Músicos naturais do Concelho de Felgueiras

[ Serviço público sem financiamento público, o Musorbis foi lançado em dezembro de 2020. O processo de inserção de dados pode ser acelerado com a cooperação dos músicos no que se refere a currículos e fotografias em falta. ]

Aniceto Pinto Ferreira

Aniceto Pinto Ferreira nasceu na freguesia de Santa Eulália de Margaride, concelho de Felgueiras, Portugal. Foi o primeiro regente da Banda dos Bombeiros Voluntários de Felgueiras, juiz de paz, professor de música, relojoeiro. Em 2014 cumpriu-se o 150º aniversário da seu nascimento.

António José Ferreira

Criador e gestor do projeto Meloteca (www.meloteca.com) desde 2003 e presidente da Meloteca Associação Cultural Educativa, António José Ferreira é formador, investigador, editor e professor de Ensino da Música no 1º Ciclo e de Música Adaptada a crianças com deficiência e atraso. Prepara o lançamento do sítio do património musical, o Musorbis. Iniciou em setembro de 2007 um trabalho sistemático de criação de recursos e de formação de professores de Música nas Atividades de Enriquecimento Curricular, tendo já organizado e feito formação para mais de 1540 professores de Norte a Sul de Portugal continental. Para a infância criou mais de 60 cadernos de apoio à expressão musical disponíveis na loja Meloteca.

Leia AQUI a biografia completa.

Bruno Teixeira

Bruno Teixeira iniciou os estudos musicais no Conservatório de Música do Porto onde concluiu o Curso Complementar de Órgão, na classe de Paulo Alvim. É licenciado em Música – Execução de Órgão pela Escola Superior de Música de Lisboa na classe de Órgão de António Esteireiro. Ao longo da sua formação, como organista, frequentou cursos de aperfeiçoamento de literatura de órgão, com Stefan Baier e Martin Bernreuther. Em Julho de 2010 frequentou o curso de aperfeiçoamento de literatura de órgão na University of Music and Performing Arts Stuttgart – OrgelaKademie com os Professores Jon Laukvik e Ludger Lohmman.

Leia AQUI a biografia completa.

Bruno Teixeira

Bruno Teixeira, organista, de Felgueiras

Bruno Teixeira, organista, de Felgueiras

Carlos Silva

Carlos Silva nasceu em Vila Cova da Lixa no ano de 1977. Começou a tocar clarinete aos sete anos de idade na Banda de Música da Lixa, tendo mais tarde estudado no Conservatório de Música de Paredes, no Conservatório de Música do Porto e na Escola de Música do Conservatório Nacional em Lisboa, nas classes dos professores António Costa Santos, Moreira Jorge e Luís Gomes, respetivamente. Em 1996 ingressou na Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana, transferindo-se para a Banda Marcial do Porto no ano de 2002.

Leia AQUI a biografia completa.

Emanuel Silva

Natural da Lixa (Felgueiras), Emanuel Silva iniciou os estudos musicais em Clarinete na Banda de Musica da Lixa. Frequentou o 8º grau em Clarinete no Conservatório de Música do Vale do Sousa e a licenciatura em Educação Musical na Escola Superior de Educação do Porto. Em 2008 ingressou na Banda Militar do Porto. Iniciou os estudos em Direção com o maestro Armando Teixeira e frequentou classes de aperfeiçoamento com os maestros Douglas Bostock, José Rafael Pascual Vilaplana e Rafael Agulló Albors. Estuda Direção com o maestro Fernando Marinho. Dirige desde 2003 o coro da catequese de Macieira da Lixa. Foi diretor do coro da catequese de Refontoura entre 2008/2012 e maestro de Banda Juvenil da Banda de Música da Lixa em 2011. É o diretor do Coro Vicarial de Felgueiras e o maestro da Banda Musical de Amarante.

Joana Almeida

Joana Almeida foi vencedora do 2º Grande Prémio Nacional do Fado da RTP1 com apenas 17 anos, em 2015. Participou no Caixa Alfama e no Caixa Ribeira e em actividades culturais do Museu do Fado, integrando o elenco que homenageou a fadista Maria Severa. Natural de Felgueiras, os estudos levaram-na para Lisboa onde cantou nas casas típicas de fado, no Bairro Alto e em Alfama.

Leia AQUI a biografia completa.

Joana Almeida

Joana Almeida, fadista, de Felgueiras, foto Paulo Segadaes

Joana Almeida, fadista, de Felgueiras, foto Paulo Segadaes

Luís Pereira

O saxofonista Luís Pereira nasceu em Felgueiras em 1985. Na Banda de Música de Felgueiras iniciou os estudos com o maestro Henrique Ribeiro, tendo ingressado mais tarde na Academia de Música Valentim Moreira de Sá onde prosseguiu os estudos com Fernanda Alves. Seguiu-se a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, onde frequenta o terceiro ano da licenciatura em Saxofone na classe dos professores Henk Van Twillert, Fernando Ramos e Gilberto Bernardes. No seu percurso académico frequentou classes de aperfeiçoamento com Claude Delangle, Mário Marzi, Arno Bornkamp, entre outros.

Obteve o segundo lugar no Primeiro Concurso Internacional de Saxofone “Vítor Santos” e o primeiro prémio no “Concorso Internazionale di Musica Citta di Chieri”- Itália, na categoria de música de câmara. Faz parte do Ensemble de Saxofones Vento do Norte, da Orquestra Portuguesa de Saxofones, com os quais se apresenta frequentemente em várias cidades europeias.

Saiba mais AQUI.

Luís Sampaio

Luís Pedro Sampaio, clarinetista, nasceu em Felgueiras em 1996. Iniciou os estudos musicais no Conservatório de Música de Felgueiras aos 9 anos. Estudou clarinete com os professores Carlos Ferreira e Manuel Lemos no Conservatório de Música de Felgueiras; Nuno Madureira e José Ricardo Freitas na Academia de Música José Atalaya em Fafe, onde conclui o 8º grau obtendo a classificação máxima no ano letivo 2010/2011.

Com Carlos Alves e Pedro Ladeira estudou na Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART)/Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde se licenciou em 2018, no Curso de Licenciatura em Música – Variante de Instrumento, opção Clarinete, com a classificação final de 19 (dezanove) valores. Encontra-se a concluir o Mestrado em Ensino de Música na ESART.

Luís Sampaio

Luís Sampaio, clarinete, de Felgueiras

Luís Sampaio, clarinete, de Felgueiras

Leia AQUI a biografia completa.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro iniciou os estudos de Oboé na Escola Profissional Artística do Vale do Ave, com Saúl Silva, tendo concluído a licenciatura na Escola Superior de Música do Porto, na classe de Ricardo Lopes. Foi laureado com o 1.º Prémio da Juventude Musical Portuguesa, o Prémio Jovens Músicos, o Prémio Maestro Silva Pereira e o Prémio Revelação Ribeiro da Fonte. Lecionou na Universidade de Aveiro, na Escola Superior de Música do Porto e na Academia Nacional Superior de Orquestra. É membro do Opus Ensemble, com o qual gravou o CD 2007. Faz também parte do Trivm de Palhetas, da Camerata Senza Misura e do Quinteto Artziz, tendo realizado com este grupo uma digressão pela Índia e Macau. Estreou diversas obras de música de câmara de compositores portugueses e gravou com o Ensemble Mediterrain o CD Música Contemporânea Portuguesa.

Leia AQUI a biografia completa.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro, oboé, de Felgueiras

Pedro Ribeiro, oboé, de Felgueiras

Sérgio Leite

Sérgio Leite, pianista, de Felgueiras

Sérgio Leite, pianista, de Felgueiras

Queres destacar-te? Clica AQUI.

Destaca-te no Musorbis

Destaca-te no Musorbis

HISTÓRIA DA MÚSICA

Luís de Sousa Rodrigues

Luís (de Sousa) Rodrigues (n. Rande, Felgueiras, 06 Jul. 1906; m. Porto, 24 Abr. 1979) foi padre, compositor, maestro, pedagogo e musicólogo. Embora já no início do século XX houvesse no Porto padres a compor música religiosa à volta do editor e compositor Eduardo Fonseca, Luís Rodrigues marca a renovação da música sacra que teria, na Igreja da Lapa e em Ferreira dos Santos, pontos artísticos de altíssimo nível, sendo, nas décadas de 40-60, uma figura respeitada na música religiosa nacional.

Leia AQUI a biografia completa.

Pe. Luís de Sousa Rodrigues

Pe Luís de Sousa Rodrigues, compositor, de Felgueiras

Pe Luís de Sousa Rodrigues, compositor, de Felgueiras

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *