MÚSICA À VISTA

Música, iconografia e património musical edificado do Concelho de Tomar

Monumento a Fernando Lopes-Graça

Monumento a Fernando Lopes-Graça em Tomar, créditos Paulo Juntas

Monumento a Fernando Lopes-Graça em Tomar, créditos Paulo Juntas

O compositor Fernando Lopes-Graça nasceu a 17 de dezembro de 1906, em Tomar, e morreu na Parede, Cascais, a 27 de novembro de 1994.

No dia em que se cumpria o centenário sobre o nascimento do compositor Fernando Lopes-Graça, a Câmara Municipal de Tomar inaugurou um monumento em homenagem do compositor e músico nascido na cidade do Nabão. Tratou-se de mais uma iniciativa de “um vasto programa que se iniciou há cerca de um ano visando marcar o centenário dessa figura da cultura. A autarquia anunciou também a entrega do Prémio Lopes-Graça de Composição durante Festa dos Tabuleiros, a realizar em julho de 2007. Prosseguia a recuperação da casa onde nasceu o compositor para aí instalar uma Casa Memória. O dia central das comemorações ocorreu no antigo Cine-Esplanada, junto ao Estádio Municipal, com a inauguração do monumento evocativo de duas figuras relevantes do século XX tomarense – Fernando Lopes-Graça e o seu amigo Fernando de Araújo Ferreira. As comemorações prosseguiriam no Cine-Teatro Paraíso, com a inauguração de uma exposição de trabalhos escolares sobre Lopes-Graça patente durante os meses de dezembro e janeiro. Seriam  ainda apresentadas várias obras sobre a vida do compositor, como “De Fernando Lopes a Lopes-Graça” de António Sousa, editada em parceria com as edições Cosmo. A mesma editora, com o apoio da Câmara de Tomar, reeditou uma das mais procuradas obras de Lopes-Graça, há muito tempo esgotada: “Reflexões sobre a música”. O volume em banda desenhada “Fernando Lopes-Graça”, da autoria de Ricardo Cabrita, seria também apresentado. O lançamento em livro estava previsto para 1 de março, Dia da Cidade. Também a associação cultural Canto Firme lançou ao público a partitura “Tomar”, que lhe foi dedicada, com poemas de Fernando Araújo Ferreira (Nini Ferreira) musicados por Lopes-Graça. Ainda no Cine-Teatro Paraíso, decorreria o Concerto do Centenário com Miguel Henriques e a Orquestra Clássica de Espinho, destacando-se do programa a primeira audição do “Concerto para Piano e Orquestra n.º 2” de Fernando Lopes-Graça. Prémio Quanto ao Prémio Lopes-Graça de Composição, organizado pela Câmara de Tomar, tinha o valor de 1.500 euros e era aberto a obras para quatro vozes mistas sobre texto ou canção popular portuguesa. O anúncio do vencedor estava previsto para o Dia da Cidade (1 de Março), sendo a entrega do prémio em concerto a realizar durante a Festa dos Tabuleiros.

Fonte: O Mirante, 13 de dezembro de 2006

Convento de Cristo
Convento de Cristo, Tomar, foto Luzia Rocha

Convento de Cristo, Tomar, foto Luzia Rocha

Convento de Cristo, Tomar, foto Luzia Rocha

Convento de Cristo, Tomar, foto Luzia Rocha

1 reply

Trackbacks & Pingbacks

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *