Musorbis, um mundo de música

QUEM SOMOS?

Criado em 2020 por António José Ferreira, o Musorbis é a plataforma  que, fazendo parte do projeto Meloteca, se dedica à divulgação do património musical de todos os concelhos portugueses.

Musorbis e Meloteca são as duas plataformas complementares de um reconhecido projeto de divulgação da música em Portugal.

  1. Lançado em dezembro de 2020, o Musorbis (www.musorbis.com) é um projeto em desenvolvimento.
  2. Ambos os sítios se incrementam e complementam cada vez mais para alcances regional/nacional e nacional/global .
  3. Os músicos profissionais (não apenas intérpretes mas aqueles cuja formação e atividade gira em torno da música) podem constar na Meloteca (www.meloteca.com) o que, na forma simples, não tem custos.
  4. Quem pretender um lugar de destaque pode também fazê-lo e assim ajudar os projetos a crescerem de forma sustentada.
  5. Sendo que existem 308 concelhos em Portugal, cada um terá a sua página de músicos, a sua página de órgãos de tubos, a sua página de iconografia musical, as suas salas de concerto, e outros artigos.
  6. No caso dos órgãos de tubos, além das notas historico-artísticas, pretendemos informar sobre os organistas titulares e sobre as escolas onde se aprende órgão.
  7. A partir de um assunto musical, o utilizador pode aceder aos assuntos relacionados, e está previsto um mapa interativo a partir do qual os leitores acederão rapidamente a cada concelho.
  8. Nem a Meloteca, lançada em 2003, nem o Musorbis, lançado em 2020, recebe qualquer apoio institucional.
  9. Coopere divulgando entre os seus ou enviado um donativo.

HISTÓRIA

A palavra Meloteca foi criada a partir do Grego, no ano 2000, por António José Ferreira, que só mais tarde a registaria como marca. Verificou-se ser este o embrião dos atuais projetos de divulgação musical e criação pedagógica para a infância.

A 02 de setembro de 2003 foi lançado o sítio www.meloteca.com, cujo alcance permitiu, entre outras coisas, sem apoios institucionais e sem anúncios publicitários pagos, dar formação a 1550 professores e educadores, a partir de 2007, de Norte a Sul de Portugal continental.

As atividades de formação e ensino deram a origem a outro projeto em expansão permanente, a “Loja Meloteca”, com cerca de 80 títulos originais de António José Ferreira destinados a apoiar a música na Infância, sobretudo.

Além do sítio da música, a marca está presente e ativa nas redes sociais com contas no Facebook, Instagram, Tweeter, LinkedIn e Google MyBusiness.

Em 2018, o Sítio da Meloteca foi objeto de uma transformação radical de modo a acompanhar os avanços tecnológicos. Do antigo sítio da música, ficou praticamente o nome, uma vez que todas as páginas, artigos e portfólio foram criados de raiz. Os próprios conteúdos são, na grande maioria, diferentes. Outros, foram excluídos, por estarem desatualizados ou por se revestirem de um interesse pouco significativo.

Para que o sítio não fosse pesado e lento, optou-se por dividi-lo em dois, e assim foi lançado em 2018 a nova Meloteca, e em 2020 o Musorbis, numa versão muito reduzida ainda por falta de meios. O Musorbis tem o foco na divulgação do património musical edificado, esculpido, pintado, impresso e gravado, na ótica dos concelhos portugueses. Quando estiver pronto o Musorbis na sua versão “definitiva”, dará atenção a todos os concelhos de Portugal no que se refere à música, numa perspetiva interdisciplinar. Divulgará os edifícios, coretos, órgãos de tubos, músicos notáveis, património imaterial.

António José Ferreira
Sandim, 07 de janeiro de 2021