Sociedade Velha Filarmónica Riachense
Filarmónicas de Torres Novas

Bandas de Música, história e atividades no Concelho

  • Banda Operária Torrejana
  • Centro Recreativo e Musical do Outeiro Grande
  • Sociedade Instrutiva, Recreativa e Musical Argense
  • Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense
  • Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense
  • Sociedade Filarmónica União Matense
  • Sociedade Filarmónica União Pedroguense
  • Sociedade Musical União Trabalho
  • Sociedade Velha Filarmónica Riachense
Banda Operária Torrejana

A data exata da fundação da Banda Operária Torrejana não é conhecida, sabendo-se que a 1 de outubro de 1821 já havia a “Música da Vila”. Em 2 de junho de 1846, pela insurreição da Maria da Fonte, a Banda Torrejana, à frente do batalhão popular, deu entrada em Santarém. No entanto os Estatutos da Filarmónica Torrejana são datados de 8 de abril de 1873. Em documentos disponíveis sabe-se que a Banda esteve integrada na Fábrica da Companhia Nacional de Fiação e Tecidos de Torres Novas, referindo-se a 1885 como ano da sua fundação.

BOT

Banda Operária Torrejana

Banda Operária Torrejana

Centro Recreativo e Musical do Outeiro Grande

A origem de banda do Centro Recreativo e Musical do Outeiro Grande (C.R.M.O.G) remonta a 1864. Foram seus fundadores José Rodrigues Sentieiro, Veríssimo Carvalho Pais, Manuel “gaiteiro”. Após deslocação à localidade vizinha de Carrascos, atualmente Vila do Paço, para aprendem música na banda da localidade, fundaram a banda do Outeiro Grande.

CRMOG

Centro Recreativo e Musical do Outeiro Grande

Centro Recreativo e Musical do Outeiro Grande

Sociedade Instrutiva, Recreativa e Musical Argense

A Sociedade Instrutiva, Recreativa e Musical Argense é uma organização sem fins lucrativos com sede em Árgea, Torres Novas. Fundada a 10 de Maio de 1875 e com quase 140 anos de história, a Sociedade organiza diversos eventos que vão desde a música ao convívio. Almoços, jantares, caminhadas, bailes, passagens de ano, magustos, entre muitos outros fazem parte dos eventos realizados pela organização.

SIRMA

Sociedade Instrutiva, Recreativa e Musical Argense

Sociedade Instrutiva, Recreativa e Musical Argense

Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense

A Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense, com sede na Rua Professor Matos Branco, nº 52, em Meia Via, Torres Novas, foi fundada em 19 de março de 1896 e, reconhecida como instituição de Utilidade Pública em 1993.

Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense

Sociedade Filarmónica Euterpe Meiaviense

Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense

Segundo a pedra mármore existente na frontaria da coletividade, a Sociedade Filarmónica Lealdade União Ribeirense foi fundada em 12 de agosto de 1900. Interrompeu posteriormente e reativou a sua atividade regular em 2009 com escola de música e banda.

Sociedade Filarmónica União Matense

A Banda da Sociedade Filarmónica União Matense, fundada em 1870, foi a génese da coletividade. Embora tenha atividades paralelas na área da Cultura, Recreio e Desporto, a Banda continua a ser a sua principal atividade.
Contou desde sempre com um conjunto de músicos e maestros de valor de que é expoente máximo o Maestro Domingos Fernandes Gomes.

Sociedade Filarmónica União Pedroguense

A Banda da Sociedade Filarmónica União Pedroguense pertence o concelho de Torres Novas, na freguesia de Pedrógão. A maioria da população desta aldeia exerce a sua atividade na indústria e na agricultura. Esta freguesia situa-se a 7 km da sede de concelho, e a 40 km da sede de distrito (Santarém).

SFUP

Sociedade Filarmónica União Pedroguense

Sociedade Filarmónica União Pedroguense

Sociedade Musical União Trabalho

A Sociedade Musical União e Trabalho, de Lapas, é a mais jovem banda do concelho de Torres Novas tendo sido fundada a 18 de outubro de 1920. Dedicando-se maioritariamente à formação de músicos para a banda de música local, inicialmente também apoiou ranchos, grupos de teatro e outras manifestações tradicionais que enriqueceram a cultura desta pacata freguesia do Almonda.

Sociedade Velha Filarmónica Riachense

Em 1884, os cerca de 1.000 habitantes de Riachos reuniram-se para realizar um sonho já com alguns anos: a Filarmónica Riachense. Poucos meses após o início da aprendizagem musical, a Filarmónica fez a sua apresentação ao público, com 22 executantes.

SVFR

Sociedade Velha Filarmónica Riachense

Sociedade Velha Filarmónica Riachense