Banda Musical de Gouviães, Tarouca

Filarmónicas de Tarouca

Bandas de Música, História e Atividades no Concelho

  • Associação Filarmónica de Tarouca
  • Banda Musical de Gouviães
Associação Filarmónica de Tarouca

A Banda de Tarouca terá sido fundada por volta de 1830, com origem em bandas militares que, um pouco por todo o País, começaram a despontar no início do século XIX. As deslocações eram feitas a pé chegando os seus elementos a passar vários dias sem vir a casa. Em finais dos anos 1920, foi interrompida a sua atividade.

Em 1933, Manuel Oliveira (Manecas), músico na Banda do Regimento de Infantaria em Lamego, procedeu à reativação da banda com o nome de Banda 1º de Janeiro. Nesta formação merece destaque o Sr. Abraão que, após passagem por várias bandas na região das Caldas da Rainha, integrou a Banda de Tarouca onde se revelou um exímio executante e compositor.

Em 1957 foi novamente interrompida a sua atividade mas não demorou dois anos até que Manuel Ferreira de novo pegasse num grupo de jovens e reiniciasse a ação musical naquela que até 1962 ficou conhecida na região como a “Banda da Rapaziada”.

Após 11 anos de interregno foi Nelson Santos, ex-músico da Banda que, em 1973, auxiliado por músicos da terra, deu novamente vida à Banda, que conseguiu uma sede e a sua legalização com a atual designação em 1983. Em 1987 foi criada uma escola de música, onde atualmente perto de duas dezenas de jovens fazem a sua iniciação musical ou trabalham o aperfeiçoamento. A Banda é constituída por 48 executantes amadores.

AFT

Associação Filarmónica de Tarouca

Associação Filarmónica de Tarouca

Banda Musical de Gouviães

A Banda Musical de Gouviães fundada em 1877 por Manuel Ferreira, seu grande mentor e primeiro maestro, assessorado pelos irmãos Artur e António Pestana Mendonça. Produziu instrumentistas que, deslocados para os grandes centros culturais nacionais e estrangeiros, vieram a integrar os  famosos grupos musicais, bandas e orquestras sinfónicas em posições de destaque, solistas, diretores de Orquestra, compositores e professores de conservatórios e de academias, com destaque para os irmãos Pestana.

Ao fundar a Banda, Manuel Ferreira preparou os jovens locais e de povoações vizinhas para lhes dar condições técnico-artísticas. Dirigiu a Banda durante muitos anos.

A Banda participa em festas civis, religiosas, encontros e concursos de bandas por todo o País, tendo, em 1972, conseguido um 3º lugar, num concurso de bandas em Viseu. Em 2002 teve a sua estreia internacional no Luxemburgo, a convite de “Os Lusitanos” do Luxemburgo.
Em 2007 lançou o 1º CD, com um concerto no Auditório Municipal “Adácio Pestana”, e festejou o seu 130º aniversário, organizando o primeiro encontro de Bandas Filarmónicas em Gouviães. Em 2009, organizou o I Festival de Música Prof. Adácio Pestana. Nesse ano, após ter ficado em 1º Lugar nas eliminatórias regional, e zona Centro, venceu na Figueira da Foz, o Concurso Nacional de Música, organizado pelo INATEL.

Em 2018 gravou o segundo CD, intitulado Lusitanidades, que teve a sua apresentação no dia 04 de novembro no Auditório Municipal “Adácio Pestana” .

A Manuel Ferreira sucederam, primeiro, o seu filho Dimas Ferreira da Silva, e depois António Pestana Mendonça, José Santana, Manuel Ferreira Júnior, Ângelo Pestana, Américo Ferreira, Adácio Pestana, Manuel Pinto Juvandes, Armindo Ferreira, Benjamim Brás, Manuel Teixeira, José Ribeiro, José Manuel Cunha.

Desde 1998 é dirigida por Ricardo Fonseca.

BMG

Banda Musical de Gouviães, Tarouca

Associação da Banda Musical de Gouviães, Tarouca