Rancho Caxineiro
Folclore em Vila do Conde

Grupos, tradições, bibliografia, discografia e atividades etnográficas no Concelho

  • Região: Douro Litoral (Douro Litoral Norte)
  • Distrito: Porto
  • Concelho: Vila do Conde

17 grupos

  • Associação Cultural do Rancho Folclórico S. Martinho de Guilhabreu
  • Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas
  • Grupo Folclórico dos Pescadores de Vila Chã
  • Grupo Folclórico Pescadores das Caxinas e Poça da Barca
  • Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira da Maia
  • Rancho Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã
  • Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde
  • Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde (Infantil)
  • Rancho do Monte
  • Rancho do Monte (Infantil)
  • Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha
  • Rancho Folclórico da ACRD Vairão
  • Rancho Folclórico da Associação Cultural e Desportiva de Mindelo
  • Rancho Folclórico da Casa do Povo de Retorta
  • Rancho Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo Arvorense
  • Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de S. Pedro de Canidelo
  • Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau
Associação Cultural do Rancho Folclórico S. Martinho de Guilhabreu

Situado no concelho de Vila do Conde e região etnográfica do Douro Litoral, o Rancho Folclórico S. Martinho de Guilhabreu foi fundado em 2000.Mais tarde, passou a designar-se Associação Cultural. Em 1993 formou-se um grupo de jovens para a realização de festas escolares. Este grupo de carácter folclórico, fundou as bases do que viria a ser o Rancho Folclórico de São Martinho de Guilhabreu.

A Associação Cultural do Rancho Folclórico São Martinho de Guilhabreu procedeu a uma intensa pesquisa sobre os trajes típicos da região, passando pelas antigas casas de lavoura da freguesia. Pesquisa idêntica foi realizada para a recolha do repertório musical.

O rancho é constituído por 45 elementos, com idades entre os 6 e os 80 anos, incluindo dançarinos e tocadores. Registam-se danças como o vira de Guilhabreu, o malhão de entrada, o vira rasgado, o malhão das palmas, e o malhão velho, entre outros. Os instrumentos utilizados são o acordeão, a viola baixo, a viola braguesa e o cavaquinho.

Como trajes apresenta: lavradeira rica, de linho, de domingar, de criadas de servir, de vindima de montante, de jornaleiros do campo, de domingueiro. Entre os usos e costumes, destacam-se a desfolhada, a vindima, e trabalhar o linho.

Em representações nacionais, apresentou-se de Norte a Sul do País. É responsável pela realização anual de um festival folclórico de nível nacional.

Grupo de Danças e Cantares de Vilar do Pinheiro

GDCVP

Grupo de Danças e Cantares de Vilar do Pinheiro

Grupo de Danças e Cantares de Vilar do Pinheiro

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

O Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas é uma associação de natureza etnográfica do concelho de Vila do Conde, região do Douro Litoral.

GFDCM

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Tocata

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Tocata

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Grupo Folclórico de Danças e Cantares de Modivas

Grupo Folclórico dos Pescadores das Caxinas e Poça da Barca

O Rancho Caxineiro, como o próprio nome indica, pertence a Caxinas lugar de Vila do Conde e foi fundado em 1955 nas festas de São João – Vila do Conde. Integrou-se na Associação Desportiva, Cultural e Recreativa das Caxinas e Poça da Barca em 1977. Já levou o nome de Caxinas a vários países da Europa (Itália, França, Espanha). Atuou na SIC em 2019. É também designado Grupo Folclórico Pescadores das Caxinas e Poça da Barca.

RC

Rancho Caxineiro

Rancho Caxineiro

Grupo Folclórico dos Pescadores de Vila Chã

O Grupo Folclórico dos Pescadores de Vila Chã, do concelho de Vila do Conde, região do Douro Litoral, é uma associação de natureza etnográfica que conta no seu historial com um disco editado.

Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira da Maia

O Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira foi fundado a 14 de janeiro de 1989, com o objetivo de divulgar o repertório de danças e cantares da região.

GFSSMM

Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira da Maia

Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira da Maia

Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde

Canção da Rendilheira

RPRVC

Rancho da Praça - Rendilheiras de Vila do Conde

Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde

Rancho Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã

Sediado no lugar de Malganhada, travessa do Coijo, na freguesia de Vila Chã, no concelho de Vila do Conde, o Rancho Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã é uma associação de natureza etnográfica constituída a 17 de março de 1988.

RDCMM

Rancho Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã

Rancho Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã

Rancho do Monte

Segundo o jornal Renovação, o Rancho do Monte fez 100 anos em 2018. Os festejos começaram a 1 março, com a exposição “Edições Monte”, na Biblioteca Municipal de Vila do Conde, e terminarim a 15 de novembro, com o lançamento de um livro sobre o centenário.

Rancho do Monte, Vila do Conde

Rancho do Monte, Vila do Conde

No programa do centenário do Rancho do Monte de Vila do Conde o Rancho destacou uma candidatura ao Guinness World Records. Em julho, 700 pessoas encheriam a Avenida João Canavarro, mesmo no centro de Vila do Conde, a dançar a Chula, durante 5 minutos. Carlos Pontes, presidente do Rancho, convidou todos os ranchos e grupos do concelho para o recorde do Guiness.

Em março, além da exposição, foi programada uma caminhada no dia 25 e seguiam-se, a 15 de abril, a apresentação do Livro do Traje e a 5 de maio a sessão solene de aniversário do centenário no Teatro Municipal de Vila do Conde. Em junho, a Marcha de São João seria substituída pela Marcha do Centenário e abria uma nova exposição nos Paços do Concelho sobre a história do Rancho do Monte. Em agosto seria realizado 1.º Festival FolkMonte, a 10, 11 e 12, que contava com todos os ranchos e grupos folclóricos de Vila do Conde. José Coutinhas, o maior letrista do Rancho do Monte, seria homenageado a 16 de setembro.

O Rancho do Monte de Vila do Conde lançaria um CD com 10 músicas, incluindo a Marcha do Centenário.

RM

Rancho do Monte

Rancho do Monte

Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha

O Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha foi fundado em 1 de maio de 2010 na freguesia de Touguinha, situada na margem direita do rio Ave e pertencente ao concelho de Vila do Conde.

O grupo foi criado com o intuito de preservar, divulgar e promover os valores patrimoniais da comunidade em que se insere, nas tradições, nas manifestações culturais da população através das suas canções, danças e etnografia, refletindo e diferenciando os vários grupos sociais de outrora, bem como as atividades no qual predominava a agricultura.

As danças características são os viras, chulas e malhões.

O grupo é membro efetivo da Federação do Folclore Português.

RESMT

Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha

Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha

Rancho Folclórico da ACRD Vairão

RFACRDV

Rancho Folclórico da ACRD Vairão

Rancho Folclórico da ACRD Vairão

Rancho Folclórico da Associação Cultural e Desportiva de Mindelo

O Rancho Folclórico da Associação Cultural e Desportiva de Mindelo, do concelho de Vila do Conde, região do Douro Litoral, é uma associação de natureza etnográfica.

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Retorta

RFCPR

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Retorta

Rancho Folclórico da Casa do Povo de Retorta

Rancho Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo Arvorense

Rancho Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo Arvorense, do concelho de Vila do Conde, região do Douro Litoral, é uma associação de natureza etnográfica.

RFCSCRA

Rancho Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo Arvorense

Rancho Folclórico do Centro Social, Cultural e Recreativo Arvorense

Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de S. Pedro de Canidelo

RFIJSPC

Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de S. Pedro de Canidelo

Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de S. Pedro de Canidelo

Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau

Sediado no lugar de Fontoura, freguesia de Rio Mau, no concelho de Vila do Conde, o Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau é uma associação de natureza etnográfica constituída a 15 de maio de 1987.

RFTDCRM

Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau

Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau

EVENTOS

Em 2019, ocorreu em Vila do Conde o VI Festival de Folclore Concelhio, durante três dias no Mercado Municipal. Na última sessão, a 1 de maio, contou com as atuações do Rancho Folclórico de Mindelo – ACDM, Grupo Folclórico dos Pescadores das Caxinas e Poça da Barca, Grupo Folclórico Infantil do Centro Social e Paroquial de Mindelo, Grupo Folclórico dos Pescadores de Vila Chã, Grupo de Danças e Cantares de Vilar do Pinheiro, Rancho Folclórico da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Vairão, Rancho das Rendilheiras do Monte – Infantil e Rancho das Rendilheiras do Monte.

Na abertura, dia 29, atuaram o Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira da Maia, Rancho Folclórico do Centro Social Arvorense, o Rancho Caxineiro, o Rancho Regional de Mindelo, o Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde – Infantil e o Rancho da Praça – Rendilheiras de Vila do Conde.

O Festival prosseguiu no dia 30 com a apresentação do Rancho Etnográfico de Santa Maria de Touguinha, Rancho Folclórico S. Pedro de Canidelo, Rancho Folclórico São Martinho de Guilhabreu, Rancho Etnográfico Amigos da Borga da A.C.R. Tougues, Rancho, Danças e Cantares das Lavradeiras de Vila Chã, Rancho Folclórico S. Salvador de Árvore, Grupo Folclórico Danças e Cantares de Modivas e o Rancho Folclórico Trajes, Danças e Cantares de Rio Mau.

O Vereador do Associativismo, Pedro Gomes, felicitou o Grupo Folclórico S. Salvador de Macieira pela organização do evento, com o apoio da Câmara Municipal, bem como os grupos participantes, que proporcionaram uma bonita festa, demonstrando o vigor do movimento folclórico concelhio e o que muito se tem feito em prol dos usos, costumes e tradições das nossas populações.