Igreja Matriz de Duas Igrejas
Órgãos de tubos do concelho de Vila Verde [4]

De acordo com as informações disponíveis, existem órgãos de tubos nas seguintes igrejas do Concelho:

Igreja Paroquial de Aboim da Nóbrega

Igreja Paroquial de Aboim da Nóbrega

Igreja Paroquial de Aboim da Nóbrega [ Nossa Senhora da Assunção ]

A Igreja Paroquial de Aboim da Nóbrega é um edifício de arquitetura religiosa, maneirista, barroca e neoclássica. De planta longitudinal, é composta por alpendre nave única e capela-mor em eixo e torre, capela e sacristias adossadas lateralmente. Tem fachadas em empenas, portal de arco de volta inteira sobrepujado por janelão. Na decoração interior apresenta tetos barrocos, em caixotões com caixilhos de talha dourada envolvendo pinturas, e azulejos e retábulos de talha polícroma neoclássicos. É um bom exemplar de igreja maneirista com talha polícroma de boa qualidade. Os tetos da nave e capela-mor são obra de excelência. A capela lateral de São Miguel é uma obra maneirista com referências à tratadística assumindo-se como um exemplar notório. O púlpito maneirista, o arcaz da sacristia, os anjos tocheiros e o órgão de tubos do coro-alto, são peças de grande qualidade estética devendo ter saído das mãos de artistas conceituados. Algumas das imagens, de entre as quais se salienta a padroeira Nossa Senhora da Assunção, são peças de grande valor e qualidade.

Fonte: Monumentos

Igreja Paroquial de Duas Igrejas

Igreja Paroquial de Duas Igrejas

Igreja Paroquial de Duas Igrejas

Implantada no centro da povoação de Duas Igrejas, a Igreja Paroquial de Duas Igrejas, dedicada a Santa Eufémia, impõe-se na malha urbana pelas suas dimensões e pelo isolamento do largo em que se insere. Este, inclui, a Norte, o cruzeiro e a torre relógio e, do lado oposto, um terreiro cujos degraus acompanham o declive da rua. A fachada, em cantaria, com portal de volta perfeita, termina em empena escalonada onde se abrem duas sineiras. No alçado lateral observa-se outro portal de volta perfeita. A igreja desenvolve-se em planta longitudinal, com nave única, capela-mor e sacristia do lado do Evangelho. Embora se acredite que a edificação do templo remonte ao século XVI, são poucos os dados que se conhecem sobre as suas campanhas arquitetónicas. É possível que tenha sido objeto de intervenções nos séculos seguintes, o que aconteceu pelo menos a nível decorativo. As Visitações do século XVIII permitem concluir que, de uma forma geral, a igreja respeitava as imposições dos visitadores que apenas ordenavam a realização de trabalhos pontuais. A única exceção diz respeito ao retábulo-mor, certamente encomendado antes de 1724 mas só concluído e aplicado depois desta data, conforme se depreende da Visitação ocorrida nesse mesmo ano. O seu traçado deveria ser parecido com o dos retábulos colaterais, inscrevendo-se no denominado estilo nacional. Apresenta fortes semelhanças com os retábulos de Nossa Senhora da Piedade da de Miranda e com o retábulo-mor da igreja de Vimioso. O mais importante elemento desta igreja são as pinturas murais do seu interior (capela-mor e nave junto à capela do Senhor dos Passos), executadas na primeira metade do século XVI e que originaram o presente processo de classificação.

Fonte: DGPC, RC

Na Igreja Paroquial de Santa Eufémia de Duas Igrejas, no coro alto, do lado do Evangelho, existe um órgão de autor desconhecido do século XVIII, com um só teclado manualpalhetas horizontais e pisantes para ligar/desligar os cheios. Foi restaurado em 2000 por António Simões.

Igreja Matriz de Pico de Regalados

Igreja Matriz de Pico de Regalados

Igreja Matriz de Pico de Regalados

A Igreja Matriz de Pico de Regalados é um edifício de arquitetura religiosa barroca de planta longitudinal composto por nave, capela-mor e sacristia, com decoração interior com azulejos e retábulos de talha polícroma.

A Igreja Paroquial de São Paio de Pico de Regalados possui um órgão positivo de armário.

Positivo de armário

Órgão da Igreja de Pico de Regalados

Órgão da Igreja de Pico de Regalados

Igreja Paroquial de Santa Maria de Prado
Igreja Paroquial de Santa Maria de Prado

Igreja Paroquial de Santa Maria de Prado

A igreja nova de Prado possui um órgão em segunda mão, de 23 registos, dois manuais e pedaleira, 1458 tubos, 6,5 m de altura, mais de 3000 kg. Foi montado por António Simões que, segundo o próprio, em publicação no Facebook, teve “o prazer de colaborar com José Alberto Rodrigues, na sua montagem, harmonização e afinação.” Foi inaugurado a 22 de maio de 2021 pelo organista Daniel Ribeiro.

Novo órgão da Igreja Paroquial de Santa Maria de Prado, Vila Verde

Novo órgão da Igreja Paroquial de Santa Maria de Prado, Vila Verde, créditos José Rodrigues

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *