. de Dom João IV, 667 R/C
4000-303 Porto
Tel. (+00 351) 224 949 357
Sítio: conservatoriovocare.pt

Corda Afinada

R. Formosa, 4000
4000-011 Porto
Tlm. (+00 351) 936 408 579

Curso de Música Silva Monteiro

Rua Guerra Junqueiro, 455-473
4150-389 PORTO
Tel. (+00 351) 226 002 150 / 226 097 403
Sítio: www.cmsilvamonteiro.com

Curso de Música Silva Monteiro

Curso de Música Silva Monteiro

EMARA – escola de música

Rua António Cândido, 215
4200-077 Porto
Sítio: emara.pt

Escola das Artes

Universidade Católica Portuguesa
Centro Regional do Porto
Rua Diogo Botelho, 1327
4169-005 PORTO
Tel. (+00 351) 226 196 200
Sítio: artes.ucp.pt

Escola das Artes Musicais Portuguesas

Av. Vímara Peres, 49
4000-545 Porto
Tel. (+00 351) 222 010 033
Tlm. (+00 351) 938 278 213
Sítio: casadaguitarra.pt
Correio eletrónico: geral@casadaguitarra.pt

A Escola das Artes Musicais Portuguesas (EAMP), da Casa da Guitarra, é um um centro educativo especializado no ensino da música tradicional portuguesa. Tem como objetivo dar resposta a uma procura crescente, por pessoas de todas as idades, no âmbito da formação estruturada e informada da música tradicional portuguesa nas suas múltiplas vertentes. A oferta educativa da escola procura abranger todo o universo dos cordofones portugueses e incluir instrumentos de outras famílias como os idiofones e os aerofones tradicionais.

Escola de Jazz do Porto

Av. de Fernão de Magalhães 37
4300-169 Porto
Tlm. (+00 351) 917 930 802

Escola de Música da Foz

Rua do Marechal Saldanha, 145-1º
4150-655 Porto

Escola de Música da Paróquia do Bonfim

Rua do Bonfim, 72
4300-141 Porto
Sítio: www.escolamusicaparoquiabonfim.wordpress.com

Escola de Música do Marquês

Praça do Marquês de Pombal, 132
4200-193 Porto
Tel. (+00 351) 225 024 778

Escola de Música Guilhermina Suggia

Fundação Musical dos Amigos das Crianças

Rua de Dom Manuel II, 226
4050-343 – PORTO
Tel. (+00 351) 226 091 414
Sítio: www.emgs.pt
Correio eletrónico: secretariasuggia@fmacmusica.com
Correio eletrónico: pedagogicasuggia@fmacmusica.com

Escola de Música Santa Cecília

Rua da Igreja da Areosa, 91
4200-323 Porto
Tel. (+00 351) 225 488 003
Sítio: www.musicasantacecilia.net
Correio eletrónico: escola@musicasantacecilia.net

Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto

Rua da Alegria, 503
4000-045 Porto Portugal
Tel. (+00 351) 225 193 760
Sítio: www.esmae-ipp.pt
Correio eletrónico: esmae@esmae.ipp.pt

Espaço Ritmus

R. Cel. Almeida Valente 490
4200-031 Porto
Tel. (+00 351) 932 237 944

Estúdio de Música Rui Massena

R. Oliveira Martins, 28
4200-427 Porto
Tlm. (+00 351) 936 994 070

Flow – Escola de Música

Rua Barão Forrester, 811, Loja 01
4450-253 Porto

Global Dança – Escola de Dança, Música e Teatro

R. Manuel Pinto de Azevedo, 65 J
4100-321 Porto
Tlm. (+00 351) 913 086 434

Imperial Oporto Music School

R. de Antero de Quental, 216
4050-052 Porto
Tlm. (+00 351) 933 070 446

Instituto Orff do Porto

Rua Silva Porto, 217
Tel. (+00351) 228 303 929
Correio eletrónico: info@orffporto.org
Correio eletrónico: secretaria@orffporto.org

Instituto Musical Portuense

Rua António J. Silva, 107
4200-082 PORTO
Tel. (+00 351) 225 022 522

PG Guitar Studio

R. Afonso Lopes Vieira, 186
4100-020 Porto
Tlm. (+00 351) 919 127 019

JAHAS – RockSchool Porto

R. de João de Deus, 339
4100-461 Porto
Tel. (+00 351) 226 095 815

Jazz ao Norte Lda.

Rua General Norton de Matos, 448
4050-424 Porto
Tlm. (+00 351) 962 502 626
Tel. (+00 351) 228 316 206

Pallco – Conservatório de Dança e Música

Tv. da Prelada, 516
4250–380 – Porto
Tlm. (+00 351) 965 066 860
Tel. (+00 351) 226 062 057
Correio eletrónico: info@pallco.pt

Piano Studio

Av. do Bessa 155
4100-012 Porto
Tlm. (+00 351) 910 130 072

TECLARTE – Academia de Música

Rua do Campo Alegre, 1577
4150-182 Porto
Tel. (+00 351) 918 142 371

Valentim de Carvalho

Av. da Boavista, 1142
4100-113 Porto
Tel. (+00 351) 226 097 782

Banda Sinfónica Portuguesa
Filarmónicas do Porto

Bandas de música, história e atividades no Concelho

  • Banda do Exército – Destacamento do Porto
  • Banda Marcial da Foz do Douro
  • Banda Sinfónica Portuguesa
Banda do Exército – Destacamento do Porto

A Banda do Exército – Destacamento do Porto foi criada como consequência das várias transformações e reestruturações levadas a cabo na estrutura do Exército Português, desde o início do séc. XIX até aos dias de hoje. Dentro da estrutura militar tem por missão assegurar, no respetivo âmbito de atuação, as normas de protocolo relativas às cerimónias e atos militares e participar em atividades culturais e recreativas da responsabilidade do Exército. O elevado nível artístico tornou-a reconhecida não só na região, mas também em outros locais do país onde se tem apresentado.

Em parceria com a Banda Sinfónica Portuguesa colaborou na realização dos Cursos Nacionais de Direcção de Banda (2007, 2008, 2010, 2012) com os prestigiados maestros Jan Cober (Holanda), Douglas Bostock (Inglaterra), Eugene Corporon (EUA) e José Rafael Pascual Vilaplana (Espanha).

Passaram pela Banda os mais ilustres maestros de bandas militares e, desde 2012, é dirigida pelo Capitão Chefe de Banda de Música Alexandre Lopes Coelho.

BEDP

Banda do Exército – Destacamento do Porto

Banda do Exército – Destacamento do Porto

Banda Marcial da Foz do Douro – Filarmónica do Porto

A Banda Marcial da Foz do Douro – Filarmónica do Porto, atualmente Associação de Arte e Beneficência, foi fundada em 1883 pelo Abade José Moura e Joaquim António dos Santos. Apresentou-se em festas, romarias e outros eventos de Norte a Sul do país e em Espanha. Atuou em todos os coretos da cidade. Fez várias gravações em cassete e CD. Participou no 1º Concurso Nacional de Bandas Civis (1960) e foi galardoada com a Medalha Reconhecimento – Ouro (1983) pela Associação Humanitária Bombeiros Voluntários Portuenses e com a Medalha de Mérito –¬ Grau Prata (1989) pela Câmara Municipal do Porto.

Em 1995, participou em programas televisivos da RTP como: À Volta do Coreto, concurso a nível nacional, onde se classificou em 3º lugar; Praça da Alegria; Cantares de Amigo; e Filarmónicas nos Coretos dos Jardins Públicos. Colaborou no ensino musical nas escolas primárias da sua freguesia e participou em desfiles de bandas filarmónicas em várias cidades portuguesas. Organizou os Encontros de Bandas Filarmónicas – Cidade do Porto, por onde passaram dezenas de filarmónicas.

Banda Marcial da Foz do Douro – Filarmónica do Porto

Banda Marcial da Foz do Douro – Filarmónica do Porto

A Banda Marcial da Foz do Douro possui uma Escola de Música, que lhe permite manter o seu nível artístico. Tem dedicado a sua existência ao ensino gratuito e à divulgação da arte musical. Tem no ativo cerca de 50 executantes, com a direção artística de Jorge Macedo desde 2012.

Banda Sinfónica Portuguesa

Com sede na cidade do Porto, a Banda Sinfónica Portuguesa teve o seu concerto de apresentação a 1 de janeiro de 2005 no Rivoli, Teatro Municipal do Porto, onde gravou o primeiro CD. Recebeu importante apoio por parte da Culturporto, da Portolazer e da Ágora na divulgação e expansão do seu projeto nesta cidade.

A partir de 2007, a BSP foi convidada pela Fundação Casa da Música a apresentar-se regularmente na Sala Guilhermina Suggia, onde tem vindo a interpretar regularmente um conjunto de obras originais de compositores portugueses e estrangeiros, sendo responsável pela execução em primeira audição de mais de meia centena de obras, resultante ainda do seu concurso de composição e de encomendas.

Em 2010, lançou o álbum A Portuguesa com obras exclusivamente de compositores portugueses, num concerto realizado no auditório da Faculdade de Engenharia do Porto. Tem vindo a gravar regularmente outros trabalhos, nomeadamente Traveler (2011), Hamlet (2012) Oásis (2013), Grand Concerto pour Orchestre d’Harmonie (2014), Sinfónico com Quinta do Bill (2015), Trilogia Romana (2015), Porto (2016), The Ghost Ship (2017) e Night and Day (2019).

A BSP possibilitou, na maioria dos seus concertos, a apresentação de talentosos solistas nacionais e internacionais, sendo de destacar nomes como Pedro Burmester, Sérgio Carolino, Mário Laginha, Elisabete Matos, Marco Pereira, Jean-Yves Fourmeau, Nuno Pinto, Vicente Alberola, Pierre Dutot, Vincent David, Horácio Ferreira, Rubén Simeó, Vasco Dantas, incluindo vários músicos que integram a formação. Alguns concertos contaram ainda com a participação de vários coros e com grupos como Vozes da Rádio, Quinta do Bill, Quarteto Vintage, European Tuba Trio, entre outros.

Maestros internacionalmente reputados como Jan Cober, José Rafael Vilaplana (maestro principal convidado da BSP), Douglas Bostock, Baldur Brönnimann, Alex Schillings, Marcel van Bree, Rafa Agulló, Dario Sotelo, Henrie Adams, Eugene Corporon e Andrea Loss dirigiram a BSP com enorme sucesso, tendo considerado este projeto como extraordinário e de uma riqueza cultural enorme para Portugal.

BSP

Banda Sinfónica Portuguesa

Banda Sinfónica Portuguesa

A BSP tem vindo a receber até ao momento as melhores críticas, não só do público em geral, como também de prestigiados músicos nacionais e estrangeiros. Maestros portugueses como Pedro Neves, Fernando Marinho, Alberto Roque, José Eduardo Gomes, Hélder Tavares, Luís Carvalho, André Granjo, entre outros, dirigiram também a orquestra.

Destaca-se a realização de concertos nas principais salas de espetáculo de norte a sul do país, em igrejas, no Santuário de Fátima, em Espanha – Teatro Monumental de Madrid (RTVE) e nas cidades de Pontevedra, Corunha, Ávila, Llíria, Lleganés e participações nos Certames Internacionais de Boqueixón e Vila de Cruces (Espanha).

A BSP obteve em 2008 o 1.º prémio no II Concurso Internacional de Bandas de La Sénia na Catalunha (Espanha) na 1.ª secção e igualmente o 1.º prémio na categoria superior (Concert Division) do 60.º aniversário do World Music Contest em Kerkrade na Holanda em Outubro de 2011, com a mais alta classificação alguma vez atribuída em todas as edições deste concurso que é considerado o “campeonato do mundo de bandas”.

Em 2014, a BSP realizou a sua primeira tournée intercontinental pela China, realizando 5 concertos nas cidades de Hangzhou, Jiangyin, Shaoxing, Ningbo e Jiaxing. Participou em 2017 na qualidade de orquestra de referência no panorama internacional, no 18.º Festival do World Music Contest em Kerkrade e na 17.ª Conferência Mundial da World Association for Symphonic Bands and Ensembles em Utrecht. Realizou em Novembro de 2019 uma digressão às Canárias, actuando em Tenerife e na Gran Canaria.

Outros objetivos passam pela iniciativa pedagógica de levar a cabo classes de aperfeiçoamento de instrumento com professores de reconhecido mérito artístico, bem como Cursos de Direcção (contando já com 25 edições) orientados pelos prestigiados maestros Marcel van Bree, Jan Cober (Holanda) Douglas Bostock (Inglaterra), José Rafael Vilaplana (Espanha), Eugene Corporon (E.U.A.) e Baldur Brönnimann (Suíça).

Em 2017, deu início ao festival BSP Júnior que se realiza anualmente no Verão e que reúne centenas de jovens promissores instrumentistas.

A Banda Sinfónica Portuguesa é uma Associação cultural, sem fins lucrativos, apoiada pela Direcção Geral das Artes. A direção artística está a cargo do maestro Francisco Ferreira.

Casa da Música
Arquivos do Porto

Espólios, acervos, coleções e arquivos musicais da Cidade

Arquivo Distrital do Porto

Localizado na Rua das Taipas, 90, 4050-598 Porto, o Arquivo Distrital do Porto “guarda uma coleção de 35 fragmentos de livros de coro anteriores a 1500 (antifonários, graduais, breviários), na sua maioria capas retiradas dos livros paroquiais dos sécs. XVI a XIX, 13 dos quais estão catalogados e estudados (BN 2001). A coleção não está tratada do ponto de vista musicológico (não existe qualquer estudo sobre a totalidade do espólio), encontrando-se a maior parte dos fragmentos em avançado estado de degradação.” (EMPXX)

Biblioteca Pública Municipal do Porto

A BPMP está localizada na Rua D. João IV ao Jardim de São Lázaro, 4049-017, Porto. Existe nesta biblioteca um catálogo do fundo musical, não abrangente, que refere por ordem aleatória, 80 manuscritos, em volumes ou cadernos, dos quais 67 contêm música sacra (teoria, cantochão, polifonia clássica e concertante).” (EMPXX)

Casa da Música

Espólio de Luiz Costa

Luiz António Ferreira da Costa deixou quase 180 composições, grande parte das quais ainda inéditas. Mesmo das 24 obras com número de opus (que devem ser vistas como obras de maior relevância para o compositor), um terço nunca foi editado. As partituras da sua única Sonata para piano, das duas Sonatas para Violino e Piano e do Quinteto com piano, entre outras, aguardam ainda a publicação.

A inventariação e catalogação das obras de um compositor é um contributo da História da receção, uma área importante dentro da disciplina de Musicologia. No caso concreto das obras de Luiz Costa, é de salientar o facto de muitas delas fazerem parte do repertório dos músicos já há mais de meio século, uma prova da estima de que gozam. Além disso, durante décadas, muitas composições de Luiz Costa fizeram parte do programa dos cursos de piano no Conservatório Nacional e no Conservatório de Música do Porto. Algumas obras, no entanto, cujos manuscritos estão incluídos no presente catálogo, só foram descobertas durante este trabalho.

Casa da Música

Casa da Música

João-Heitor Rigaud, num artigo escrito originalmente para uma mesa redonda no âmbito dos Cursos de Música Luiz Costa de 2008, afirma que, sob aspetos formais, nas composições de Luiz Costa, “cada peça acaba por resultar da anterior e conter o ponto de partida para a seguinte¹. Como, porém, a ordem utilizada neste catálogo não comunica a cronologia da obra na sua totalidade, foi inserida, a seguir à Introdução, uma tabela cronológica, com todas as composições datadas na coluna esquerda e com eventos relevantes na vida de Luiz Costa na coluna direita. Na tabela, as composições que foram modificadas várias vezes ao longo dos anos aparecem apenas sob a primeira data conhecida. Para se informar sobre todas as modificações de uma obra, deve, portanto, consultar-se o próprio catálogo. Nalguns casos, é extremamente interessante comparar as diferentes versões. Um caso especial neste sentido será o das Telas Campesinas, op. 6: as quatro peças foram compostas e recompostas ao longo de três décadas até atingirem última versão.

O conhecimento das ponderações e hesitações de um artista é importante para poder apreciar o seu labor e, até certo ponto, a sua natureza. As qualidades principais deste mestre foram descritas com palavras simples e belas pelo musicólogo Mário Simões Dias, provavelmente a propósito da morte do compositor: “a honestidade, a seriedade de expressão, o encanto discreto e subtil duma fina sensibilidade, distribuíram-se igualmente pela sua obra e pela sua pessoa”².

A seriedade e o respeito de Luiz Costa em relação à Música fizeram com que se mantivesse em busca permanente da solução mais equilibrada relativamente aos aspetos formais (harmonia, ritmo, melodia e proporções das partes) de cada composição. A modéstia e a honestidade do seu carácter deverão ser responsáveis também pelo facto de ter composto a primeira obra de música de câmara (o Quarteto de cordas op. 5) apenas com 42 anos de idade.

Esta coerência entre o artista e o homem é um dos pontos a conceder uma importância particular à sua obra musical dentro da história da música portuguesa. Outros pontos são, sem dúvida, os seus contributos para o género de peça de carácter (ou peça lírica) e para a corrente estética do neoclassicismo que naquela altura se disseminava pela música erudita “ocidental”. Com a sua atmosfera e as ideias temáticas inconfundivelmente portuguesas, a obra de Luiz Costa é uma pedra preciosa no mosaico da música europeia do seu tempo.

O primeiro objetivo da catalogação dos manuscritos do mestre portuense é, portanto, dar a conhecer o conteúdo completo do seu espólio musical, com o fim de facilitar a descoberta de mais obras valiosas suas para serem editadas. Em certos casos, o catálogo serve para tirar dúvidas relativas às versões definitivas das respetivas composições. Do Quinteto com piano, op. 12, por exemplo, nos vários concertos em que já foi tocado utilizou-se sempre uma versão que mais tarde sofreu ainda modificações significativas pelo compositor.

A fim de poder fornecer informações como esta, foi preciso analisar todos os manuscritos, isto é, todas as “versões” de cada composição nos vários estádios percorridos até à versão definitiva, e listá-los cronologicamente. Como alguns · manuscritos se encontram perdidos ou incompletos, este trabalho não foi possível em todos os casos, mas sim na sua maioria. Revelando deste modo a génese de cada obra, o catálogo servirá também como base para futuras investigações, o seu segundo objetivo. Recentes estudos sobre o compositor mostram o interesse existente pela sua obra (v. anexo “Bibliografia”).

O terceiro objetivo deste catálogo é o de poder servir de modelo para trabalhos semelhantes: o levantamento e a catalogação de um espólio musical que abrange todos os manuscritos, desde os primeiros esboços até às versões finais das composições, incluindo exercícios, arranjos e projetos abandonados.

A descrição dos manuscritos segundo as categorias desenvolvidas no âmbito do trabalho e a atribuição de uma cota a cada um deles facilitam a sua identificação no espólio arquivado. O espólio encontra-se no Porto, na casa particular da violoncelista Madalena Sá e Costa, filha do compositor.

¹ João-Heitor Rigaud, “Luiz Costa: um mestre compositor musical”, em: glosas, n.º1, Maio de 2010, p.60

² Citação de Hernâni Monteiro, Luís Costa. Em: Arte Musical, III Série N.º 10, Abril 1960, p. 296

Espólio do Orpheon Portuense

O Orpheon Portuense foi fundado em 1881 pelo violinista, compositor, maestro, musicologo e pedagogo Bernardo Moreira de Sá, tendo desempenhado um importante papel na dinamização musical da cidade do Porto desde a sua formação até finais do século XX. Para além de promover a atividade musical a nível amador dos seus sócios, quer no âmbito da música coral quer ao nível da música de câmara, o Orpheon Portuense destacou-se na organização de concertos transformando-se rapidamente na mais importante instituição promotora de concertos na cidade, atividade que manteve ao longo de todo o século XX. A carreira internacional de grandes artistas nacionais como Guilhermina Suggia teve o seu impulso inicial no âmbito dos concertos do Orpheon.

Grandes solistas, orquestras e maestros internacionais apresentaram-se pela primeira vez em Portugal por iniciativa do Orpheon, o qual teve um papel determinante para a divulgação de novos repertórios em Portugal, na animação cultural de diversos espaços na cidade do Porto e distritos limítrofes, bem como na encomenda de novas obras a compositores portugueses, na formação de públicos, e no estímulo da excelência musical aos mais diversos níveis.

Quando o Orpheon Portuense foi extinto enquanto sociedade por quotas (a mais antiga Sociedade de Concertos da Península Ibérica) deixou um espólio documental (com mais de 3.000 documentos) que testemunha toda a sua atividade. O espólio foi doado à Fundação Casa da Música e encontra-se na sua Mediateca, após ter sido alvo de uma inventariação. Este espólio representa um património inestimável para a caracterização da vida musical portuense desde os finais do século XIX. A sua parte mais significativa é constituída por partituras, programas de sala, recortes de imprensa, fotografias de artistas, muitas das quais autografadas, diplomas, documentação administrativa, recortes de imprensa e materiais publicitários. A Fundação Casa da Música disponibiliza ainda o espólio documental do Orpheon Portuense para consulta a estudantes universitários, investigadores e estudiosos no domínio da História da Música e da Cidade do Porto.

Conservatório de Música do Porto

O Conservatório de Música do Porto “possui um acervo com mais de 7000 partituras (das quais 300 são manuscritos, 49 são obras de compositores portugueses, 200 são partituras de ópera), 100 libretos, 5000 livros e vários documentos musicais em arquivo. Possui cerca de 300 discos (40 de 78 rpm) e 275 CD. Dos seus espólios destacam-se as doações de Guilhermina Suggia, Bernardo Moreira de Sá, Cláudio Carneiro, Óscar da Silva, Berta Alves de Sousa, constituídos por vários tipos de documentos (correspondência, partituras originais, programas de concertos, diplomas, medalhas, fotografias).” (EMPXX)

Escola das Artes

Sala Maestro Manuel Ivo Cruz

O Maestro Manuel Ivo Cruz fez a doação do seu espólio musical à Universidade Católica Portuguesa. Ao longo dos 50 anos de carreira como chefe de Orquestra, o Maestro Manuel Ivo Cruz, dirigiu a maior parte das obras que se inscrevem no reportório da música sinfónica. É porventura o Maestro português que mais ópera dirigiu, quer em quantidade mas principalmente em diversidade. Também dirigiu em 1ª audição absoluta ou 1ª audição moderna em Portugal, obras de compositores como António Victorino d’Almeida, Cláudio Carneyro, João Domingos Bomtempo, ou João Pedro Oliveira.

A par da sua longa atividade artística, o maestro Manuel Ivo Cruz cultivou uma bibliofilia intensa que lhe permitiu reunir o importante acervo documental subjacente ao protocolo estabelecido entre o maestro e o Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa. O destaque do espólio vai para as fontes relevantes do Património Musical Português dos finais do século XIX e primeira metade do Século XX, entre as quais se encontram a obra integral do compositor Ivo Cruz, ou ainda peças de Miguel Ângelo Pereira, Ciríaco de Cardoso ou João Arroyo entre outros.

No entanto, o espólio contém inúmeros itens, tais como partituras de orquestra, óperas, música de câmara portuguesa, muitas delas dirigidas em primeira audição pelo próprio maestro. O acervo é ainda enriquecido por vários libretos dos séculos XVIII e XIX, gravuras, discos, coleções de postais e selos, programas de concerto ou ainda inúmeros livros de referência.

A Universidade Católica Portuguesa, através da linha de ação de Estudos Musicais, do Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR),comprometeu-se a proceder à acomodação, tratamento e divulgação do espólio doado, utilizando-o para enriquecer o projeto científico e artístico da Universidade, sendo-lhe atribuído uma sala (Sala Maestro Manuel Ivo Cruz) e disponibilizar o espólio a quem demonstre interesse em conhecê-lo, estudá-lo e interpretá-lo.

Em 25 de maio de 2021, a Biblioteca da Universidade Católica Portuguesa no Porto convidou para a reabertura da nova Sala Maestro Manuel Ivo Cruz. Um espaço que reúne uma biblioteca especializada em música portuguesa: partituras, libretos, programas, gravuras, cartazes, discos, postais, selos e iconografia colecionadas pelo maestro, com Dia de Portas Abertas a 4 de junho.

Seminário Maior do Porto

Situado no Largo D. Pedro Vitorino, 2, 4050-468 Porto, o Arquivo do Seminário Maior do Porto “guarda uma coleção de 22 livros de coro e cantochão dos sécs. XVII e XVIII, provenientes de mosteiros agostinianos, beneditinos e carmelitas da região, entregues ao seminário em 1890 pela direção da Biblioteca Pública Municipal do Porto.” (EMPXX)